Reavivados por Sua Palavra


1Coríntios 08 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
16 de setembro de 2021, 0:45
Filed under: Sem categoria

“Mas se alguém ama a Deus, esse é conhecido por Ele” (v.3).

Em meus anos de alimentação cárnea, adquiri pedras nos rins, endometriose e precisei fazer a retirada da vesícula biliar. Entretanto, só pude mudar para uma alimentação vegetariana restrita com a ajuda de Deus em um processo que levou tempo até que eu cortasse de meu cardápio todo alimento de origem animal. Através do estudo da Bíblia e do espírito de profecia, eu entendi que a mensagem de saúde está intimamente ligada à mensagem do terceiro anjo assim como é o braço para o corpo. Mas também compreendi que a minha decisão foi de foro íntimo, pessoal, e que meu dever como testemunha de Cristo é ser uma bênção aos meus irmãos, quer compartilhem da mesma decisão, quer não.

Paulo trouxe à tona um assunto que se tornou polêmico naqueles dias. Era comum que as carnes vendidas no mercado público fossem antes ofertadas aos ídolos. Parte da carne era queimada e parte era vendida. O consumo dessas carnes tornou-se motivo de divisão e discórdia entre os irmãos coríntios. De um lado estavam aqueles que não viam motivo para se abster da carne, já que acreditavam que sua fé não seria prejudicada por isso. Por outro lado, alguns ficavam escandalizados ao ver aqueles irmãos consumindo aquela carne, inclusive nas casas ou nas festas dos pagãos. O princípio do amor é novamente enaltecido por Paulo. O amor a Deus e ao próximo é o que deve nortear nossas atitudes. “Não é a comida que nos recomendará a Deus” (v.8), mas “se a comida serve de escândalo ao meu irmão, nunca mais comerei carne, para que não venha a escandalizá-lo” (v.13). Percebem?

O conhecimento de que necessitamos nos é concedido pelo estudo diário da Bíblia. Através de uma vida de comunhão, quando colocamos a vontade de Deus acima de nossos gostos e vontades, o Espírito Santo refina o nosso apetite e nos apresenta a comida de Cristo: “A Minha comida consiste em fazer a vontade dAquele que Me enviou e realizar a Sua obra” (Jo.4:34). Representar o estilo de vida segundo a verdade presente para os nossos dias deve ser uma experiência leve e prazerosa. Ao apresentá-la como um fardo ou um pedestal de santidade, muitos têm distorcido o real propósito da mensagem, que é promover a cura pelo amor. Aqueles que são assim motivados pelo amor, conseguem enxergar a beleza da mensagem e seu objetivo vertical e horizontal: glorificar a Deus e ser uma bênção para o próximo.

Não tem como vivermos um estilo de vida saudável de forma integral sem a entrega do coração a Deus. Como também não podemos usar a desculpa de que Deus só quer o meu coração, enquanto destruímos o nosso corpo e mente através de um estilo de vida segundo os padrões deste mundo. Muitos têm sido acometidos da síndrome de Caim. Apegados às suas próprias paixões, se utilizam do mesmo argumento: “Acaso, sou eu tutor de meu irmão?” (Gn.4:9). “O aspecto de seu rosto testifica contra eles; e, como Sodoma, publicam o seu pecado e não o encobrem. Ai da sua alma! Porque fazem mal a si mesmos” (Is.3:9). Isso é algo muito sério, meus irmãos! Onde está o povo cuja face testifica a favor de Deus e a favor do reino para o qual diz estar indo?

No livro de Lucas encontramos um dos relatos mais lindos de quando Jesus esteve nesta terra: “E aconteceu que, ao se completarem os dias em que devia Ele ser assunto ao céu, manifestou, no semblante, a intrépida resolução de ir para Jerusalém […] porque o aspecto dEle era de quem, decisivamente, ia para Jerusalém” (Lc.9:51, 53). Diante da proximidade do Dia em que Cristo voltará para nos levar ao Céu, não deveria até mesmo o nosso semblante manifestar a mesma intrépida resolução de ir para Casa? O nosso aspecto não deveria denunciar, decisivamente, que estamos indo para a Nova Jerusalém? Amados, só vamos parar de discutir sobre comer ou não comer quando houver uma entrega genuína de nossa vida a Deus. Somos sim tutores uns dos outros e, um dia, teremos de prestar contas a Deus quanto a isso.

Que ao olharmos uns para os outros possamos enxergar a face de nosso Senhor Jesus Cristo; semblantes que, mesmo cansados e abatidos pelo pecado, resplandecem a bendita esperança de que estamos indo para Casa. Pois, “para nós há um só Deus, o Pai, de quem são todas as coisas e para quem existimos; e um só Senhor, Jesus Cristo, pelo qual são todas as coisas, e nós também, por Ele” (v.6). Vigiemos e oremos!

Bom dia, edificados pelo amor!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #1Coríntios8 #RPSP

Comentário em áudio: youtube.com/user/nanayuri100


1 Comentário so far
Deixe um comentário

Bom dia!
Excelentes comentários!

Comentário por Silvio Fernandes




Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: