Reavivados por Sua Palavra


II Crônicas 19 – comentários bíblicos by Jeferson Quimelli
7 de maio de 2013, 10:37
Filed under: Sem categoria

1 Josafá, rei de Judá, voltou para casa em paz, em Jerusalém. Josafá voltou para Jerusalém são e salvo, como um homem mais triste, porém mais sábio (Comentário Adventista do 7º Dia, vol. 3, p. 272).

4 O próprio rei Josafá liderara a obra reformadora, que induziu o povo à fé e à obediência ao Senhor. As instruções deixadas aos juízes e aos sacerdotes (v.5-9) servem para qualquer líder civil ou eclesiástico: 1) Tudo deve ser feito com dedicação e cuidado (v.6 e 7); 2) Deve ser feito num espírito de reverência e de fé (v.7 e 9); 3) reconhecendo que todo poder emana de Deus, e em Seu nome deve ser usado (v.6); 4) Deus, em tudo, é o grande Exemplo de justiça e imparcialidade (v. 7); 5) Deus está presente junto aos que realmente O amam, para inspirá-los, corrigi-los e consolá-los (v. 6) (Bíblia Shedd).

5 nomeou juízes. O nome Josafá (que significa “o Senhor julga”) é apropriado para o rei que instituiu essa reforma judiciária. A organização dos tribunais de justiça por Josafá (v. 5-11) seria de interesse especial para o cronista do período pós-exílico quando os tribunais da comunidade restaurada teriam sua existência e estrutura legitimadas por esse precedente (Bíblia de Estudo NVI Vida).

5-10 Josafá nomeou sacerdotes e levitas para ajudar a administrar a lei civil. Muitos anos antes, Moisés tinha escolhido homens capazes, fiéis e honestos para ajudá-lo a julgar as disputas entre as pessoas (ex. 18.21,22). Obviamente o melhor tipo de líder é o que sempre age com reverência a Deus. Líderes efetivos fazem que o trabalho seja feito; líderes fiéis garantem que o trabalho seja feito do modo de Deus e no tempo de Deus. Ele procuram incutir a sabedoria de Deus em futuros líderes e construir os valores de Deus em toda a comunidade (Life Application Study Bible Kingsway NIV).

10 sentença contestada. Isto é, casos que poderiam chegar ao tribunal central em Jerusalém, provenientes de outras cidades. Fica claro a partir desta passagem que o tribunal da capital era um supremo tribunal de apelação (Comentário Adventista do 7º Dia,vol. 3, p. 274).

entre sangue e sangue. Para definir os casos de morte “acidental”, em “legítima defesa”, ou “assassínio” (Bíblia Shedd).



II Crônicas 19 by Jeferson Quimelli
7 de maio de 2013, 0:00
Filed under: desobediência | Tags: ,


Comentário devocional:

Josafá era um bom rei e líder espiritual, e corajosamente chamou seu povo à reforma espiritual e obediência a Deus. Por isso, o Senhor abençoou com “riquezas e honra” (2 Cr. 18:01). No entanto, no auge de sua prosperidade, Josafá permitiu que seu filho Jorão se casasse com a filha de Acabe, Atalia. Desta forma, Josafá e sua esposa se tornaram parentes de Acabe e Jezabel, o mais famoso casal perverso de Israel. Como conseqüência Deus retirou as Suas bênçãos.

Deus não tem favoritos (v. 7). Podemos esperar para nós o mesmo tratamento que nosso santo e consistente Deus dispensou a Josafá se persistirmos em andar nos caminhos da nossa própria vontade.

Por meio de Seu profeta Jeú, Deus tornou claro seu descontentamento pela ligação de amizade de Josafá com o próspero, secular e sincrético Acabe (v 2-3). Embora Josafá continuasse a trabalhar no reavivamento espiritual e reforma para o seu povo, a conseqüência dessa transgressão à ordem explícita de Deus é que a apostasia se alastrou no reino de Judá. A “pequena desobediência” aos mandamentos de Deus desfez anos de reformas de Josafá.

Um casamento fora da fé nunca é uma boa ideia. Assim como também não é bom qualquer tipo de conformação da vontade de Deus ao espírito e ensinamentos do mundo. Reavivamento e reforma começam em nossas próprias vidas à medida que diariamente entregamos nossa vontade a Deus e escolhemos viver de acordo com “toda palavra que procede da boca de Deus” (Mateus 4:4).

Fernando Canale

 Andrews University

Trad JAQ/JDS


– – – – – – – –

Texto bíblicoII Crônicas 19

FonteBlog da Bíblia




%d blogueiros gostam disto: