Reavivados por Sua Palavra


EFÉSIOS 1 – ACESSE AQUI O POST DESEJADO by Jeferson Quimelli
14 de outubro de 2021, 1:00
Filed under: Sem categoria

TEXTO BÍBLICO EFÉSIOS 1 – Primeiro leia a Bíblia

EFÉSIOS 1 – COMENTÁRIO BLOG MUNDIAL (Associação Geral)

EFÉSIOS 1 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS

COM. TEXTO – ROSANA GARCIA BARROS

COM. TEXTO – PR HEBER TOTH ARMÍ

Acesse os comentários em vídeo em nosso canal do Youtube (pastores Adolfo, Valdeci, Weverton, Ronaldo e Michelson)



EFÉSIOS 1 by Jobson Santos
14 de outubro de 2021, 0:55
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: Texto bíblico: https://www.bibliaonline.com.br/nvi/ef/1

“… Quão tremendo é o poder disponível a nós que acreditamos em Deus. Esse poder é o mesmo poder divino que foi demonstrado em Cristo quando este ressuscitou dos mortos … ” (Efésios 1:19, 20 Phillips – tradução livre).

Os seres humanos ficam impressionados com o poder. Queremos ver espetáculos eletrizantes e demonstrações de grande energia! Amamos competir! Queremos saber “Quem é o maior”!

Ressuscitar alguém – dar vida aos mortos – está fora da nossa esfera. Também está fora da esfera humana dar vida ao pó por meio de um sopro, transformando o pó em um ser vivo. Deus pode fazer essas coisas porque Ele é o EU SOU, a Fonte da Existência.

Deus oferece parceria a cada ser humano que reconhece sua necessidade e renuncia a sua auto-suficiência enganosa. “A sujeição a Deus é restauração do próprio ser — da verdadeira glória e dignidade do homem” (O Desejado de Todas as Nações, 329). O segredo do sucesso é a cooperação com Deus, é trabalhar juntamente com Deus, fortalecido pelo Espírito que habita em nós. Conectados com Deus como um ramo se une a uma videira, somos capazes de viver uma vida em harmonia com a Sua vida! Então, a grandeza do serviço, o poder do amor, será a marca registrada da nossa própria vida, e nós seremos o maior milagre: uma vida transformada à Sua imagem. Esta obra é resultado do mesmo poder que fez o primeiro homem e ressuscitou a Cristo dentre os mortos!

Virginia Davidson
Artista – projetista e construtora de vitrais,
Igreja Adventista do Sétimo Dia de Spokane Valley, Washington, EUA

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/?id=1344
Tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli/Luis Uehara



EFÉSIOS 1 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by Jeferson Quimelli
14 de outubro de 2021, 0:50
Filed under: Sem categoria

457 palavras

1 Vontade de Deus. Paulo não estava tentando aumentar sua autoridade pessoal, mas expressar um claro sentido de vocação e obrigação. Seu chamado procedia diretamente de Deus (Gl 1:15, 16). A firme convicção dele a este respeito era o segredo de seu poderoso ministério, de sua vida cristã consagrada e fonte de sua coragem e fé em meio ao sofrimento. Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 6, p. 1105.

5 Beneplácito. Do gr. eudokia, “boa vontade”. Frases como “beneplácito de Sua vontade”, que combinam dois termos abstratos sinônimos, são características do estilo de Efésios. Foi da vontade de Deus elaborar e pôr em funcionamento o plano da salvação, pelo qual todos os que têm fé em Jesus Cristo são adotados como filhos na família de Deus. CBASD, vol. 6, p. 1107.

11 Feitos herança. Ou, “fomos escolhidos”. Todos os crentes já estão na posse da herança mediante a promessa. A herança do cristão lhe vem como direito pela adoção mencionada no v. 5. Essa herança está em Cristo, que o comprou com Seu sangue. CBASD, vol. 6, p. 1109.

20 Direita. A mão direita é a posição de autoridade. A ideia de que Cristo compartilha Sua autoridade com o Pai está exposta em outras passagens (Jo 1:1; 17:5; At 7:55; Ap 3:21). CBASD, vol. 6, p. 1113.

21 Todo principado […] e domínio. Geralmente se entende que esta enumeração se refere aos poderes angelicais, tanto bons como maus. Cristo é superior a todos os poderes celestiais e terrestres. Ele é o Senhor soberano, com autoridade suprema e universal. Paulo sempre quer deixar claro que Cristo não deve ser considerado como uma divindade subordinada, um conceito que podia ser facilmente aceito, tendo em vista a crescente influência da heresia gnóstica. Ele utiliza termos frequentes nos ensinamentos judaicos daquela época e estabelece a verdade de que Cristo está acima de todos os outros seres, não importa qual seja Sua hierarquia suposta ou real. CBASD, vol. 6, p. 1113.

22 Cabeça sobre todas as coisas. Esta relação inclui mais do que governar. Ser “cabeça”, no sentido que se dá nesta epístola, inclui as ideias de união vital e relacionamento. A cabeça é o centro ativo de todas as funções do corpo. Assim Paulo destaca a ideia de unidade, bem ilustrada pela relação vital entre a cabeça e o corpo. CBASD, vol. 6, p. 1113.

23 Seu corpo. Cristo, a cabeça, é a sede de toda a autoridade da igreja. A analogia entre a igreja e o corpo humano é muito própria. Assim como o corpo é um e a igreja é uma só, ambos são compostos de vários membros e cada um deles tem características e funções particulares. Embora exista uma grande diversidade de dons, isso não é impedimento para a associação e cooperação harmoniosas. Na realidade, apenas quando os membros atuam em estreita relação podem desempenhar as funções próprias de cada um. CBASD, vol. 6, p. 1113.



Efésios 1 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
14 de outubro de 2021, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que nos tem abençoado com toda sorte de bênção espiritual nas regiões celestiais em Cristo” (v.3).

A carta de Paulo aos Efésios sintetiza a atuação da graça nas mais importantes esferas: individual, eclesiástica e familiar. Certo da fé e do amor operantes naquela comunidade cristã, o apóstolo os exortou a perseverar nesse sentido. Por meio de Cristo, “pelo Seu sangue” (v.7), Deus opera a salvação na vida dos que são “selados com o Santo Espírito da promessa” (v.13). A Trindade trabalha a fim de nos salvar “segundo o beneplácito de Sua vontade” (v.5). Deus nos escolheu “antes da fundação do mundo” (v.4) “para a adoção de filhos, por meio de Jesus Cristo” (v.5). NEle, “temos a redenção” e “a remissão dos pecados” (v.7). E o Espírito Santo nos concede o poder “a fim de sermos para louvor” da glória de Deus (v.12), como fiéis testemunhas de Jesus.

O conhecimento prático de Deus é obtido a partir do relacionamento pessoal que entretemos diariamente com Ele. É através da comunhão que recebemos o selo diário de aprovação do Espírito, que nos exorta, corrige, educa e confirma pela autoridade de Sua Palavra. Todos os dias estamos na mira dos ataques letais de Satanás. E nossas escolhas definem o impacto do conflito e se passaremos por ele vitoriosos. E não há escola mais eficaz em seus métodos do que a escola de Cristo. Ele não somente morreu por nossos pecados, como também viveu nesta Terra andando entre os homens como o único que jamais pecou e que nos deixou o perfeito exemplo a ser seguido.

Através de Cristo Deus nos revelou “o mistério da Sua vontade” (v.9). A vida de Jesus é exatamente o que Deus espera que Seus filhos busquem imitar. Mas isso não acontece por desejo e capricho do homem e nem é obra de um dia ou de uma experiência. É um processo contínuo e diário que envolve a renúncia do eu e a entrega do coração. Como aponta Ellen White, da seguinte forma: “Cristianismo pressupõe uma reforma do coração. O que Cristo opera no interior, será manifesto no exterior sob os ditames de um intelecto convertido. O plano de iniciar pelo exterior e procurar operar interiormente, tem sempre falhado e falhará sempre” (Ellen G. White, Temperança, CPB, p.102). Ou seja, tentar cobrir a nudez de nossos pecados com as folhas de figueira de nossa justiça jamais satisfará os reclamos da justiça divina. Mas, “iluminados os olhos do [nosso] coração” (v.18), o que acontece fora dele torna-se um resultado inevitável.

A nossa união com Cristo deve ser uma bênção a crentes e descrentes. “Deus derramou abundantemente sobre nós em toda a sabedoria e prudência” (v.8), “a riqueza da Sua graça” (v.7). Quanto mais nos esvaziarmos de nós mesmos, mais seremos cheios “dAquele que a tudo enche em todas as coisas” (v.23). E quanto anseia Cristo habitar em nossa vida e nos acompanhar passo a passo em nossa jornada! Ele nos chamou “para sermos santos e irrepreensíveis perante Ele; e em amor nos predestinou para Ele” (v.4-5). Não significa dizer que Deus escolheu uns para a salvação e outros para a perdição. Ele simplesmente conhece o fim desde o princípio, mas ainda assim luta por cada ser humano enquanto há vida. O infinito amor do Criador é a “matéria-prima” que transformará este mundo escuro no nosso perfeito lar eterno. E você e eu, definitivamente, somos o alvo desse puro e santo amor. Coloque-se, hoje, na mira de Deus, e Aquele que está à direita de Deus, “nos lugares celestiais” (v.20) irá te selar “com o Santo Espírito da promessa, o qual é o penhor da nossa herança, até ao resgate da Sua propriedade, em louvor da Sua glória” (v.13-14). Vigiemos e oremos!

Bom dia, selados com o Espírito Santo!

* O irmão Adriano vem apresentando melhoras a cada dia. Deus seja louvado! Perseveremos na oração.

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Efésios1 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100



EFÉSIOS 1 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ by Jeferson Quimelli
14 de outubro de 2021, 0:40
Filed under: Sem categoria

EFÉSIOS 1 – A carta de Paulo aos crentes de Éfeso é uma matéria teológica de Eclesiologia. O que é a igreja? Como ser igreja? Como viver como membro da igreja? Qual o papel da igreja na comunidade?

Este pequeno livro vai além destas perguntas e mostra o interesse de Deus pelo Seu povo e como através de Seu povo revela Seu interesse pelos que ainda não decidiram por fazer parte da igreja do Deus vivo aqui na Terra.

Em Cristo, os crentes foram eleitos antes da fundação do mundo. Deus não escolheu a tragédia do pecado para nós, mas escolheu enfrentar a tragédia do pecado para nos salvar. Ele nos escolheu salvar antes mesmo de escolhermos pecar. Assim como Deus foi livre para nos escolher, somos livres para escolher o que queremos, aceitar Seus planos ou rejeitá-los.

Perdão é ação contrária para quem merece punição. É reação contrastante para quem merece condenação. Jesus nos perdoou, esse é um ato de graça. Se fosse por algum mérito nosso não seria graça. Se fosse por algum tipo de conquista nossa Jesus não precisaria ter pago tão alto preço em sacrifício por nós.

O selamento de algo significa que não pode ser manipulado por qualquer pessoa. Uma carta que não foi aberta por seu destinatário foi violada. Jesus pagou com Seus precioso sangue o alto preço de nosso pecado, ao aceitarmos Seu sacrifício tornamo-nos propriedade exclusiva de Deus, então o Espírito Santo nos sela, e, assim temos a garantia de salvação e vida eterna.

Isso e outros detalhes mais você encontra no primeiro capítulo. Já no início nota-se porque muitos consideram essa missiva paulina como “rainha das epístolas”:
• Deus Pai, abençoou-nos e escolheu-nos para adotar-nos (vs. 1-6);
• Jesus o Filho, deu Sua vida e derramou precioso sangue a fim de erguer-nos e tornar-nos adoradores de Deus (vs. 7-12);
• O divino Espírito Santo sela-nos no coração visando nossa segurança eterna; ou melhor, de que o plano de nos resgatar não será abortado (vs. 13-14);
• Enfim, a Trindade deseja consagrar o grupo de crentes para um plano além de missionários no mundo, para adentrarem os portais do Céu (vs. 15-23).

Se você não vê nestes pontos bons motivos para reavivar-se espiritualmente, o que mais Deus precisa fazer por você? – Heber Toth Armí.



AMANHÃ COMEÇAREMOS A LER EFÉSIOS! by Jeferson Quimelli
13 de outubro de 2021, 20:52
Filed under: Sem categoria



GÁLATAS 6 – ACESSE AQUI O POST DESEJADO by Jeferson Quimelli
13 de outubro de 2021, 1:00
Filed under: Sem categoria

TEXTO BÍBLICO GÁLATAS 6 – Primeiro leia a Bíblia

GÁLATAS 6 – COMENTÁRIO BLOG MUNDIAL (Associação Geral)

GÁLATAS 6 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS

COM. TEXTO – ROSANA GARCIA BARROS

COM. TEXTO – PR HEBER TOTH ARMÍ

Acesse os comentários em vídeo em nosso canal do Youtube (pastores Adolfo, Valdeci, Weverton, Ronaldo e Michelson)



GÁLATAS 6 by Jobson Santos
13 de outubro de 2021, 0:55
Filed under: Sem categoria

Texto bíblico: Texto bíblico: https://www.bibliaonline.com.br/nvi/gl/6

Depois de Paulo encerrar sua discussão sobre o amor como o resultado de andar no Espírito, ele volta à questão dos cristãos judeus que tentam sujeitar outros à circuncisão. Ele se concentra nas motivações deles, contrastando-as com sua afirmação de se gabar apenas do que Cristo fez por ele.

Paulo afirma que os encrenqueiros estavam preocupados com as aparências. Eles queriam parecer bons perante os outros e assim evitar serem perseguidos por sua fé em Cristo. Além do mais, eles próprios não cumpriam a lei. Pelo contrário, se orgulhavam de sua capacidade de convencerem a outros de serem circuncidados.

Essas mesmas motivações costumam ser tentadoras para os cristãos hoje. Com que frequência você faz escolhas com a intenção de aparentar ser uma boa pessoa? Com que frequência você segue os costumes de outras pessoas para não ser reconhecido como cristão e ser ridicularizado por isso? Com que frequência você trabalha zelosamente para Cristo, esperando que seus próprios pecados fiquem escondidos atrás do seu sucesso exterior?

Convido você a examinar as motivações do seu próprio comportamento. Decida fortemente, assim como Paulo, que você só se orgulhará do que Cristo fez por você. E escolha ser transformado pelo Espírito dia a dia.

Wendy Jackson
Diretor do Seminário de Avondale
Universidade de Avondale Cooranbong, NSW, Austrália

Texto original: https://www.revivalandreformation.org/?id=1343
Tradução: Pr Jobson Santos/Jeferson Quimelli/Gisele Quimelli/Luis Uehara



GÁLATAS 6 – COMENTÁRIOS SELECIONADOS by Jeferson Quimelli
13 de outubro de 2021, 0:50
Filed under: Sem categoria

653 palavras

1 Se alguém for surpreendido. Isto é, se cai é porque a tentação é muito forte. A linha de pensamento do cap. 5 continua sem interrupção. Paulo se refere ao fato de que um cristão pode, em um momento de debilidade ou de descuido espiritual, baixar a guarda. Não é um hipócrita obstinado. Seu propósito era “andar no Espírito”, porém caiu, vencido pela tentação. Havia se empenhado para que o “fruto do Espírito” fosse evidente na sua vida, porém, para sua tristeza, descobriu que retornara a algumas das antigas “obras da carne”. Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 6, p. 1090.

Brandura. Jesus foi um exemplo de mansidão (Mt 11:29), e aqueles que seguem Seu exemplo serão amáveis e tolerantes ao lidar com seus irmãos. Não criticarão, nem censurarão, nem se apressarão a aplicar sem piedade a disciplina da igreja sobre os que erram, seu zelo pela justiça será temperado com misericórdia. CBASD, vol. 6, p. 1091.

Guarda-te. Não podemos restaurar os outros a menos que sejamos corretos, e não podemos saber se somos corretos, a menos que verifiquemos constantemente nossa vida pelo padrão divino e participemos diariamente da vida de Jesus. Quando procuramos corrigir os defeitos alheios, devemos fazer uma autoanálise. Os que desejam resgatar a seu próximo da correnteza do pecado devem ter seus próprios pés bem plantados em terra firme. A preocupação com nossa posição espiritual diante de Deus é um requisito indispensável antes que nos dediquemos aos quem necessitam de ajuda. CBASD, vol. 6, p. 1091.

5 Fardo. Do gr. phortion, “carga”, “fardo”, algum objeto que se deve transportar. Os “fardos” do v. 2 podem ser deixados de lado com certa facilidade, se for necessário, ao passo que o “fardo” do v. 5 é de tal natureza que, não importa quais sejam as circunstâncias, deve continuar a ser suportado. Cada soldado deverá levar seu próprio equipamento; esta é sua responsabilidade. As vezes, talvez ajude a outros a levar seus fardos. Ele será chamado a dar contas de seu próprio fardo, mas não necessariamente dos fardos dos outros. E digno de louvor aquele que leva os fardos dos outros, mas é indesculpável negligenciar os próprios. CBASD, vol. 6, p. 1092.

7 Zomba. Do gr. muktêrizõ, “zombar”, “levantar o nariz para”. Os que zombam de Deus, considerando levianamente o conselho que Ele envia, terão que sofrer as consequências de sua conduta. CBASD, vol. 6, p. 1092.

9 Se não desfalecermos. Só quem perseverar até o fim pode esperar receber a recompensa por haver praticado o bem. Com frequência, muitos que pareciam ser soldados da cruz têm renunciado à luta cristã e desistido. Vencidos pela tentação ou desanimados no caminho, eles se cansaram de seguir o Mestre. CBASD, vol. 6, p. 1093.

11 Com que letras grandes. O fato de que Paulo escrevera com “letras grandes” sugere que, pelo menos no momento em que ele escreveu aos Gálatas, sua caligrafia estava imperfeita. A grande erudição de Paulo exclui a possibilidade de que o apóstolo não soubesse escrever de modo aceitável. Alguns têm sugerido que sua má caligrafia era o resultado da visão deficiente (2Co 12:7-9; Gl 4:15); outros, que suas mãos tinham sofrido lesões mais ou menos permanentes devido aos maus tratos infligidos pelos seus perseguidores (2Co 11:24-27). CBASD, vol. 6, p. 1094.

14 Longe esteja de mim. Literalmente, “que não seja”, uma afirmação muito vigorosa. CBASD, vol. 6, p. 1095.

O mundo está crucificado. O “mundo” aqui é equivalente a “carne” (Gl 5:16-21). Estes não tinham mais influência sobre o pensamento e a conduta de Paulo. Era como se já não existissem. CBASD, vol. 6, p. 1095.

17 Marcas. Do gr. stigmata, “marca”, assinalando escravos ou outra propriedade com o nome do proprietário ou símbolo de identificação. Por “marcas de Jesus”, Paulo se refere às cicatrizes deixadas em seu corpo pela perseguição e pelo sofrimento (2Co 4:10). Seus opositores insistiam em obrigar seus conversos gentios a aceitar a marca da circuncisão como sinal de sua submissão ao judaísmo. Contudo, Paulo tinha marcas que indicavam de quem ele havia se tornado escravo, e para ele não havia outra lealdade a não ser a Cristo (Gl 6:14). CBASD, vol. 6, p. 1096.

18 Graça. Ao longo da epístola, Paulo destacou o fato de que somente se alcança a salvação por meio da graça, e que ela nunca pode ser conquistada pelas obras. Não há outra maneira de estar em paz com Deus. A graça é mais do que um atributo passivo de Deus; é o amor divino e a bondade divina em ação. Paulo conclui assim seu apelo às igrejas da Galácia, cujos membros ele amava e pelos quais sentia uma solícita preocupação. CBASD, vol. 6, p. 1096.



Gálatas 6 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
13 de outubro de 2021, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Levai as cargas uns dos outros e, assim, cumprireis a lei de Cristo” (v.2).

Com ardente expectativa, o Céu aguarda a plenitude dos últimos dias. O Criador, o Redentor e o Consolador, que Se fundem em um único Deus verdadeiro, estão à uma trabalhando para que a última advertência seja dada ao mundo. Um povo que reflete o Seu caráter está sendo preparado para encontrar-se com Ele e colher a vida eterna do que semearam na vida terrena. As palavras finais de Paulo aos gálatas revelam as atitudes que Cristo espera encontrar naqueles que vem buscar. O que nos diz que as virtudes do Espírito precisam ser visíveis e tangíveis em nossa relação com Deus e uns com os outros.

Essas virtudes, no entanto, não fazem parte de uma espécie de autopromoção de santidade. Como bem expressou o apóstolo: “Porque, se alguém julga ser alguma coisa, não sendo nada, a si mesmo se engana” (v.3). O fruto do Espírito é notoriamente percebido pela atuação do próprio Espírito Santo na vida. É verdadeiramente chorar com os que choram e celebrar com os que se alegram. Se Paulo pudesse resumir as suas cartas em um único conselho, creio que ele diria: estudem a Bíblia com humildade. Pois o estudo das Escrituras é o instrumento deixado por Deus para que possamos conhecê-Lo e entreter um relacionamento pessoal com Ele.

Por isso, “aquele que está sendo instruído na Palavra” (v.6) apegue-se a ela cada dia mais. O nosso amor por Deus e por nossos semelhantes cresce e se fortalece à medida que o nosso amor pela Bíblia é elevado. Como bem expressou Warren Wiersbie: “Quanto mais recebemos da Palavra de Deus, mais desejamos ter comunhão com o Deus da Palavra” (Comentário Bíblico Expositivo, vol.5, p.361). Com “que letras grandes” (v.11) o Espírito Santo deseja gravar as palavras do Senhor em nossa mente e em nosso coração! Vocês já pararam para pensar que podemos ser o último “Israel de Deus” (v.16)? Que podemos fazer parte da geração que proclamará o alto clamor e que testemunhará o glorioso retorno de Jesus? O meu coração se desmancha de emoção só em pensar em ver o meu Redentor!

Portanto, “não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo ceifaremos” (v.9). O evangelho da humildade e mansidão de Cristo é o que nos impulsiona a “ser nova criatura” (v.15), seguir nos passos do nosso Mestre e semear a boa semente no coração de muitos. Todo aquele que se esconde em Cristo se torna inevitavelmente um receptor e refletor de Seu caráter. Quer você saber qual é o seu papel como servo de Cristo nesses últimos dias? Busque a Deus “de todo o vosso coração” (Jr.29:13) e Ele Se revelará através de Sua Palavra e fará de você uma poderosa testemunha de Jesus que apressa a Sua volta. “A graça de nosso Senhor Jesus Cristo seja, irmãos, com o vosso espírito. Amém!” (v.18). Vigiemos e oremos!

Bom dia, semeadores da Palavra!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Gálatas6 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100




%d blogueiros gostam disto: