Reavivados por Sua Palavra


II REIS 7 – COMENTÁRIO PR. HEBER TOTH ARMÍ by Jeferson Quimelli
29 de novembro de 2022, 0:40
Filed under: Sem categoria

II REIS 7 – Existem histórias bíblicas dramáticas e comoventes que podem comover-nos caso dedicarmos tempo para observar seus detalhes.

Nas páginas sagradas, o personagem central é Deus; O qual recompensa a confiança nEle e mostra grandes desvantagens de duvidar de Sua Palavra.

Vários sermões podem ser extraídos desse livro de histórias inspiradas com pitadas de teologia prática. Não é sábio perder Deus de vista nos ricos relatos dos vários personagens nos capítulos de II Reis. Deus é sempre o foco!

Nas coisas corriqueiras da vida, Deus Se faz presente e manifesta Suas ações em prol de Seu povo. Ainda que o pecado esteja em alta, e os pecadores, sofrendo de suas terríveis consequências, acusam ao ministro de Deus (visto na ordem de decapitar Eliseu), Deus oferece graça em meio à desgraça. Surpreendentemente, uma profecia gloriosa foi proferida para cumprir no dia seguinte: Haveria comida para todos!

A fome que levou inclusive mães alimentarem-se dos filhos, causada pela seca e pelo cerco dos siros, inacreditavelmente teria fim. Um dos capitães duvidou. Então, Eliseu disse ao descrente que ele veria a abundância de alimentos; porém, nada comeria (II Reis 7:1-2).

Quatro miseráveis leprosos famintos foram os primeiros a verificarem o milagre. Deus assustara o exército inimigo com ruídos, fazendo-os fugirem apressadamente, abandonando tudo. Os leprosos encontraram alimento e anunciaram ao povo da cidade. Quando as portas foram abertas, a multidão faminta atropelou o incrédulo que duvidou. Ele viu o cumprimento da profecia de Eliseu sobre os alimentos, mas a outra parte também se cumpriu ao ele ser atropelado e morrer sem comer nada (II Reis 7:3-20).

O sofrimento de Israel resultava da desobediência das orientações divinas em Levítico 26:27-29 e Deuteronômio 28:49-57. Os desobedientes não assumiram sua culpa; pelo contrário, culparam ao profeta Eliseu pela desgraça que enfrentavam (II Reis 6:24-31). Quase sempre achamos que nossas mazelas são culpa dos outros; contudo, precisamos recapitular nossa história, olhar para nossas falhas, e, reconhecê-las perante Deus!

A incredulidade não oferece recompensa. Israel devia ver isso na experiência do capitão. Além de levar à necrose espiritual, duvidar de Deus é fatal para a vida.

Duvidar não compensa! Descrer da Palavra do Senhor é pior que o mais letal veneno! Por isso, reavivemo-nos na Palavra de Deus… para vivermos plenamente! – Heber Toth Armí.


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: