Reavivados por Sua Palavra


JUÍZES 1 – Comentário Pr. Heber Toth Armí by jquimelli
8 de fevereiro de 2016, 7:05
Filed under: Sem categoria

JUÍZES 1 – Se Josué é o livro da vitória, Juízes é o livro da derrota. Se em Josué você vibra com o povo de Deus; em Juízes você se decepciona. Se a história em Josué te enche de alegria e satisfação, em Juízes tem um gosto amargo e triste.

O livro mostra que, quando a humanidade está um caos é porque falta compromisso sério com Deus. Mas, como conhecer a Deus sem conhecer Seu Livro? “Se quisermos ser autênticos discípulos de Cristo, precisamos ir muito além de uma leitura descuidada, rápida e superficial da Bíblia” (Adolfo S. Suárez).

Prepare-se, madrugue-se e desperte para ler Juízes. Aprenderás muito:

1. A morte de um líder espiritual pode resultar em morte espiritual: Josué, o líder destemido, o exemplo fiel, o pregador ousado, firme e apelativo, morreu; então, a espiritualidade de Israel declinou (vs. 1; 2:1-23);

2. Após conquistar mais algumas vitórias e relaxar… o deixar de lutar, acomodar-se e entregar-se a ociosidade física, pode sofrer relaxo, preguiça e acomodação espiritual: Negligenciar desafios a enfrentar, muitos acabam esquecendo de orar, consagrar-se e dedicar-se a Deus. Foi isso que aconteceu a Israel após adentrar à Terra Prometida, embora houvesse terra por conquistar ainda (vs. 2-36).

Embora o livro de Juízes tenha muito que falar da natureza humana que é ingrata, infiel, incrédula, perversa, arrogante, negligente, orgulhosa, idólatra, imoral, corrupta, etc. por causa do pecado, a forte ênfase de livro é no caráter de Deus que é amoroso, bondoso, atencioso, gracioso, libertador, restaurador, paciente, salvador, etc.

O declínio espiritual é gradativo; mesmo na ausência de Josué, o povo ainda consultou ao Senhor por algum tempo (v. 1). “A pergunta ‘Quem (…) subirá, primeiro?’ revela a incerteza do grupo que, então, não tinha líder. Eles reconheciam que cada tribo deveria iniciar a conquista para assegurar a porção da terra concedida por sorteio. Que tribo encorajaria as demais? Eles desejavam um líder apontado divinamente” (CBASD, v. 2, p. 314).

Por buscarem a Deus, os israelitas venceram algumas batalhas; por negligência, deixaram de cumprir todo o plano de Deus a eles. Não acontece o mesmo conosco hoje? Não recorremos mais a Deus quando estamos em dificuldades?

Negligenciar Deus é a nossa derrota. Mas, a busca constante a Deus resulta em constantes vitórias. Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.



Juízes 1 by jquimelli
8 de fevereiro de 2016, 1:00
Filed under: Sem categoria

Comentário devocional:

O fracasso de Israel em obedecer completamente às ordens de Deus em expulsar todos os seus inimigos resultou que seus inimigos destruíram o amor de Israel por Deus de dentro para fora.

Repetidamente ao longo deste capítulo, lembrei-me de quatro inimigos do coração que nos corroem por dentro e Deus quer destruir completamente: a culpa, a raiva, a cobiça e a inveja. Todos estes quatro inimigos permitem que o EU ocupe o trono. Culpa: “Você me deve e me pagará pelo que fez.” Raiva: “Eu sou o seu dono e lhe controlo.” Ganância: “Eu mereço muito mais do que eu tenho.” Inveja: “Deus me deve mais bênçãos quando eu comparo o que recebi com o que Ele deu aos outros.”

Podemos subjugar cada um desses inimigos com a ajuda de Deus e seu poder em nossas vidas pode ser minimizado. No entanto, se permitirmos que eles persistentemente vivam em nossos corações é como deixar os cananeus na terra prometida – eles irão crescer como um câncer, fazendo com que nossa vida espiritual vacile como aconteceu com a nação de Israel ao longo da era dos juízes. Assim, Deus é deixado de lado e o eu se torna rei.

Brennon Kirstein
Capelão da Southern Adventist University

Também disponível em: http://www.revivalandreformation.org/bhp/pt/biblia/jdg/1 e https://www.facebook.com/ReavivadosPorSuaPalavra
Texto original: http://www.revivalandreformation.org/bhp/en/bible/jdg/1 e http://revivedbyhisword.org/en/bible/jdg/1/
Texto original expandido em: http://reavivadosporsuapalavra.org/2012/11/14/
Tradução: Jeferson Quimelli/Pr Jobson Santos/Gisele Quimelli
Texto bíblico: Josué 24
Comentário em áudio
Leituras da semana programa Crede em Seus Profetas: Patriarcas e Profetas, cap. 7



POSTAGENS DO BLOG by jquimelli
7 de fevereiro de 2016, 19:39
Filed under: Sem categoria

Amigos,como estou em viagem e com acesso limitadíssimo, infelizmente as postagens acabaram ficando desorganizadas, fora do padrão do blog. Tão logo retornarmos à rotina, as organizaremos, OK?
Um forte abraço, fiquem com as bênçãos do Pai.
Jeferson



Josué 24 – Comentário Pr Heber Toth Armí by jquimelli
7 de fevereiro de 2016, 18:58
Filed under: Sem categoria

JOSUÉ 24 – Querer a Deus, sem compromisso com Ele, é inaceitável. Querer bênçãos, sem amor ao Senhor, é inconcebível. As últimas palavras de Josué são magistrais e merecem nossa total atenção. Leia-as calma e atentamente!

Deus é o foco principal do discurso de Josué (vs. 3, 5, 6, 8, 10, 11, 12, 13). Toda a história de Israel havia sido regida por Deus. Agora era necessária uma decisão, ou confirmação da decisão já feita. Então, ousadamente, Josué faz o apelo do versículos 15.

A verdadeira religiosidade é uma questão de decisão. Colocando-se como exemplo de liderança familiar e eclesiástica, Josué desafiou o povo de sua época a servir ao Senhor como seu Deus. O desafio estende-se a nós, hoje, também…

• O último capítulo do livro em estudo é claro: Tomar posição e viver a fé com determinação era a maior necessidade do povo de Deus na época de Josué, NOSSA TAMBÉM…

Richard M. Davidson analisa: “Josué é um exemplo para nós em diversos aspectos”:

1. Seu caráter demonstra fidelidade, coragem, força e altruísmo;
2. Sua missão nos ensina que Deus nos convida, como cristãos, para possuir uma herança, para ganhar outros para Cristo, e para vencer o pecado;
3. Sua carreira nos mostra como ser fiel e verdadeiro, não apenas nos momentos de crise, mas também quando tudo vai bem. Até sua última atividade envolveu a criação de um relacionamento entre o povo e Deus.

“A obra de Josué em prol de Israel estava finalizada. Havia seguido inteiramente ao Senhor; e no livro de Deus ele é chamado: ‘o servo do Senhor’” (Ellen G. White). Gene Getz oferece dois princípios da despedida final de Josué:

1. Temos de crer de todo o coração que Deus é o único Deus verdadeiro;
2. Devemos amar a Deus de todo o coração.

A tradição familiar religiosa pode ser grande obstáculo que atrapalha a inteira decisão de servir ao verdadeiro Deus. Contudo, temos o exemplo de Abraão, que abandonou a tradição familiar, a idolatria e o politeísmo para servir ao Deus verdadeiro (v. 3). A graça que o alcançou está disponível hoje também.

Veja a reação do povo e, a morte de Josué nos versículos 16-33.

“Escolhei hoje” – Servir inteiramente a Deus é uma decisão individual diária…

REAVIVEMO-NOS! – Heber Toth Armí.

Escreva o que mais te impressionou lendo o livro de Josué:



Josué 23 – Comentário Pr Heber Toth Armí by jquimelli
7 de fevereiro de 2016, 18:58
Filed under: Sem categoria

JOSUÉ 23 – Quando cada indivíduo vive seus próprios interesses problemas tendem a aparecer com facilidade (veja o capítulo anterior); porém, quando todos têm objetivos comuns, a união é quase que automática…

Imagine se todos os habitantes do Planeta Azul estivessem dispostos unanimemente a seguir indicações morais instituídas pelo Criador do Universo!

Após ler Josué 23 em tua Bíblia, observe estes pontos:

• Josué considerava sua velhice e, por conseguinte, fez discurso de despedida diante do povo de Deus. “Josué fez uma promessa para o futuro, a qual estava firmada no tempo e no espaço. Ele não pediu ao povo que desse um salto kierkegaardiano de fé” (Francis A. Schaeffer). Fé verdadeira tem lógica, não é irracional (vs. 1-5).

• As palavras finais de Josué estão carregadas de teologia. A “ênfase sobre a ação de Deus na História reaparece ao longo de toda sua despedida […]. A fé bíblica está alicerçada em fatos que podem ser vistos e ouvidos […]. As Escrituras nunca nos confrontam repentinamente com uma linguagem celestial que nos levem a uma experiência religiosa sem conteúdo” (Schaeffer). Observe atentamente os versículos 6-16.

A religião bíblica baseia-se na divina revelação escrita. Sempre foi assim. A segurança presente, e futura, está em seguir o manual de instrução originado no Céu: “Agora, sejam fortes e constantes. Obedeçam a tudo que está escrito no livro da Revelação de Moisés – não omitam nenhum detalhe” (v. 6).

Deus liberta-nos para a obediência! A obediência sempre deve resultar da graça divina. A graça que foi relevante no passado é importante no presente. Amor e submissão ao Senhor, não ao pecado, ‘e o segredo do sucesso!

O capítulo em questão importa ser bem considerado por quem quer evitar o inferno e alcançar o Céu prometido por Deus. “A passagem de 2 Coríntios 6:14-18 faz um paralelo com esse texto. A vida de santidade é essencial para a comunhão do indivíduo com Deus. Não podemos ser fieis a Deus e ao mesmo tempo fazer alianças com inimigos do Senhor” (William MacDonald).

Se quisermos alcançar os propósitos que Deus traçou para nós precisamos…

1. …considerar seriamente Sua Palavra;
2. …orar e viver em todo tempo de acordo com a Palavra e as promessas reveladas;
3. …ficar distante daquilo que nos distancia de Deus.

Compartilhe! – Heber Toth Armí.



Josué 24 – Comentários selecionados by jquimelli
7 de fevereiro de 2016, 18:35
Filed under: Sem categoria

Mais uma vez Josué reuniu as tribos em Siquém para conclamar Israel a uma renovação da aliança (v. 8.20-35). Foi seu ato final como servo do Senhor,… Nisso, seguiu o exemplo de Moisés, cujo derradeiro ato oficial foi também conclamar o povo a uma renovação da aliança – como o documento preservado em Deuteronômio. Bíblia de Estudo NVI Vida.

1 Siquém. O próprio lugar onde Deus tinha prometido, pela primeira vez, a terra aos descendentes de Abraão (Gn 12.6-7) foi o lugar onde os seus descendentes se reuniram depois de terem recebido a terra. Bíblia de Genebra.

diante de Deus. Isso não implica, necessariamente, a mudança do tabernáculo de Siló (Js 19.51) para Siquém, naquela ocasião. A presença de Deus não estava restrita ao tabernáculo (cf 1Rs 8.27), assim como a sua presença também não era garantida pela possessão física da arca (1Sm 4.3-11). Bíblia de Genebra.

2 Assim diz o SENHOR. Josué iniciou seu discurso na maneira solene usada pelos profetas, e apresentou o próprio Deus como se estivesse falando em pessoa. Isto parece sugerir que Josué era profeta, além de líder. CBASD- Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 2, p. 300.

Eufrates. Do heb. Nahar, “rio”. Ur dos caldeus ficava às margens das águas deste rio. CBASD, vol. 2, p. 300.

vossos pais, Tera, … serviram a outros deuses. Terá, o pai de Abraão, habitava na cidade de Ur dos Caldeus, onde o povo servia a vários deuses. O monumento principal da cidade era dedicado ao deus da lua, o padroeiro da cidade. Também foi reconhecido Sumas, o deus-Sol e Nana (ou Astarte), a filha do deus lua, e outros deuses. Bíblia Shedd.

Josué levou os israelitas a se lembrarem de que seu antepassados haviam sido idólatras, assim como os povos que eles agora deviam exterminar. Foi só pela graça de Deus que chegaram à posição privilegiada que ocupavam. Existia o grande perigo de que esquecessem sua origem e caíssem de volta na idolatria. CBASD, vol. 2, p. 301.

3 Eu, porém. Deus é o sujeito dominante dos verbos nos vs. 3-13. Bíblia de Genebra.

Isaque significa gargalhada (cf Gn 17.17; 18:12-15). Bíblia Shedd.

5 feri o Egito. Uma referência às pragas. Bíblia Shedd.

6 Tirando eu… do Egito. Este é um dos principais temas do Antigo testamento. Bíblia Shedd.

Viestes ao mar. I.e., ao Mar Vermelho (Êx 14.16-31). Bíblia Shedd.

7 habitastes no deserto por muito tempo. Por 40 anos, cf Êx 16.35. Bíblia Shedd.

8 terra dos amorreus. Ainda que os amorreus fossem um dos sete povos da terra de Canaã, o termo também se estende, num sentido genérico, aos canaanitas (cf Gn 48.22; Js 24.15). Bíblia Shedd.

9 Balaque. “Seco” ou “esgotado”, era o rei moabita que convidou Balaão a amaldiçoar a Israel (Nm 22.1-24). … No Novo testamento, o seu nome é símbolo de avareza (2 Pe 2.15; Jd 11), e sua doutrina se relacionava com o culto pagão e a fornicação (Ap 2.14). Bíblia Shedd.

Pelejou contra Israel. Parece que Balaque não participou em nenhum momento de guerras contra Israel. Portanto, a passagem diz que “pelejou” contra eles, por causa de sua intenção de fazê-lo, uma vez que traçou planos e fez os preparativos necessários. Deus considera a intenção como se fosse a ação realizada. A disposição mental que causa o ato pecaminoso voluntário é a essência do pecado; a ação é tão somente a execução da intenção. . CBASD, vol. 2, p. 301.

12 Enviei vespões (ou vespas. ARA; NVI: “Eu lhes causei pânico”). Deus prometeu enviar tais insetos semelhantes às abelhas para expulsar o cananeus (Êx 23.28; Dt 7.20). Pode-se entender literalmente ou alegoricamente [simbolicamente]. Bíblia Shedd.

não com a tua espada. Os israelitas receberam a terra como uma dádiva que não devia ser considerada sua própria realização (1.2). Bíblia de Genebra.

15 escolhei, hoje, a quem sirvais. Clímax da mensagem do livro. Josué insta para uma escolha a favor ou contra Deus. O bravo guerreiro estabelece o exemplo e o povo de Israel entusiasticamente responde. Andrews Study Bible.

A ordem de servir ao Senhor não impede a escolha. Qualquer serviço que não seja voluntário é inútil. Deus põe diante das pessoas a vida e a morte e as insta a escolher a vida. Ele, porém, não interfere quando elegem o contrário, nem as protege das consequências naturais da escolha errada. . CBASD, vol. 2, p. 301.

O povo tinha de decidir se iria obedecer ao Senhor, que havia provado ser digno de confiança, ou obedecer aos deuses locais, que eram ídolos feitos pelos homens. É fácil entrar em uma rebelião quieta – seguir a vida de seu próprio jeito. Mas chega o tempo em que você tem de escolher quem ou o que controla você. Será Deus, a sua limitada personalidade ou outro substituto imperfeito? Uma vez que você escolheu ser controlado pelo Espírito de Deus, reafirme sua escolha a cada dia. Life Application Study Bible.

minha casa. Os líderes da casa de Deus devem cuidar especialmente para que aqueles sob seu cuidado, sobretudo os de sua própria casa (1Tm 3:4, 5), sigam o caminho da justiça. Josué expressou a resolução de que tanto ele como sua casa serviriam ao Senhor, a despeito do que os outros resolvessem fazer. Às vezes, a escolha de servir a Deus se torna um ato singular [isolado, só]. Contudo, “não seguirás a uma multidão para fazeres mal” (Êx 23:2). Os que estão a caminho do Céu devem se mostrar dispostos, apesar de toda oposição, a agir como os melhores, não como a maioria. Josué fora notavelmente fiel a Deus durante toda a vida. Estava resolvido a permanecer dessa maneira até o fim. Seu último apelo ao povo foi para que seguisse seu exemplo de consagração. A dignidade e a simplicidade de sua vida aumentaram grandemente o peso de suas palavras. CBASD, vol. 2, p. 302.

16 respondeu o povo… Longe de nós o abandonarmos o SENHOR para servirmos a outros deuses. Em resposta ao chamado do v. 14, o povo de Israel repudiou os outros deuses (v. 16), reconheceu a bondade do Senhor desde o êxodo até À conquista e concluiu prometendo obediência ao Senhor. Bíblia de Genebra.

Ainda que o povo tivesse achado ser impossível abandonar a Jeová, seu Deus, por tudo que Ele tinha feito em seu favor, a história de Israel, logo no livro de Juízes, indica que um reconhecimento das fraquezas e humildade teriam sido mais recomendáveis. A falta de perseverança no caminho do Senhor, em grande parte, se deve ao fato de que os pais deixaram de praticar e ensinar a seus filhos, dentro de seus lares. Isto Josué prometeu fazer (v 15) sabendo que o culto verdadeiro começa em casa. Bíblia Shedd.

17 aos nossos olhos. Os milagres de Deus precisam ser reconhecidos e lembrados. Racionalizar e esquecer os grandes sinais do Senhor tem sido a causa do abandono de Deus. Bíblia Shedd.

19 Não podereis servir ao SENHOR (ARA; NVI: “Vocês não têm condições de servir ao SENHOR”). Este versículo não quer dizer que é impossível servir ao Senhor. Bíblia Shedd.

Palavras contundentes para ressaltar o perigo da autoconfiança exagerada. Bíblia de Estudo NVI Vida.

A declaração “Não podereis servir ao SENHOR” pode se referir à incapacidade moral do homem de obedecer por si mesmo os mandamentos divinos. Josué não estava dizendo meramente que não podiam servir ao Senhor junto com outros deuses. Também estava afirmando: “Não podereis servir ao Senhor de forma alguma com as próprias forças.” Ao reconhecer isso, séculos antes do apóstolo Paulo, Josué estava expressando o grande princípio da justificação pela fé. Tanto o homem como Deus têm uma parte a desempenhar para que se concretize essa justificação. O Senhor não pode fazer nada por nós [em termos de nos fazer a cumprir o bem e nos dar a salvação] sem nosso consentimento e cooperação. Da mesma maneira, não podemos fazer nada sem a ajuda de Deus. A fé é dom de Deus, e as obras são resultado da presença divina no crente, ambas ocorrem simultaneamente. A parte humana consiste em escolher o caminho correto e depois se dedicar a percorrê-lo, reconhecendo por completo sua total dependência do Senhor. A parte de Deus é suprir o poder que capacita. Ele está pronto, a todo momento, para cumprir Sua parte do contrato. A pergunta é: cumpriremos a nossa? CBASD, vol. 2, p. 302-303.

25 fez Josué aliança com o povo. Neste versículo, parece que é Josué que está fazendo a aliança com os israelitas, mas o fato é que está agindo no nome do Senhor, como seu representante (Cf Paulo em 2 Co 5.20). Bíblia Shedd.

29-33 As mortes de Josué e Eleazar assinalam o fim do período tratado neste livro. Seus sepultamentos, juntamente com o sepultamento dos ossos de José, na terra que agora estava sob a posse de Israel, simbolizam o cumprimento fiel das promessas feitas por Deus aos patriarcas. Bíblia de Genebra.

29 cento e dez anos. Essa também era a idade de José quando ele morreu (Gn 50.22, nota). Vidas longas assim indicavam as bênçãos de Deus (cf Dt 34.7). Bíblia de Genebra.

31 Serviu, pois, Israel ao SENHOR todos os dias de Josué. A fidelidade da geração de Josué e dos anciãos serviu de testemunho ao poder do Senhor em tudo quanto ele havia feito por Israel. O fato de que tal fidelidade seria de breve duração dá apoio à declaração de Josué, nos vs. 19-20 (Jz 2.7,10-13). Bíblia de Genebra.

32 Os ossos de José. A devolução desses ossos a Siquém era relevante, não somente por causa do terreno que Jacó comprara de Hamor em tempos antigos (Gn 33.19), mas também porque Siquém seria o centro das tribos de Efraim e Manassés, os dois filhos de José. Além disso, essa devolução cumpriu um juramento feito a José no leito de morte deste (Gn 50.25; Êx 13.19). Bíblia de Estudo NVI Vida.

Jacó comprara. Ver Gn 33.19. A nova situação de possuir a terra é novamente contrastada com os tempos dos patriarcas, que tinham apenas a promessa de que a receberiam. Bíblia de Genebra.

33 Eleazar. O sumo sacerdote que servira aJosué, assim como Arão servira a Moisés. Bíblia de Estudo NVI Vida.



Josué 23 – Comentários selecionados by jquimelli
7 de fevereiro de 2016, 18:33
Filed under: Sem categoria

Josué, servo do Senhor, faz um discurso de despedida, relembrando as vitórias concedidas pelo Senhor, mas também faz os ouvintes lembrar-se de que ainda existem áreas a serem conquistadas e da necessidade da lealdade às leis de Deus segundo aliança. A missão deles permanece – ser súditos do reino de Deus no mundo. Bíblia de Estudo NVI Vida.

1 descanso. Conceito importante no AT (v. notas em Dt 3.20; 2Sm 7.1, 11) que subentende fronteiras seguras, paz com os países vizinhos e a ausência de ameaças à vida e ao bem-estar dentro do país.[cf. 1.13]. Bíblia de Estudo NVI Vida.

A experiência de “repouso a Israel de todos os seus inimigos”, aqui ainda incompletamente concretizada, tornar-se-ia parte da esperança de Israel (Dt 12.10; 2Sm 7.11; 1Cr 22.9; cf Mq 5.9; Êx 23.22). Bíblia de Genebra.

velho. Provavelmente 20-25 anos após a divisão da herança em Silo descrita nos cap. 18-22. Josué se aproximava dos 110 anos de idade (24.29). Andrews Study Bible.

2-16 A “mensagem no leito de morte” de um grande homem é frequentemente recheada de profunda sabedoria, e este discurso de despedida do grande líder Josué, sob divina inspiração, apresenta uma mensagem preciosa, válida para todos os tempos, tanto para o Israel antigo quanto para o Israel espiritual. A mensagem de despedida de Josué ao fim de sua vida, no AT, encontra sua correspondente na mensagem de despedida de Jesus, o Novo Josué, aos Seus discípulos, na véspera de Sua morte (Jo 14-17). Andrews Study Bible.

2 a todo Israel. Josué convocou representantes de todas as tribos. Bíblia de Genebra.

3 Deus… pelejou por vós. Eis a razão por que Israel conseguiu ocupar aterra. Bíblia Shedd.

5 vosso Deus, as afastará. Como era no passado, assim seria no futuro. Bíblia Shedd.

6-13 Josué conhecia os pontos fracos da nação. … É sábio identificar nossos pontos fracos antes que caiamos. Podemos, então, traçar estratégias para superar estas tentações ao invés de ser superados por elas. Life Study Application Kingsway.

7 para que não vos mistureis com estas nações. O original hebraico faz uma conexão íntima entre os vs. 6-7. A obediência fiel ao Livro da Lei levaria os israelitas a evitarem a associação com nações pagãs. Bíblia de Genebra.

Não façais menção dos nomes dos seus deuses. O cristão também deve tomar cuidado no seu andar com o Senhor; Ele deve vigiar cuidadosamente nas suas relações para com os infiéis (Ef 5.11; 2 Co 8.14-15). Bíblia Shedd.

11 dediquem-se com zelo a amar o SENHOR, o seu Deus(NVI). Resumo conclusivo. Bíblia de Estudo NVI Vida.

12-16 Esta arrepiante predição a respeito das consequências das associações com as nações canaanitas acabou se tornando realidade. Numerosas histórias no livro de Juízes mostram que Israel teve que sofrer por causa de seu fracasso em seguir a Deus de todo o coração. Deus foi supremamente amoroso e paciente com Israel, assim como é hoje. Mas não devemos confundir Sua paciência conosco com aprovação ou indiferença aos nossos pecados. Life Study Application Kingsway.

12 Se dEle vos afastardes. Permanecer na terra prometida dependia da condição prévia de fidelidade ao Senhor e da separação dos idólatras que ainda habitavam no seu redor. Bíblia de Estudo NVI Vida.

13 Deus, não expulsará mais. A validade da promessa A validade da promessa de Deus (v. 5) não dependia da cooperação humana. … Mas a promessa divina não beneficiaria aqueles que rejeitassem a graça de Deus. Essa estipulação fazia parte da promessa divina, desde o princípio (Gn 12.3). Bíblia de Genebra.

14 vós bem sabeis de todo o vosso coração e de toda a vossa alma. O conhecimento da fidelidade de Deus nunca pode ser uma questão meramente intelectual, mas permeia e amolda todos os aspectos da vida do indivíduo. Bíblia de Genebra.

15 boas coisas… ameaças. Existem dois aspectos na fidelidade de Deus, porquanto há dois lados em Sua aliança – promessas e advertências. Pode-se confiar que Deus cumprirá suas advertências tão plenamente quanto podemos confiar que Ele cumprirá Suas promessas. Bíblia de Genebra.




Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 2.786 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: