Reavivados por Sua Palavra


I SAMUEL 18 – COMENTÁRIO PR. HEBER TOTH ARMÍ
23 de junho de 2019, 0:45
Filed under: Sem categoria

Quem ignora viver com Deus, tem raiva de quem anda e é abençoado por Ele. Que outra explicação há para o ódio mortal do rei Saul para com o menino Davi?

Aprofunde-se neste capítulo, note…

• Uma bela amizade que serve de inspiração para todos os amigos: Davi e Jônatas (vs. 1-4);
• Uma inveja demoníaca da parte de um rei para com um menino: Saul e Davi (vs. 5-16);
• Uma vil traição de um sogro para com o noivo de sua filha: Saul, Davi, Merabe e Mical (vs. 17-30).

Jônatas era herdeiro do trono de Saul por ser seu filho. Porém, ele abdicou dessa herança ao oferecer sua capa a seu amigo Davi – nenhum filho de pai depravado está destinado a viver a mesma miséria de caráter e loucura de seu pai.

Saul tentou assassinar Davi de várias formas porque estava possuído de inveja:

1. Duas vezes, o próprio rei quase o matou;
2. Nomeou-o como chefe de 1000 soldados, esperando que, na dianteira, Davi seria atingido e morto;
3. Ofereceu sua filha mais velha, Merabe, a quem conquistasse mais vitórias, esperando que Davi morresse logo;
4. O amor de Mical por Davi fez Saul concordar com o casamento; mas, o dote seria 100 prepúcios de inimigos fariseus – Davi aceitou o desafio, trouxe o dobro: 200 prepúcios!

Davi tornou-se genro de seu inimigo, Saul. E, quanto mais sucesso ele obtinha, mais crescia a raiva e o ódio do sogro para com o genro.

“A psiquiatria sugere que Saul talvez sofresse de uma grave doença mental, como a esquizofrenia, que assim explicaria seu comportamento errático. De modo nenhum isso reduziria a sua responsabilidade, pois a doença de Saul veio como resultado de sua incredulidade ter sido condenada por Deus” (Merril F. Unger).

Reflita:

• Nossos desvios de condutas podem ter explicações científicas/médicas, mas não justificativa perante Deus.
• Nossas loucuras podem ser doenças, mas procedem de nosso afastamento de Deus.
• Inveja, raiva, ódio, ciúmes resultam em atitudes que revelam que a pessoa está sendo regida pelos poderes do inferno.
• “A inveja é filha do orgulho, e, se é entretida no coração, determinará o ódio, e finalmente a vingança e o assassínio” (Ellen G. White).

Convertamo-nos… e contemos com a proteção divina por causa dos invejosos! – Heber Toth Armí.



1 SAMUEL 18 – VÍDEO COMENTÁRIO PR. RONALDO DE OLIVEIRA
23 de junho de 2019, 0:05
Filed under: Sem categoria



1 SAMUEL 17 – VÍDEO COMENTÁRIO PR. ADOLFO SUÁREZ
22 de junho de 2019, 0:55
Filed under: Sem categoria



I SAMUEL 17 – COMENTÁRIO PR. HEBER TOTH ARMÍ 
22 de junho de 2019, 0:45
Filed under: Sem categoria

Estamos diante de um capítulo apreciado por adultos, e amado pelas crianças/juvenis/jovens. Uma história empolgante!

O duelo de Davi e Golias talvez seja a história mais conhecida do livro de Samuel. Davi era um menino sardento, ruivo e inexperiente, mas grande na fé, seguro de sua confiança em Deus e confiante na vitória contra o gigante experiente guerreiro, forte, que desafiava/provocava seu povo e seu Deus.

• Golias, um gigante de quase 3 metros de altura, cujo capacete de bronze pesava cerca de 60 Kg, só a ponta de sua lança pesava 7,200 Kg e ainda tinha um escudeiro (vs. 1-7);

• A proposta de Golias aterrorizou e desesperou ao povo de Deus sob a regência do rei Saul; 40 dias depois, nesta situação, Davi surgiu no campo de batalha levando comida aos seus irmãos mais velhos, soldados de Israel (vs. 8-13);

• O terror era notório em cada israelita, os filisteus estavam faceiros com Golias e suas provocações. O murmúrio era medonho; então Saul fez uma brilhante proposta a quem lutasse contra o gigante (vs. 24-27);

• Davi foi humilhado por seus irmãos, criticado por sua intromissão e desprezado por suas intenções. Todavia, sem opção, Saul soube de Davi e mandou chamá-lo. Tão rápido quanto a apresentação de Davi foi também a decepção de Saul; contudo, Saul o liberou para o duelo (vs. 28-40);

• No duelo, Golias subestimou Davi, mas os filisteus foram surpreendidos pela rápida derrota de seu herói (vs. 41-58).

Talvez a lição mais impactante deste relato seja: Nunca subestime ninguém que seja dependente de Deus, ainda que seja um menino ingênuo. Além dessa, que outras lições existem para crianças e adultos?

1. Não devemos enfrentar dificuldades da vida sem almejar a preservação da glória de Deus.

2. Não podemos ser arrogantes como Golias, nem ignorantes como Saul, mas dependentes de Deus como Davi – se quisermos vencer.

3. Ao viver totalmente dependente de Deus a vida se torna diferente!

Sem dificuldades não haveria possibilidades de revelar o poder da fé assim como sem lutas não existe vitórias. Diante destas possibilidades, alguns podem recuar e avaliar um problema como insolúvel, porém, para quem depende de Deus é o momento de exercer a fé e revelar o Deus que faz o impossível.

Portanto, reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.



1 SAMUEL 17 – VÍDEO COMENTÁRIO PR. RONALDO DE OLIVEIRA
22 de junho de 2019, 0:05
Filed under: Sem categoria



1 SAMUEL 16 – VÍDEO COMENTÁRIO PR. ADOLFO SUÁREZ
21 de junho de 2019, 0:55
Filed under: Sem categoria



I SAMUEL 16 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ
21 de junho de 2019, 0:45
Filed under: Sem categoria

Obediência parcial é a mesma coisa que desobediência total. Desrespeitar as ordens divinas declaradamente é o mesmo que expulsar o Espírito Santo e convidar o autor do pecado para ocupar Seu lugar.

Parece melhor usar subterfúgios e arguições duvidosas (sofismas), do que responsabilizar-se pelos erros que cometemos; na verdade, agindo assim tornamo-nos mais culpados ainda diante de um Deus moral. Ao projetarmos nossa culpa nos outros revela quão perverso somos.

Depois de tanto insistir com Saul, sem obter resultados, Deus procurou outra pessoa para investir Sua vontade e planos neste mundo perverso, mal e delinquente. O alvo de Deus não era mais Saul, que não queria absolutamente nada com Ele. Agora era a vez de Davi ter oportunidade de ser Seu instrumento como rei da nação judaica.

“Davi é mencionado mais de mil vezes na Bíblia – o triplo de Abraão e mais que Moisés. O que de fato vai causar-lhe surpresa é que o nome de Davi é mais mencionado que o de Jesus. Na verdade a referência a nosso Senhor nos Evangelhos como ‘filho de Davi’ aparece pelo menos doze vezes” (Stephen F. Olford).

E, neste capítulo começa sua história. Acompanhe diariamente e assimile cada uma das lições oferecidas pelo texto sagrado, o livro de Deus a nós. Aliás, já começou em I Samuel 13:14:

Disse o profeta Samuel a Saul: “Já agora não subsistirá o teu reino. O Senhor buscou para si um homem que Lhe agrada e já Lhe ordenou que seja príncipe sobre o Seu povo, porquanto não guardaste o que o Senhor te ordenou”.

1. O mesmo pode acontecer conosco, Deus tem planos de casamento com alguém muito especial, mas nossas atitudes desprezam o que Deus planejou; então conduzirá essa pessoa especial a outra e nos deixará com nossas ambições mesquinhas.

2. O mesmo pode ser dito de um projeto especial, um cargo importante de influência, uma missão evangelística extraordinária, mas com nossa indiferença e apego aos nossos interesses baixos dizemos a Deus para procurar outra pessoa.

Deus conhece o coração; altura, beleza, habilidades, não Lhe chamam a atenção – Ele quer pessoas dispostas à submeter-se a Ele. Ele encontrou tal característica no coração juvenil do músico pastor Davi.

• E, se Ele procurasse hoje?

• Seríamos escolhidos?

Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.




%d blogueiros gostam disto: