Reavivados por Sua Palavra


Isaías 36 by jquimelli
1 de abril de 2014, 5:23
Filed under: | Tags:

Comentário devocional:

Encontramos aqui a história da invasão de Judá pelo Rei Senaqueribe. A narrativa histórica encontrada neste capítulo e em Isaías 37-38 é quase idêntica, palavra por palavra, a partes encontradas em 2 Reis 18-20, aonde podemos encontrar mais detalhes.

Após a queda espiritual do Rei Salomão, a nação israelita se dividiu em dois reinos: o reino de Israel, ao norte, e o reino de Judá, ao sul. Israel foi vítima de nações hostis devido a seus reis corruptos e liderança. Embora também houvessem reis corruptos em Judá, houve alguns reis piedosos, o que manteve um pouco mais de tempo a bênção sustentadora de Deus sobre este reino. Ezequias foi um desses bons reis.

Quando o rei Ezequias chegou ao poder, em contraste com seu ímpio pai, o rei Acaz, ele imediatamente começou a remover os “lugares altos” e cortou os bosques e ídolos. Na verdade, ele confiava tanto no Senhor que a Bíblia nos diz que nem antes nem depois de Ezequias houve um rei como ele em Judá, porque ele se apegou ao Senhor (2 Reis 18:5,6).

No quarto ano de Ezequias como rei de Judá, a Assíria cercou a capital Samaria de Israel, ao norte. Menos de 10 anos depois a Assíria subiu contra Judá. Neste ponto algumas das cidades fortificadas foram tomadas e, em seguida, Jerusalém, a capital, foi cercada. Parecia a todos que Judá estava a ponto de cair. Mas a Bíblia nos diz: “Se Deus é por nós, quem será contra nós?” (Rm 8:31 ARA).

Vamos refletir sobre como Rabsaqué, o arrogante porta-voz do Rei Senaqueribe, falou com os homens do rei Ezequias, na tentativa de levá-los a se render. É bastante surpreendente. Parafraseando :

– Em quem você está confiando? ( v. 4)
– Você não está confiando no Senhor, está? ( v. 7)
– Não deixe que Ezequias ou seu Deus enganem vocês! (vs. 14-15)
– Prefiram fazer um acordo conosco e vamos levá-los a uma terra que mana milho e vinho, pão e de vinhas! (vs. 17)
– Não vos engane Ezequias dizendo que o Senhor vai libertar vocês! (vs. 18)
– Outros deuses já livraram alguém do rei da Assíria? (vs. 18)
– Não! Por isso não esperem que o Senhor liberte vocês! (vs. 19)
– Nós somos mais poderosos do que qualquer deus ! (vs. 19-20)

Quanta blasfêmia! Não temos ouvido ainda hoje as mesmas palavras? E o pior: às vezes essas vozes de escárnio vem de cristãos professos!

Que voz que estamos ouvindo: a voz da dúvida e ceticismo ou a voz da fé? “Cuidemos de nossas palavras. Falemos de fé, e teremos fé. Não deis nunca lugar a um pensamento de desânimo na obra de Deus. Nunca deixeis escapar uma palavra de dúvida. Isto é qual semente semeada, tanto no coração do que a profere, como no dos ouvintes, para produzir uma colheita de desânimo e incredulidade” Evangelismo, p. 633.

Não importam as circunstâncias, não importam os exércitos ou montanhas diante de nós, coloquemos nossa confiança em Deus e assistamos o que Ele fará!

Melodious Echo Mason
EUA

http://revivedbyhisword.org/en/bible/isa/36/
http://biblia.com.br/novaversaointernacional/isaias/is-capitulo-36/




%d blogueiros gostam disto: