Reavivados por Sua Palavra


A “Porção Santa” by jquimelli
13 de agosto de 2014, 21:33
Filed under: Estudo devocional da Bíblia

Diagrama mostrando a “Porção Santa”: as porções do príncipe, dos levitas, dos sacerdotes, da cidade e, ao centro, do templo.

Fonte: Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 4, p. 806. Casa Publicadora Brasileira.



A porta Dourada by jquimelli
13 de agosto de 2014, 17:50
Filed under: Sem categoria

As interpretações da concretização das profecias do novo templo, em Ezequiel 40 a 48 tem gerado respostas diferentes nas várias religiões.

– Para os judeus, esta profecia ainda irá se cumprir. Eles ainda aguardam o Messias, que restaurará o templo, agora em sua 3ª versão. Preocupam-se apenas, através do Instituto do Templo em já elaborar as peças e mobília do novo templo.

– Esta visão é, de certo modo, compartilhada por muitos cristãos (principalmente os messiânicos), que creem que o Messias Jesus estabelecerá o Seu reino na Terra e dominará sobre todas as nações após derrotar as forças do mal no Armagedom literal.

– Os muçulmanos não acreditam nas profecias de Ezequiel, nem no Messias judaico. Alguns deles, numa tentativa humana de impedir a profecia, fecharam a Porta Dourada [leste ou oriental] e construíram do lado de fora dela um cemitério, ao tempo em que Suleiman, o Magnífico, dominava em Jerusalém. Isto porque o Messias, que por ela entraria, seria um "cohen", ou sacerdote, e, portanto, não poderia se contaminar ritualmente ao pisar em um cemitério.

Foto tirada a partir do alto do Monte das Oliveiras, que mostra a muralha de Jerusalém, à altura da Porta Dourada, e o cemitério muçulmano, que desce até o vale de Cedrom, hoje uma avenida. Em primeiro plano, um cemitério judeu. No meio, à direita, as cúpulas douradas da igreja cristã ortodoxa erigida em homenagem a Maria Madalena. Próximo à ela, o Jardim do Getsêmani.

proxy?url=http%3A%2F%2F4.bp.blogspot.com%2F_tHwAl2-zdoY%2FTTDOx8oxRbI%2FAAAAAAAAAJM%2FCMK0sT8zqHs%2Fs320%2FIMG_5974.JPG&container=blogger&gadget=a&rewriteMime=image%2F*

– Como vimos, os adventistas creem que o Templo de Ezequiel teria sido estabelecido caso a nação judaica cumprisse a sua parte da aliança. A rejeição à aliança se iniciou com a construção de uma religião formalista e de observâncias rituais externas, sem espaço para a atuação da graça de Deus. A definitiva rejeição se deu com a rejeição nacional de Jesus, que procurou de várias maneiras reintroduzir o amor e a comunhão com Deus como forças redentoras. A partir daí, a igreja passou a ser o instrumento de Deus para pregação da salvação ao mundo.



Sexta-feira começaremos a ler Daniel! by jquimelli
13 de agosto de 2014, 17:26
Filed under: Estudo devocional da Bíblia

Na sexta-feira, 15 de agosto, começaremos a ler o livro de Daniel. Um livro com luz para os últimos dias.

Tome um minuto agora para compartilhar este email para ao menos um amigo e convide-o a participar da leitura.



Ezequiel 47 – comentários selecionados by jquimelli
13 de agosto de 2014, 6:41
Filed under: Sem categoria

47:1 – 48:35 descrevem a nova terra ao redor do templo. Existem muitos paralelos entre esta seção e a descrição da Nova Jerusalém em Apoc. 21-22. Andrews Study Bible.

1-12 A descrição implica numa visão dos futuros últimos dias da inteira visão, com uma transformação sobrenatural na natureza que excede as possibilidades históricas. Cumpre-se espiritualmente em Cristo e na igreja do NT com as bênçãos do novo concerto fluindo para o mundo (Jo 7:37-38); Cumpre-se literalmente na Nova Terra (Apoc 22:1-2). Andrews Study Bible.

1 homem. O guia angelical (40.3) que aqui aparece pela última vez, terminou a visita ao templo novo que Ezequiel fez em visões. Bíblia de Estudo NVI Vida.

à entrada do templo. Ezequiel estava em pé no pátio interno. Bíblia de Estudo NVI Vida.

Água. O restante desta seção (v. 1-12) deixa claro que há referência à água que cura e nutre a vida (v. Sl 36.8; 46.4; v. tb Jl 3.18; Zc 13.1; 14.8; Ap 22.1,2). No contexto global, havia o rio que fluía do Jardim do Éden (Gn 2.10). Bíblia de Estudo NVI Vida.

2 me levou para fora, pela entrada norte. Porque a porta leste [externa] estava fechada (44.2). Bíblia de Estudo NVI Vida.

Provavelmente, porque a porta leste interior era reservada para o príncipe (Ez 46:1-8) e a porta leste exterior era fechada (Ez 44:1,2). CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 4, p. 810

4 mediu mais mil [côvados. Aprox 500 m]. O profeta está sendo levado rio abaixo, parando de meio em meio quilômetro para sondar sua profundidade. Bíblia Shedd.

8 campina. Do heb ‘aravah, que incluía a depressão do rio Jordão, o mar Morto e o vale que se estende do mar Morto até o golfo de Áqaba. O moderno termo Arabá designa apenas o vale ao sul do mar Morto. CBASD, vol. 4, p. 810

saudáveis. O mar Morto é uma lagoa de sal, o ponto mais baixo da terra, cujas exalações chegam a matar os pássaros que o sobrevoam. Recebe as águas do Jordão, mas não tem saída para as mesmas. O seu sal é útil (11) mas o local é uma chaga. Bíblia Shedd.

10 En-Gedi. Siginifica “fonte do bode”; uma fonte forte a meio caminho ao longo do lado ocidental do mar Morto. Bíblia de Estudo NVI Vida.

13 duas porções para José. Como a tribo de Levi não recebeu nenhuma [porção] (44.28], Efraim e Manassés – os dois filhos de José adotados por Jacó (Gn 48.17-20) – receberam uma porção para cada um (Ez 48.4,5). Bíblia de Estudo NVI Vida.

19 águas da contenda. O lugar no deserto do Sinai onde o povo se rebelou pela primeira falta de água, e Deus concedeu a Moisés a autoridade de fazer jorrar a água da rocha (Êx 17.1-7). Bíblia Shedd.

22 A Lei ofereceu generosidade aos estrangeiros (Lv 19.10; Dt 10.19). A cidadania israelita, entretanto, só se lhes oferece nesta nova ordem. Num sentido foi cumprido nas pessoas dos prosélitos do tempo do Pentecostes (At 2) e na conversão dos gentios, que em Cristo se tornam o verdadeiro Israel de Deus (cf Gl 3.14, 16; 6.16). Bíblia Shedd.

Note a inclusão dos estrangeiros na herança, em harmonia com a universalidade proclamada pelos profetas como Isaías (Is 56:3-8) e cumprida no NT (Ef 2:12-14; Col 3.11). Andrews Study Bible.



Ezequiel 47 by jquimelli
13 de agosto de 2014, 0:00
Filed under: profecias, restauração, segurança | Tags: , , ,

Comentário devocional:

Ezequiel 47 continua a tratar do templo restaurado, da cidade e da terra de Israel. Em um país seco como Israel, a água é uma necessidade da vida em todos os seus aspectos. Ezequiel recebe um retrato vívido da solução de Deus para a questão da água. No Israel restaurado, a presença de Deus é real e supre todas as necessidades, incluindo a de água. O que começa como um fio de água a partir do portão leste do templo começa a fluir em direção ao deserto. No espaço de pouco mais de um quilômetro, o pequeno córrego se transforma num rio caudaloso, renovando as águas do salgado mar Morto. Esta água dada por Deus traz vida. Graças a ela, as árvores crescem e produzem frutos em todos os meses. Os peixes tornam-se tão abundantes que os pescadores prosperam. Toda a terra é abençoada por esta água que flui da presença de Deus.

Embora esta imagem literal nunca tenha acontecido para Israel, ela é uma imagem tão poderosa que posteriores escritores da Bíblia também usaram esta imagem da água para retratar as bênçãos espirituais que Deus dá. Jesus a menciona em João 7:37-39. Ele diz que a água se refere ao Espírito Santo, que será dado aos crentes. Este quadro também é utilizado por João em Apocalipse 22:1, 2, em sua descrição da nova terra. Que imagem poderosa das bênçãos que fluem a partir da presença de Deus!

Este capítulo também trata da divisão da terra entre as 12 tribos. As fronteiras estão bem próximas daquelas dadas originalmente em Números 34:1-12, mas uma grande diferença se destaca. Enquanto no livro de Números apenas israelitas literais recebem a terra, na nação restaurada de Ezequiel, estranhos ou estrangeiros que têm filhos na terra, também recebem uma propriedade. O fato de não israelitas receberem  tratamento semelhante aos dos israelitas, recebendo terras, é mais um exemplo da graça de Deus. Em nosso trato com outros devemos ser tão graciosos quanto Deus é.

Jon Dybdahl

Universidade Walla Walla, EUA

 

 

Texto original: http://revivedbyhisword.org/en/bible/eze/47/

Traduzido por JDS/JAQ

Texto bíblico: Ezequiel 47 

Comentário em áudio 




%d blogueiros gostam disto: