Reavivados por Sua Palavra


ISAÍAS 63 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Jeferson Quimelli
23 de outubro de 2020, 0:40
Filed under: Sem categoria

ISAÍAS 63 – O autor do livro em análise “é o maior dos profetas e oradores hebreus. O esplendor da linguagem, a vivacidade das figuras de linguagem, além da versatilidade e beleza do estilo de seu texto são inigualáveis. É justificado ter recebido o título de ‘príncipe dos profetas do Antigo Testamento’”, expressou-se Merril F. Unger.

Jesus virá segunda vez. Não como um bebê dependente de pais humanos, mas como Rei dos reis e Senhor dos senhores a fim de resgatar deste mundo aos que foram resgatados do pecado. Os perversos, arrogantes e imorais que rejeitarem ao plano da redenção divino não suportarão a glória de Cristo e morrerão enquanto os salvos forem elevados às moradas celestiais.

A linguagem dos seis primeiros versículos deste capítulo de Isaías coincide com a linguagem escatológica de João em Apocalipse 14:17-20. Vale a pena conferir os dois textos. Eles revelam um caráter simétrico nos dois Testamentos: Justiça e amor. Deus oferecendo salvação aos que se inclinam para aceitá-la, mas punição aos amantes dos diversos tipo de pecados.

Os versos 7-19 é uma magnífica prece. “Assim como a oração em Dn 9 ela começa falando sobre o relacionamento de aliança entre Deus e Seu povo. A lealdade do Senhor à aliança é mencionada em primeiro lugar e, logo em seguida, os louvores a Ele devidos. A oração propriamente dita, em forma de pedidos, entra em foco do v. 15 até o fim do capítulo”, (John MacArthur).

Do capítulo em apreço destacamos algumas preciosas lições:
• Jesus vencerá a batalha do Armagedom. Está profetizado! Assim será! Quem faz aliança com Ele e permanece fiel, será salvo no dia da vingança (ver Joel 3:13; Apocalipse 19:11-21).
• As figuras utilizadas por Isaías como “lagar”, “pisar”, etc. mostram que Jesus eliminará radicalmente o mal, para que prevaleça somente o bem. Essa é promessa positiva e devemos aguardá-la, para que o sacrifício de Cristo valha a pena para nós.
• Devemos alegrar, jamais entristecer ao Espírito Santo. Ele é essencial para transformar-nos!
• Precisamos orar para preparar-nos para esse dia. Devemos olhar ao passado na história sagrada e ver como Deus foi Pai bondoso, misericordioso e paciente para, então, erguer nossos esperançosos olhos ao futuro – com confiança!

Ao compreendermos melhor a Deus, clamaremos mais por Sua intervenção! Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.



ISAÍAS 63 – COMENTÁRIO ALETA BAINBRIDGE (rodada anterior/Associação Geral) by Jeferson Quimelli
23 de outubro de 2020, 0:30
Filed under: Sem categoria

O primeiro verso deste capítulo ressoa com poder e esplendor imponente. Aqui vemos a figura majestosa de um Guerreiro vitorioso que venceu seus inimigos (aqui representados por Edom e Bozra) que ao longo dos tempos têm sido persistente e cruelmente hostis e destrutivos para com Ele e os assuntos de Seu reino.

Quase imediatamente, no entanto, o tom muda. Nossa admiração se alterna para uma preocupação de parar o coração. Esta não foi uma vitória fácil. As roupas do Guerreiro estão encharcadas de sangue e há uma sensação de terrível tristeza quando Ele pronuncia as palavras: “O lagar, eu o pisei sozinho, e dos povos nenhum homem se achava comigo” (v. 2, ARA) A vitória é aparentemente amarga.

“Eu choro e meus olhos se enchem de lágrimas. Ninguém está perto para me consolar” (Lam 1:15). Não houve nenhum conforto para este guerreiro divino no Getsêmani ou na cruz, na hora da Sua maior necessidade. Ele foi abandonado por seus amigos mais próximos e, ao que Lhe parecia, até mesmo por Seu Pai. Este é um pálido vislumbre do que custou a Jesus trazer o Reino de Graça para toda a humanidade (Is 61).

Mas existe uma parte que comumente não prestamos atenção no capítulo 63: “Porque o dia da vingança me estava no coração, e o ano dos meus redimidos é chegado” (v. 4 ARA). Será que o nosso Messias-Guerreiro foi ao Getsêmani e à cruz para trazer a salvação para a humanidade ou para vingar-se dos ímpios? Em Isaías 61 também lemos que o Messias-Servo viria proclamar o ano do favor do Senhor e o dia da vingança do nosso Deus” (Is 61:2, NVI). É o nosso Deus vingativo? Certamente que não. A morte, mesmo do ímpio, é um ato estranho à natureza amorosa de Deus. Isaías 28:21,22 mostra que Deus viu que não havia ninguém para ajudá-lo a “realizar a sua obra, a sua obra estranha… determinada sobre toda a terra” (ARA).

Não podemos separar a Redenção da destruição de maldade. Deus odeia a iniquidade e tomou as medidas necessárias para eliminá-la. Jesus sofreu a fúria de seu Pai contra a maldade. Seu sangue vital foi derramado no chão para que milhões a perecer pudessem ganhar a vida eterna (v. 3). Não havia outra maneira pela qual pudéssemos ser resgatados.

Ambos, redenção e vingança contra o mal, são “benignidades do SENHOR.” Ele é digno de ser louvado por Sua  “grande bondade para com a casa de Israel, bondade que usou para com eles, segundo as suas misericórdias e segundo a multidão das suas benignidades” (v. 7, ARA).

Embora estranha e difícil, a obra de exterminar a maldade é componente indispensável do plano da salvação. Isaías 53:11 nos diz que Jesus verá o resultado do seu trabalho e ficará satisfeito. Todos os que aceitarem os méritos do Seu sacrifício viverão eternamente em paz e harmonia, livres de qualquer maldade.

Aleta Bainbridge
Sydney, Austrália

Publicado originalmente em: https://reavivadosporsuapalavra.org/2014/04/28



ISAÍAS 62 – ACESSE AQUI O POST DESEJADO by Jeferson Quimelli
22 de outubro de 2020, 1:10
Filed under: Sem categoria

TEXTO BÍBLICO ISAÍAS 62 – Primeiro leia a Bíblia

ISAÍAS 62 – COMENTÁRIO BLOG MUNDIAL (Associação Geral)

ISAÍAS 62 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS

COM. TEXTO ROSANA GARCIA BARROS

COM. TEXTO – PR HEBER TOTH ARMÍ

COMENTÁRIO ALETA BAINBRIDGE (Associação Geral)

COM. VÍDEO PR ADOLFO SUÁREZ(link externo)

COM. VÍDEO PR EVANDRO FÁVERO (link externo)

VÍDEO PR VALDECI JÚNIOR (link externo)

VÍDEO PR RONALDO DE OLIVEIRA (link externo)

VÍDEO PR WEVERTON CASTRO E EQUIPE (link externo)

VÍDEO PR MICHELSON BORGES (link externo)



ISAÍAS 62 by Jeferson Quimelli
22 de outubro de 2020, 0:55
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://pesquisa.biblia.com.br/pt-BR/NVI/Is/62

Um magnífico relógio de pêndulo embeleza um canto da sala de estar da minha irmã. Suas badaladas a cada quinze minutos trazem uma sensação calmante de paz em toda a casa, exceto para o novo visitante que tenta dormir. Leva algumas horas, às vezes uma ou duas noites, para que essas harmonias ricas assumam a natureza de uma canção de ninar induzindo ao sono – como vigias nas paredes gritando, “quatro badaladas bem executadas.”

Estranhamente, o tique-taque rítmico de suas engrenagens de latão, movendo-se num mecanismo com pedras preciosas, todas alojadas em um estojo de cerejeira altamente polida, me lembra Isaías 62. Quanto mais você estuda a engenharia de precisão e os materiais de qualidade utilizados no relógio, mais aprecia a sua beleza. A constância do relógio é um pequeno reflexo do amor infalível de Deus expressado na poesia de abertura.

“Por amor de Sião eu não sossegarei, por amor de Jerusalém não descansarei…” (v. 1, NVI)

Quer sejamos consolados ou incomodados pelo som de Sua voz, Ele continua a proclamar Seu amor metodicamente.

No restante do capítulo, Deus garante o que acontecerá quando as pessoas sincronizarem suas vidas com a dEle. Infelizmente, isso nunca aconteceu nacionalmente no antigo Israel, mas aconteceu e está acontecendo individualmente. E tão certo quanto os ponteiros do relógio continuam se movendo, um dia a sincronização com Deus acontecerá universalmente. Jesus voltará e estabelecerá Seu reino!

Glenn Aufderhar
Ilha de Lopez, estado de Washington, EUA

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/?id=987
Tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli/Luis Uehara



ISAÍAS 62 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by Jeferson Quimelli
22 de outubro de 2020, 0:50
Filed under: Sem categoria

522 palavras

Por amor de Sião. Este capítulo continua o tema de Isaías 61, sem interrupção: o glorioso futuro de Israel como o mensageiro escolhido por Deus para proclamar a verdade ao mundo, sob a condição de que permanecesse fiel (ver p. 13-17 [CBASD]). Israel falhou em viver à altura dos privilégios da aliança, por isso as promessas ainda se cumprirão para o novo Israel (ver p. 21-23). Ainda é o Messias quem fala, como em Isaías 61:1, e diz o que fará em favor de Sião ( ver com. do Sl 48:2). Sião é o nome poético para Jerusalém. CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 4, p. 341.

Não Me aquietarei. Cristo promete não deixar de trabalhar em favor de Seu povo até que o propósito eterno para ele se cumpra (ver com. de Is 42:4). CBASD, vol. 4, p. 341.

Um nome novo. Os filhos de Deus recebem um novo nome apropriado à sua condição, ao estágio glorioso ao qual alcançaram como nação. CBASD, vol. 4, p. 341.

4 Hefzibá (ARC e NVI; ARA: “Minha-Delícia”). Literalmente, “meu deleite está nela”. Esse nome era uma promessa da restauração do favor divino.CBASD, vol. 4, p. 341.

Desposada (ARA; NVI: “Beulá”). Literalmente, “possuída” ou “casada” (ver Ez 16:8). Aquela que ficara viúva e desolada seria a esposa honrada do Rei-Messias! CBASD, vol. 4, p. 341.

Como o jovem desposa a donzela. Na Bíblia, usa-se com frequência o casamento para representar a aliança entre Deus e Seu povo (ver Is 54:5; Jr 3:14; Ez 16:8-14; Os 2:19; 2Co 11:2; Ef 5:23, 27; Ap 19:7; 21:2). Como a noiva traz alegria ao noivo, a igreja alegra o coração de Deus. ele cuidará dela como um esposo fiel provê sustento e protege a esposa amada.CBASD, vol. 4, p. 341.

Guardas. Todo líder espiritual é um guarda, cujo dever é vigiar sobre os muros de Sião (ver com. de Is 21:11). CBASD, vol. 4, p. 342.

Todo o dia e toda a noite. A obra de um ministro fiel jamais está completa (ver 2Tm 4:2). Quando outros estão fracos, ele deve ser forte. Ele deve ser vigilante, abnegado e alerta, pois de sua fidelidade depende a segurança do povo sob seu cuidado. Se ele dorme ou falha, o inimigo pode obter vitórias, e almas se perdem. CBASD, vol. 4, p. 342.

Fareis lembrado o Senhor (ARA: NVI: “Vocês que clamam pelo SENHOR). O guarda espiritual não deve prestar contas somente ao povo, mas também a Deus. CBASD, vol. 4, p. 342.

Os que o ajuntarem [o cereal, o trigo (NVI)] o comerão … e os que o recolherem [o vinho] beberão nos átrios do Meu santuário. A Lei levítica dizia que as ofertas pacíficas deviam ser levadas ao templo em gratidão pelas bênçãos recebidas (Dt 12:5-18;14:23). CBASD, vol. 4, p. 342.

10 Passai pelas portas; preparai o caminho ao povo. Isaías se refere de forma profética à vinda do Messias (ver com. de Is 40:3-5). Todos os obstáculos seriam removidos; toda ofensa deveria ser posta de lado. CBASD, vol. 4, p. 342.

Arvorai [erguei] bandeira. Uma bandeira significa autoridade e exorta o ser humano a ser leal a essa autoridade. É dever solene dos guardas espirituais de Deus arvorar [erguer] a bandeira da verdade que Deus lhes confiou. CBASD, vol. 4, p. 342.

11 Até as extremidades da terra. A mensagem de salvação deve alcançar as partes mais distantes da Terra. CBASD, vol. 4, p. 342.



ISAÍAS 62 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
22 de outubro de 2020, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Eis que o Senhor fez ouvir até às extremidades da Terra estas palavras: Dizei à filha de Sião: Eis que vem o teu Salvador; vem com Ele a sua recompensa, e diante dEle, o seu galardão” (v.11).

Ao longo dos anos, inúmeras peregrinações e excursões têm sido realizadas a Jerusalém. Conhecida como “terra santa”, é aclamada pelos judeus, reclamada pelos muçulmanos e reverenciada por cristãos de todo o mundo que almejam pôr os pés sobre as estradas que acreditam ter Jesus caminhado. A atmosfera local e os principais pontos históricos remontam as cenas dos evangelhos, levando-os a uma experiência única e inesquecível. Nunca pisei em Jerusalém. Nunca senti essa emoção que tantos declaram ter vivido. Mas foi sozinha em meu quarto que pude começar a viver a maior e melhor peregrinação de minha vida; a experiência que, certamente, mudou a minha história de uma forma única e inesquecível. Com muito amor e paciência, o Espírito do Senhor me conduziu ao lugar de minha primeira lição:

“Tu, porém, quando orares, entra no teu quarto e, fechada a porta, orarás a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará” (Mt.6:6).

Como um Apocalipse do Antigo Testamento, o livro de Isaías apresenta em seus últimos capítulos cenas do glorioso triunfo dos filhos de Deus. A Bíblia apresenta o casamento como uma ilustração da união entre Cristo e “a noiva, a esposa do Cordeiro… a santa cidade, Jerusalém” (Ap.21:9 e 10). Há um profundo e genuíno amor nesta relação. E, como Noivo que conquistou todos os méritos de Sua possessão, Jesus compartilha a Sua vitória e conquista com “o fruto de Seu penoso trabalho” (Is.53:11). E a cidade que é dEle por direito nos é prometida como sendo também nossa recompensa e galardão (v.11). Não mais a cidade terrena de Jerusalém, mas aquela cidade que “tem a glória de Deus” (Ap.21:11).

Como aqueles que amam a vinda do Senhor e desejam estar em Sua santa morada, nos átrios do Seu santuário (v.9), “vós, os que fareis lembrado o Senhor, não descanseis, nem deis a Ele descanso até que restabeleça Jerusalém e a ponha por objeto de louvor na Terra” (v.6-7). O Céu começa aqui, quando Cristo reina soberano em nossa vida. Podemos viver, pela fé, a santa peregrinação através de uma relação de amizade com Ele. Mediante a oração e a intimidade com as Escrituras, abrimos caminho para que o Espírito Santo nivele a estrada de nosso coração e limpe-a “das pedras” (v.10) que nos serviriam de tropeço. “Orai sem cessar” foi o apelo de quem sabia que somente por este meio o povo de Deus se mantém forte nas batalhas.

É mediante um jornadear com Deus que adquirimos ouvidos sensíveis à voz do Seu Espírito. Foi porque Enoque andou com Deus que “Deus o tomou para Si” (Gn.5:24). Da mesma forma, no glorioso Dia do Senhor, Ele tomará para Si “aos que O aguardam para a salvação” (Hb.9:28). Sobre esta maravilhosa experiência, a irmã White contribuiu com as palavras de esperança:

“Cristo tem sido companheiro diário, amigo familiar de Seus fiéis seguidores. Eles viveram em contato íntimo, em comunhão constante com Deus. A glória de Deus resplandeceu sobre eles. Refletiu-se neles a luz do conhecimento da glória de Deus na face de Jesus Cristo. Agora se regozijam nos raios não ofuscados do resplendor e glória do Rei em Sua majestade. Estão preparados para a comunhão do Céu; pois têm o Céu no coração” (Visões do Céu, p.23).

Vigiemos e oremos!

Bom dia, Povo Santo, Remidos-Do-Senhor!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Isaías62 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100



ISAÍAS 62 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Jeferson Quimelli
22 de outubro de 2020, 0:40
Filed under: Sem categoria

ISAÍAS 62 – O sonho de Deus é bem maior e melhor que nossos mais ambiciosos sonhos. Seu plano para a humanidade vai bem além de nossa compreensão e imaginação.

Note que neste capítulo, o profeta apresenta a cidade de Jerusalém exaltada na Terra, mesmo que os miseráveis pecadores israelitas não voltassem do exílio corretivo de Babilônia transformados como deveriam.

1. Deus Se interessa imensamente por Seu povo: Esse magnífico texto inspirado contém as palavras do próprio Deus. É o Senhor do Universo que declara não se calará nem descansará até Jerusalém ser exaltada na Terra (v. 1).

2. Deus revela os segredos de como será Sua cidade quando Seus planos forem concretizados: A cidade será admirada, gloriosa, respeitada, honrada. Será chamada Hephzibah, o prazer de Deus e Beulah (casada); pois, além do deleite de Deus estar nela e em seus moradores, o compromisso de relacionamento dEle se equipara ao compromisso sério e íntimo do casamento (vs. 2-5).

3. Deus restaurará, protegerá e abençoará de forma indescritível a Sua cidade e Seu povo: Nada poderá impedir, nem nada invadirá os propósitos de Deus para Jerusalém. Será uma eterna cidade de glória! Deus assim jurou com objetivo de cumprir o que prometeu (vs. 6-12).

Mas, onde está tal cidade? Bom, os judeus não colaboraram para tornar essa promessa possível! Contudo, felizmente, Deus não anulou Suas magníficas promessas. Os últimos capítulos de Apocalipse (17-22) revelam que Deus, além de cumprir Isaías 62, está dirigindo cada detalhe a fim de levar nossa história a um clímax apoteótico.

Mais do que os indivíduos que prezam pelo lugar em que moram, Deus está imensamente desejoso de salvar pecadores para abençoar a famosa cidade de Jerusalém.

Após destruir Babilônia que arruinou a existência do povo de Deus, a Nova Jerusalém (cidade santa), descerá dos Céus, e os salvos viverão para sempre no melhor ambiente jamais sonhado. A Nova Jerusalém revela a renovação dos planos de Deus para o mundo.

Quando as estratégias de Deus para resgatar a humanidade forem plenamente executadas, a Nova Jerusalém será a capital não da Terra, mas do Universo. Enquanto isso, por que não cantarmos o hino “Terra de Beulá” (HASD, 363), inspirado em Isaías 62, que inspira-nos a buscar pela proteção e cuidados de Deus?

Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.



ISAÍAS 62 – COMENTÁRIO ALETA BAINBRIDGE by Jeferson Quimelli
22 de outubro de 2020, 0:30
Filed under: Sem categoria

Deus tinha planos maravilhosos para Jerusalém. Ele fez promessas incríveis a seu respeito. Jerusalém foi o lugar aonde Ele colocou o Seu Nome; o lugar em que o seu trono de adoração foi estabelecido no Santo dos Santos do templo; o lugar do qual Ele planejava governar as nações.

Quando Israel como nação finalmente rejeitou a Deus e Jerusalém foi destruída (no ano 70 AD), todos os planos e promessas para Jerusalém e Sião passaram a valer para o remanescente final. Os herdeiros são aqueles que aceitam os planos de Deus (Gl 3:29); são os contritos e humildes que tremem diante da Sua Palavra (Is 66:2b). Individualmente e coletivamente, os fiéis se tornaram o templo de Deus – mini-Jerusalens – esplendorosos troféus na mão divina (v. 3). Agora, chamados de “cristãos”, eles estão casados com o Seu noivo ( 61:10) que os ama com o hesed, o amor fiel de um marido (Is 54:5).

Sempre fico profundamente tocada pelas expressões de prazer mútuo e alegria que caracterizam a nossa relação de amor com Deus. Quão terna, quão profunda, quão abrangente é esta união que Deus deseja ter com cada um de nós (Veja por exemplo: Isaías 61:10; Sofonias 3:17). Assim como nós chamamos uma pessoa a quem queremos muito bem de “querido” ou “querida”, Deus chama a sua noiva de nomes hebraicos especiais, Hephzibah (Delícia) e Beulah (Procurada e Casada) .

Assim como Deus colocou Adão e Eva para serem cuidadores de sua nova criação, Deus coloca aqueles a quem Ele ama para vigiar pelo seu novo reino. Deus e Sua “esposa” são um em propósito e atitude. Nosso Marido Celestial não dormita nem dorme (Sl 121:4 ), nem sua “esposa”. Eles estão de plantão dia e noite (v. 7). Na verdade, eles incentivam-se um ao outro até alcançarem seu objetivo mútuo. Os amados de Deus oram sem cessar e são ousados em pedir “grandes coisas”. O objetivo deles e do Senhor é o mesmo: estabelecer “Jerusalém”, como “uma cidade elogiada no mundo todo” (v. 7, NTLH), tornarem-se eles próprios confiáveis e tornarem as igrejas de Deus lugares seguros de adoração para todas as pessoas (v. 8; 56:8)

Devemos seguir em frente, abrir caminhos, instruir as pessoas, remover obstáculos. Devemos levar a todas as nações a bandeira da vitória (v. 10), o padrão de justiça, a bandeira manchada de sangue do Príncipe Emanuel. Então, quando o juízo pré-advento se completar, nosso Salvador voltará, trazendo com Ele a Sua recompensa (v. 11). Que dia emocionante será esse! Nós, Sua Santa noiva, os remidos do Senhor (v. 12a), finalmente entraremos na cidade celestial (v.12b). A cidade fundada, projetada e construída por Deus (Hb 11:10 Bíblia de Jerusalém ). Entraremos juntamente com todos aqueles que através de todas as eras amaram ao Senhor e ansiaram por Seu aparecimento. Então, ao lado do nosso Noivo celestial, viveremos felizes para sempre! Amém.

Aleta Bainbridge
Sydney, Austrália



ISAÍAS 61 – ACESSE AQUI O POST DESEJADO by Jeferson Quimelli
21 de outubro de 2020, 1:10
Filed under: Sem categoria

TEXTO BÍBLICO ISAÍAS 61 – Primeiro leia a Bíblia

ISAÍAS 61 – COMENTÁRIO BLOG MUNDIAL (Associação Geral)

ISAÍAS 61 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS

COM. TEXTO ROSANA GARCIA BARROS

COM. TEXTO – PR HEBER TOTH ARMÍ

ISAÍAS 61 – COMENTÁRIO ALETA BAINBRIDGE (Associação Geral)

COM. VÍDEO PR ADOLFO SUÁREZ(link externo)

COM. VÍDEO PR EVANDRO FÁVERO (link externo)

VÍDEO PR VALDECI JÚNIOR (link externo)

VÍDEO PR WEVERTON CASTRO E EQUIPE (link externo)

VÍDEO PR RONALDO DE OLIVEIRA (link externo)

VÍDEO PR MICHELSON BORGES (link externo)



ISAÍAS 61 by Jobson Santos
21 de outubro de 2020, 0:55
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: https://pesquisa.biblia.com.br/pt-BR/NVI/Is/61

A correção excessiva de rumo frequentemente resulta em acidentes automobilísticos envolvendo apenas um carro. Quando um motorista distraído sente que as rodas de seu veículo estão saindo do asfalto, o motorista assustado é tentado a puxar o volante repentinamente. A ação evita a vala do lado direito, mas o carro fora de controle acaba caindo violentamente na vala esquerda.

Como estudantes conscienciosos, vendo os apelos divinos enviados através de Isaías por justiça para com os pobres e assistência aos marginalizados em suas necessidades imediatas, podemos perceber de forma correta nosso dever de suprir as necessidades físicas – o pão de cada dia para os famintos. Diante disso, o inimigo de Cristo nos encoraja alegremente a “corrigir demais”. Só que quando investimos exageradamente nas necessidades atuais, perdemos de vista as necessidades eternas.

Isaías 61 nos traz de volta para a pista segura da rodovia que nos levará ao destino final – não ignoraremos as necessidades físicas nem permitiremos que esse foco nos distraia do objetivo final de Cristo para a humanidade que é a salvação.

Enquanto continuamos a distribuir garrafas de água aos necessitados, nos lembramos das prioridades do ministério de Jesus ilustrado graficamente em João 4. O versículo 28 mostra que a mulher samaritana deixou o poço levando consigo a água viva que não podia ser armazenada em potes de argila ou de plástico e nem mesmo no poço de Jacó.

Glenn Aufderhar
Ilha de Lopez, estado de Washington, EUA

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/?id=986
Tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli/Luis Uehara




%d blogueiros gostam disto: