Reavivados por Sua Palavra


1Reis 14 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
14 de novembro de 2022, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Todo o Israel o pranteará e o sepultará; porque de Jeroboão só este dará entrada em sepultura, porquanto se achou nele coisa boa para com o Senhor, Deus de Israel, em casa de Jeroboão” (v.13).

Dois reis desunidos pela rivalidade, mas unidos pela maldade. Quanto a Jeroboão está escrito: “antes, fizeste o mal, pior do que todos os que foram antes de ti” (v.9). Quanto a Roboão a Bíblia diz: “Fez Judá o que era mau perante o Senhor” (v.22). Ambos levaram desgraça e idolatria a Israel e a Judá. Mas eu gostaria de destacar o papel de duas mulheres hoje: a mulher de Jeroboão e a mãe de Roboão. A Bíblia não revela o nome da mulher do rei de Israel, mas digamos que esta mulher de nome desconhecido nos deixou um exemplo de perseverança em meio à crise. Mesmo que diante da apostasia nacional, é muito provável que ela tenha educado o seu filho no caminho em que devia andar. Assim, o papel que ela exerceu na vida de Abias não foi para prepará-lo para a coroa de Israel, mas para a coroa do Céu!

Deus tem poder de suscitar da lama diamantes lapidados. Aquele garoto cresceu em meio a um reino corrupto e idólatra, entretanto, aprendia junto ao seio de uma mãe temente a Deus. A morte que julgaram ser o fim, foi desígnio de Deus a fim de preservá-lo para a verdadeira vida. Já no caso de Roboão, a Bíblia faz referência ao nome e origem de sua mãe por duas vezes: “Naamá era o nome de sua mãe, amonita” (v.21 e 31). Algo que era muito incomum devido à tradição patriarcal. Lembram do que aconteceu com Salomão? Seu coração se desviou do Senhor por causa de suas mulheres pagãs. Uma delas, Naamá, amonita. E “Salomão seguiu […] a Milcom, abominação dos amonitas” (1Rs.11:5).

Roboão não apenas cresceu como Abias em meio à idolatria e corrupção, mas também recebeu as influências abomináveis de uma mãe que o educava para ser um rei perverso e idólatra. A esposa de Jeroboão certamente instruiu seu filho a ser fiel a Deus como o maior tesouro que podemos ter. Naamá ensinou a Roboão que os tesouros terrestres revelam grandeza. Educar, eis a obra mais desafiadora! Toda mãe cristã enfrenta uma guerra todos os dias. E se não estivermos munidas das armas corretas, corremos o risco de ver nossos filhos perecerem (Leiam Ef.6:10-18). A missão que nos foi confiada por nosso General, é a mais importante que existe. Anjos desejavam exercê-la!

Creio que estamos vivendo em um tempo sobremodo solene e decisivo. Aos poucos, o Espírito do Senhor está sendo retirado da Terra, pois Ele “não agirá para sempre no homem” (Gn.6:3). Apenas os que estão despertando para o conhecimento de Deus e de Sua verdade presente estão recebendo a instrução divina a fim de serem assertivas suas decisões. Pais e mães precisam despertar para o sentido do que seja a verdadeira educação, e para o que o Senhor nos deixou escrito como guia a fim de a colocarmos em prática, como escreveu Ellen White: “Agora, como nunca antes, precisamos compreender a verdadeira ciência da educação. Se deixarmos de compreender isso, jamais teremos lugar no reino de Deus” (Estudos em Educação Cristã, p.11). Não negligencie a obra mais sagrada que Deus já confiou a mortais! Comunhão pessoal e culto familiar devem compor a nossa rotina diária, não como um fardo, mas como os mais preciosos momentos. Se nossos filhos virem em nós cristãos genuínos, completamente dependentes da graça de Deus, o Senhor nos honrará nem que seja nos últimos instantes, assim como o foi com Sansão.

Se não procurarmos ajuda no Manual Sagrado que Ele nos deixou: a Bíblia, e negligenciarmos a oração, nossos esforços serão inúteis. Porém, se diligentemente buscarmos, diariamente, a “munição” divina, Deus nos fortalecerá e nos preservará: “Todavia, será preservada através de sua missão de mãe, se ela permanecer em fé, e amor e santificação, com bom senso” (1Tm.2:15). Pode ser uma missão difícil, mas, que será vitoriosa se a abraçarmos com fidelidade, confiantes na graça e na justiça de Cristo. Porque estamos cuidando e instruindo não algo nosso, mas a “herança do Senhor” (Sl.127:3). Que no glorioso Dia de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, possamos com alegria incontida exclamar: “Eis-me aqui, e os filhos que o Senhor me deu” (Is.8:18). Pais e mães, mais do que qualquer outro grupo de pessoas: Vigiemos e oremos!

Bom dia, pais e mães cheios do Espírito!

Rosana Garcia Barros

#1Reis14 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: