Reavivados por Sua Palavra


Gênesis 20 by Jeferson Quimelli
31 de julho de 2015, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário Devocional:

Abraão, que era tão humano e falível quanto nós, não havia aprendido a lição de seu erro no Egito. Ele repete agora a mesma decepção com Abimeleque, rei dos filisteus.

Observe como Deus trabalhou com um rei pagão para poupá-lo de inadvertidamente violar um dos Seus mandamentos. Note também como Abimeleque é mais justo (v. 4) e tem mais integridade (vv 5-6) do que o profeta (v. 7) e amigo de Deus (Tg 2:23), o modelo de retidão (Gl 3:6-9,29), nesse momento. Ele pede a Deus: “Senhor, destruirias um povo inocente? … O que fiz foi de coração puro e de mãos limpas.” (Gn 20:4-5). Eram os filisteus uma nação justa? Nesse ponto, eles realmente parecem ser mais justos do que Abraão, o amigo de Deus, o profeta, o modelo de justiça. O que está acontecendo aqui? Quantas vezes nós representamos mal a Deus, quando deveríamos ser seus representantes perante o mundo?

Deus poupou Abimeleque de pecar involuntariamente ao aparecer a ele em um sonho (v. 6), mas Deus não havia rejeitado Seu amigo Abraão. Deus instruiu Abimeleque que o profeta errante iria rezar por ele e ele viveria (vv. 7,17-18). Quando confrontado pelo rei pagão a respeito de sua desonestidade, Abraão confessou que pensara (erradamente) que as pessoas daquele lugar não temiam a Deus (vv. 9-11). Na verdade, ele tentou racionalizar sua mentira (vv. 12-13). Será que estamos, às vezes, nos sujeitando à vergonha quando aqueles que consideramos incrédulos acabam por ser mais justos do que nós?

Deus está também trabalhando nas vidas dos “pagãos”, para salvá-los. Devemos ter cuidado para não julgá-los, pois eles também são preciosos aos olhos de Deus, e eles podem ter mais integridade do que nós, ao menos por algumas vezes.

Edwin Reynolds
Professor, Southern Adventist University
EUA

Texto original: http://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/gen/20
Tradução: JAQ/GASQ
Texto bíblico: Gênesis 20
Comentário em áudio
Leitura da semana do programa Crede em Seus Profetas



Gênesis 20 – Comentários selecionados by Jeferson Quimelli
31 de julho de 2015, 0:30
Filed under: Sem categoria

1-18 O homem de fé falha pela segunda vez em teste de fé. Um teste adicional será necessário (Andrews Study Bible).

1 Desta vez Abraão escolheu se estabelecer em Gerar, uma cidade localizada a meio caminho entre Berseba [Beer-sheva – o poço da aliança] e Gaza, na fronteira sul de Canaã. Gênesis 21:32 liga Abimeleque com os filisteus. Os filisteus, conhecidos do tempo dos juízes, tinham se estabelecido ao longo da costa caananita  (Andrews Study Bible).

Neguebe se refere à parte meridional da Palestina (a palavra quer dizer: “Terra do Sul”), que é deserta em sua maior parte. Ainda hoje é chamada Negueb ou Negev. Gerar ficava a cerca de 10 km ao sul de Gaza, na fronteira da Filístia (Bíblia Shedd).

2 Como em Gên 12.12, Abraão consente em proferir uma meia verdade para proteger sua vida e propriedade. O relato bíblico dos deslizes de tão extraordinária personalidade como o era Abraão, é indício seguro da inspiração divina. Seria despropositado admitir-se que um judeu incluísse o registro dos pecados do grande pai da pátria, se só tivesse por objetivo descrever a história (Bíblia Shedd).

Abimeleque. Lit. “meu pai é rei” ou “pai de um rei” [av=pai; melech=rei]. Este Abimeleque era, provavelmente, o pai ou avô do Abimeleque encontrado por Isaque (26.1). Um governante de Tiro (cerca de 1375 a.C) tinha este nome, que talvez fosse um título real (Sl 34; cf 1Sm 27.2) (Bíblia de Genebra).

Mandou buscá-la. Ver 12.15. Um pouco antes da concepção de Isaque (18.10-14; 21.1-2), o plano da redenção através da descendência de Abraão foi colocado em perigo. Maias uma vez, percebe-se que a salvação depende do Senhor fiel, não de seres humanos infiéis; o Senhor protegeu a pureza de Sara (vs 4,6) (Bíblia de Genebra).

3 sonho. Modo divino de comunicação, mesmo àqueles externos à comunidade da aliança (28:12; 40:5; Num. 22:9,20). Punido de morte. Adultério era considerado um grande pecado entre muitos povos semíticos, como visto em muito contratos de casamento egípcios e ugaritas (Andrews Study Bible).

Muitos códigos de lei antigos, incluindo o de Hamurábi, continham provisões para se lidar com o adultério (Bíblia de Genebra).

4-5 A defesa de Abimeleque é razoável e destaca que nenhuma relação sexual havia acontecido, fato confirmado por Deus em vv. 6-7 (Andrews Study Bible).

5 Com sinceridade de coração. Deus julga as pessoas que não tem a lei escrita de acordo com as suas consciências (3.8; 6.9; Rm 2.14) (Bíblia de Genebra).

5-9 Algumas pessoas que estão fora dos nossos círculos cristãos exibem uma moral tão elevada, que chega a envergonhar-nos. Ela aparece inesperadamente nos caracteres mais improváveis, como aqui na repreensão de Abimeleque a Abraão. […] Deus tem comunicação direta com tais homens, mas eles precisam de nossa oração e do nosso auxílio. (Ver os versículos 3 e 17.) (Comentário Bíblico Devocional – Velho Testamento).

6 pecares contra mim. Esta é uma nota muito instrutiva a respeito do pecado que é, precipuamente, contra Deus e só secundariamente contra a pessoa envolvida. Esta verdade foi de muito auxílio a José na hora da tentação (39.9). É, também, o fator decisivo entrevisto na confissão feita por Davi depois de cometer adultério e assassínio (2 Sm 12.13) (Bíblia Shedd).

7 profeta. Enfatiza o papel intercessório do profeta. Abraão foi a primeira pessoa na Bíblia chamada de “profeta” (Andrews Study Bible).

Abraão era um homem de Deus que recebia revelações e intercedia por outros (12.7; 15.1; 18.17) (Bíblia de Genebra).

Sua significação é “porta-voz de Deus”, denotando a relação especial mantida entre Abraão e Deus que lhe revelava Sua vontade e sua mensagem de modo direto (Bíblia Shedd).

8 chamou todos os seus servos. Por vezes, quando um filho de Deus se obstina em pecar, Deus o leva a uma condição de opróbrio mediante a revelação pública de seus erros. Que vergonha aquela, para Abraão, verificar que Abimeleque se demonstrava mais “temente a Deus” do que ele! (Bíblia Shedd).

11 temor de Deus. Diferente de “temor do Senhor”. Este último significa respeito pela revelação especial da Escritura (Sal. 19:9; 34:11); o primeiro se refere a uma revelação mais geral e é frequentemente ligada à consciência humana (2 Cr. 20:29; Sal. 36.1). Abraão interpretou totalmente errado a situação, o que causou grande sofrimento a Abimeleque. Ele está, contudo, em “boa” companhia ao exemplo de Jonas (Jon. 3:5-4-11) (Andrews Study Bible).

A falta de absoluta sinceridade se mostra no esforço por parte de Abraão de culpar, literalmente, “os deuses (ou Deus que me causaram andar errante…” (13). Até parece um homem do mundo falando com outro (Bíblia Shedd).

14-16 Abimeleque dá a Abraão presentes especiais  e também paga uma “taxa de honra” de 1.000 peças de prata (ou shekels) – uma quantia fabulosa, considerando que trabalhadores babilônicos recebiam meio shekel por mês (Andrews Study Bible).

16 a teu irmão. A convenção social obrigava que o presente a Sara fosse dado através do cabeça masculino da família (Bíblia de Genebra).

perante todos estás justificada. NVI: para reparar a ofensa feita a você. Hebraico: para que lhe seja um véu para os olhos (Bíblia NVI).

Abimeleque estava inculpável na situação e não tinha qualquer obrigação com Abraão ou Sara (v. 6). Em consideração ao Deus de Abraão, entretanto, Abimeleque busca restaurar a honra que Sara possa ter perdido diante dos outros (Bíblia de Genebra).

17-18  orando Abraão. A oração intercessória de Abraão abre o útero das mulheres da casa de Abimeleque. Note a ironia: se Deus pode responder a oração de Abraão em favor de mulheres pagãs, quanto mais pela mulher de Abraão? (Andrews Study Bible).

Ainda que Abraão, por falta de fé na providência de Deus e na sua proteção, tenha transgredido, ele é restaurado à comunhão. Quando ele ora, Deus responde. Assim também acontece com todo crente verdadeiro que confessa seu pecado e volta-se para a comunhão com Deus (cj 1 Jo 1.9-2.2) (Bíblia Shedd).




%d blogueiros gostam disto: