Reavivados por Sua Palavra


Introdução ao livro de Lamentações by Jeferson Quimelli
22 de junho de 2014, 17:41
Filed under: Bíblia, consequências, Estudo devocional da Bíblia, Israel, Jeremias, profecias

Amigos, amanhã, segunda-feira, começaremos a ler Lamentações.

A guisa de introdução ao livro, postamos aqui os comentários de duas Bíblias de Estudo:

“O livro de Lamentações tem um tema principal: o sofrimento que sobreveio a Jerusalém quando Nabucodonosor capturou a cidade, em 586 a.C. Tanto o rei Zedequias como seus filhos, seus homens de confiança, o sumo sacerdote, e os líderes da cidade foram levados para o cativeiro. Depois os filhos do rei foram mortos, a cidade foi queimada juntamente com o templo; todos os objetos de valor foram levados embora, a muralha da cidade foi destruída, milhares de cativos foram levados, de maneira que a única coisa que restava na cidade e na terra ao redor era uma diminuta população dos mais pobres ignorantes.

“Numa série de elegias, o autor expressa sua inconsolável tristeza por causa da agonia e tristeza da cidade. O primeiro lamento descreve e explica as aflições, em termos gerais. O segundo descreve o desastre com maiores detalhes. Salienta que a destruição da cidade foi um julgamento de Deus contra o pecado. Alguns fatores profundos desse julgamento são elucidados na terceira lamentação. A quarta lamentação sublinha algumas lições que Jerusalém aprendera do julgamento. O quinto e último lamento (mais exatamente, é uma oração) descreve como os sofrimentos de Jerusalém levaram-na a lançar-se nos braços da misericórdia divina, e a esperar que o Senhor seja novamente gracioso para com Israel, agora purificada no cadinho da aflição. Visto que o livro de Lamentações trata do sofrimento como julgamento contra o pecado, o crente afligido pode encontrar na linguagem do livro a sua própria confissão, auto humilhação e invocação.

“O livro de Lamentações consiste em cinco poesias que seguem o padrão dos hinos fúnebres hebraicos. Cada versículo começa com uma letra do alfabeto hebraico, cada uma na sua ordem certa.

“Desde os tempos mais antigos, os judeus, e posteriormente, os cristãos, tem atribuído o livro de Lamentações à pena de Jeremias. Comentários da Bíblia Shedd.

 

“O autor de Lamentações compreende com clareza que os babilônios eram meros agentes do castigo divino, e o próprio Deus destruíra Sua cidade e Seu templo (1.12-15; 2.1-8, 17, 22; 4:11). Não foi, no entanto, arbitrária a atuação de Deus; o pecado desavergonhado que desafiava a Deus e a rebeldia que violava a aliança foram as causas principais do infortúnio do povo (1.5, 8, 9; 4.13; 5.7, 16). Embora fosse de esperar o choro (1.16; 2.11, 18; 3.48-51) e fosse natural o clamor por punição contra o inimigo (1.22; 3.59-66), o modo certo de reagir ao juízo é o arrependimento sincero, de todo o coração (3.40-42). O livro que começa com uma lamentação (1.1,2) termina acertadamente com arrependimento (5.21,22).

“No meio do livro, a teologia de Lamentações chega ao ápice ao focalizar a bondade de Deus. Ele é o Senhor da Esperança (3.21,24,25), do amor (3.22), da fidelidade (3.23), da salvação (3.26). A despeito de toda prova em contrário, “as suas misericórdias são inesgotáveis. Renovam-se cada manhã; grande é a Tua fidelidade” (3.22,23). Comentários da Bíblia de Estudo NVI Vida.

 

Assista a Introdução a Lamentações



Jeremias 52 by Jobson Santos
22 de junho de 2014, 0:15
Filed under: obediência | Tags: , , ,

Comentário devocional:

O final do capítulo 51 diz: “Aqui terminam as palavras de Jeremias” (Jeremias 51:64, NVI). Então, quem escreveu o capítulo 52? Jeremias começou seu ministério profético em torno de 625 aC. Ele provavelmente não estava vivo no momento em que o rei Nabucodonosor morreu e Evil-Merodaque tornou-se o rei de Babilônia em 562 aC. Isso aconteceu no 37 º ano do rei Joaquim, depois de ter sido exilado na Babilônia. Além disso, o capítulo 52 é quase idêntico à última porção de 2 Reis (24:18-25:30). Portanto, o escriba de Jeremias pode ter acrescentado esta parte, considerando necessário colocá-la no final do livro de Jeremias como uma nota adicional de confirmação da queda de Jerusalém.

O capítulo 52 (vs. 1-11) retrata o reinado de Zedequias, a derrota de Judá pelos caldeus, e o fim desastroso da família real e dos oficiais de Judá. A razão pela qual Deus permitiu que tudo isso acontecesse a Jerusalem foram as maldades cometidas pelos reis Zedequias e Joaquim (vs. 2-3).

Os versos 12-16 relatam as providências que Nebuzaradã, capitão da guarda de Nabucodonosor, tomou com relação a Jerusalém, após a sua conquista. No décimo dia do quinto mês do ano 19 do reinado de Nabucodonosor, ele entrou em Jerusalém e queimou o templo de Deus e a casa real depois de pilhá-los. O exército caldeu destruiu as muralhas da cidade ao redor de Jerusalém e Nebuzaradã levou a maioria dos judeus para a Babilônia, exceto os agricultores mais pobres que foram deixados para cuidar das vinhas e plantações. 

Nos versos 17-23 são listados os itens e utensílios do templo de Jerusalém levados para a Babilônia. Eles levaram a maioria do ouro, da prata, do bronze e dos utensílios, incluindo as duas altas colunas de bronze e o enorme “mar” de bronze. Então, nos versos 24-27 lemos que Nebuzaradã levou 74 judeus, incluindo príncipes e sacerdotes, para Ribla, onde Nabucodonosor estava, e que o rei ordenou a morte de todos eles. Triste fim para aqueles que não quiseram atender aos apelos divinos através de Jeremias.

Os versículos 28-30 nos informam o número total de exilados de Judá que foram levados para longe da terra da Judéia: quatro mil e seiscentos.Como é triste ler sobre a destruição de Jerusalém! O povo de Judá poderia ter prosperado se tivesse obedecido a Deus. Mas o caminho da desobediência e rebelião sempre conduz ao caos e destruição.

A boa informação mencionada no final deste capítulo é que Evil-Merodaque, o sucessor de Nabucodonosor, libertou Jeoaquim, o rei cativo de Judá, e permitiu que comesse na mesa real. Mesmo na pior tragédia Deus ainda tem meios de nos socorrer e aliviar o nosso sofrimento.

Senhor, eu Te louvo porque és justo e bondoso. Ajuda-me a ser fiel a Ti a fim de que as bênçãos que desejas para mim possam se realizar de modo completo. Amém

Yoshitaka Kobayashi

Japão

 

https://reavivadosporsuapalavra.org/

Texto original: http://revivedbyhisword.org/en/bible/jer/52/

Traduzido por JDS/JAQ

Texto bíblico: Jeremias 52

 

Nota: Observe que os acontecimentos narrados nos capítulos 1 a 4 de Daniel ocorrem entre os fatos registrados nos versos 27 a 31 de Jer 52.




%d blogueiros gostam disto: