Reavivados por Sua Palavra


Isaías – autor e mensagem by jquimelli
26 de fevereiro de 2014, 9:10
Filed under: Bíblia | Tags: ,

Isaías, filho de Amoz, parece ter sido membro de uma próspera e respeitada família de Jerusalém, pois não apenas o nome de seu pai é registrado, como também gozava de relações íntimas com a família real e com os mais altos oficiais do governo. Embora tenha, talvez, iniciado seu ministério profético nos últimos dias do reinado de Uzias, ele registra o ano da morte de Uzias (provavelmente 740 a.C.) como o tempo em que recebeu uma unção e comissão especial da parte de Deus no templo (cap. 6). Recebeu ordem de pregar ousadamente e sem qualquer transigência uma mensagem de advertência e denúncia contra o seu povo, devido a sua vida ímpia, de adoração idólatra, e de convocar a nação para entregar-se a um arrependimento e reforma completos. Foi odiado e sofreu a oposição do idólatra rei Acaz; foi favorecido e respeitado pelo rei Ezequias (716-698 a.C.) – que, não obstante, desconsiderou suas advertências contra a aliança com o Egito – e provavelmente foi martirizado pelo depravado e brutal filho de Ezequias, o rei Manassés, mais ou menos por volta de 680 a.C.

Isaías é merecidamente conhecido como o Profeta evangélico, visto que apresenta a mais completa e clara exposição do evangelho de Jesus Cristo que se pode encontrar em qualquer porção do Antigo testamento. Sendo um pouco parecido com a epístola aos Romanos, no Novo Testamento, o livro de Isaías serve de compêndio das grandes doutrinas da época pré-cristã, e aborda quase todos os temas cardeais de toda a gama da teologia. Ênfase especial recai sobre a doutrina de Deus, em Sua onipotência, onisciência e amor redentor. Em contraste com os imaginários deuses dos pagãos adoradores de ídolos, Ele se revela como o único verdadeiro Deus, o soberano criador do universo, que ordena todos os acontecimentos da história de conformidade com o Seu grandioso e completo plano. […] É principalmente na qualidade de Santo de Israel que Isaías apresenta o Senhor, que o impelia a profetizar. Sendo Santo, Ele requer antes e acima das formalidades da adoração por sacrifícios, o sacrifício vivo de uma vida piedosa.

Fonte: Bíblia Shedd, p. 980.



Isaías 2 by jquimelli
26 de fevereiro de 2014, 0:00
Filed under: Aliança | Tags: ,

Comentário devocional:

Sheila: É interessante como as palavras de Isaías 2:2-4 são quase idênticas às de Miquéias 4:1-4. Mas fiquei surpresa ao descobrir que algumas pessoas interpretam estes versos  afirmando que os Judeus irão voltar para a terra de Israel e retornarão ao seu antigo papel de serem o “povo escolhido” de Deus.
Lloyd: Se Judá não tivesse quebrado sua aliança com Deus, eles teriam sido procurados por muitas pessoas desejosas de conhecer os “caminhos” de Deus e dispostas a andar em “Suas veredas” (v. 3). Deus queria que o povo estivesse preparado para o primeiro advento de Cristo, de modo que o aceitassem alegremente como o Messias em vez de O crucificarem. 
Isaías lista a seguir algumas das maneiras pelas quais o povo de Judá havia quebrado o concerto: o espiritualismo (v. 6), a incessante busca por riquezas terrenas (v. 7), a idolatria (v. 8) e o orgulho (v. 11). Através dessas práticas eles trouxeram sobre si mesmos os juízos do Senhor (vs. 12-18). Então Isaías fala do dia em que as pessoas ímpias “fugirão para as cavernas das rochas e os buracos da terra” a fim de se esconderem “do terror que vem do Senhor e do esplendor da Sua majestade” (v. 19, NVI). Palavras semelhantes a estas são encontradas em Apocalipse 6:15-17, numa referência clara à segunda vinda de Cristo.
Sheila: Isso significa que a promessa condicional dos versículos 2-4 nunca foi cumprida para o Israel literal, mas será cumprida para o Israel espiritual quando Jesus voltar. Em vez de nos escondermos cheios de culpa e medo (vs. 19-21), teremos o privilégio de abraçar os nossos entes queridos que serão ressuscitados da morte. Então, sorrindo em meio a lágrimas de alegria, nos uniremos aos remidos ao dizer: “Este é o nosso Deus; nós confiamos nEle e Ele nos salvou” (Isaías 25:9. NVI).
Lloyd: Sim, por isso é importante estarmos preparados para a segunda vinda de Cristo. Precisamos olhar menos para nós e muito para Jesus. Que o nosso foco não esteja num reino terrestre, mas, sim, no celestial (Filipenses 3:14).
Meu Deus, à medida que nos tornamos cada vez mais familiarizados com Sua Palavra, ensina-nos mais acerca do incomparável amor de Jesus. Use-nos no Teu serviço e prepara-nos para a Sua vinda. Amém.
Pr Lloyd and Sheila Schomburg
EUA 
Texto original: http://revivedbyhisword.org/en/bible/isa/2/
Traduz\ido por JDS/JAQ
Texto bíblico: Isaías 2 



%d blogueiros gostam disto: