Reavivados por Sua Palavra


JOSUÉ 7 – COMENTÁRIOS PR HEBER TOTH ARMÍ
24 de abril de 2019, 0:45
Filed under: Sem categoria

Ao experimentar qualquer tipo de derrota é importante buscar a razão na raiz do problema. A pior desgraça é ignorar que seus interesses pecaminosos são a causa de várias frustrações. O maior problema humano é negligenciar a solução no lugar certo.

As crises nas cidades, estados e países, nas empresas, famílias e igrejas devem-se aos pecados que cometemos. Como tudo seria diferente se fôssemos mais amantes das coisas espirituais do que das coisas carnais!

O pecado é abrangente, quem o comente prejudica a outros. Isso é evidente neste capítulo. Veja o esboço feito por David M. Howard, Jr.

1. O pecado (v. 1);
2. A derrota (vs. 2-5);
3. Lamento de Josué (vs. 6-9);
4. Instruções do Senhor (vs. 10-15);
5. Descoberta e consequência (vs. 16-26).

O pecado é pior que veneno de serpente peçonhenta, contudo, o preferimos mais que sorvete. Ele é destrutivo, mas nós o apreciamos mais que qualquer aperitivo. Se todos nós o considerássemos como ele realmente merece, nós o odiaríamos, desprezaríamos e fugiríamos dele.

Se “mentira tem pernas curtas”, o que dirá de roubo, adultério e assassinato? Se esconder em casa objetos de pessoas mortas causa o fracasso de uma nação inteira, o que dirá dos muitos pecados que cometemos? Isso explica nossa situação pessoal, familiar, social e politica…

Quem peca…

• …revela não importar-se com Deus, nem com os outros e nem consigo mesmo;
• …demonstra desejo diabólico de destruir sua família, sua igreja e sua nação;
• …desobedece a Deus;
• …rebela-se contra a vida!

Nunca subestime o poder do pecado! O que parece esperteza, leva-nos a um beco sem saída.

Ao Acã reconhecer seu pecado, não houve arrependimento. Seu ato foi devido a não ter como esconder mais seu erro. Nem toda confissão gera salvação, apenas confirma que Deus não erra.

Acã revela-nos que:

• Não adianta estar entre o povo de Deus servindo a si mesmo;
• De nada vale confiar em si mesmo para obter recursos;
• Pecado não é um ato que prejudica apenas quem o comete;
• Pecar é rebelar-se contra Deus;
• Destruímos a nós mesmos, nossa família e nossa igreja quando pecamos;
• A causa de nossas derrotas são nossas falhas de caráter;
• Sem dependência de Deus não há como vencer.

REFLITA: Essa história foi inspirada para alertar-nos!

Reavivemo-nos! – Heber Toth Armí.



JOSUÉ 7 – VÍDEO COMENTÁRIO PR RONALDO DE OLIVEIRA
24 de abril de 2019, 0:05
Filed under: Sem categoria



JOSUÉ 6 – VÍDEO COMENTÁRIO PR ADOLFO SUÁREZ
23 de abril de 2019, 0:55
Filed under: Sem categoria



JOSUÉ 6 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ
23 de abril de 2019, 0:45
Filed under: Sem categoria

Quando portas e janelas estiverem fechadas, confie e espere no Deus verdadeiro, Ele arrebentará o muro para abrir passagem para você.

Perto de introduzir na Terra Prometida, começando a ver promessas concretizarem-se e, após santificar-se, consagrar-se e orientar-se com Deus, Israel está à frente da primeira cidade do plano divino, a ser conquistada. No capítulo em estudo, nota-se que DEUS…

1. …Ensina quanto à tomada da cidade (vs. 1-7);
2. …Delineia a “batalha” contra Jericó (vs. 8-21);
3. …Prescreve como agir após a “batalha” (vs. 22-27).

As instruções visando à conquista de Jericó não tinham lógica humana: Rodear a cidade amuralhada durante seis dias sem que nada acontecesse. Uma semana fazendo a mesma coisa. Isso tudo em silêncio, exceto na sétima volta.

Na última volta, as trombetas deveriam soar com força e, todo o povo deveria gritar a todo pulmão. Então, os muros de Jericó desabariam como uma fina parede frágil de cristal – embora fossem duplos, novos, largos e fortes. Qualquer estrategista humano declararia impossível qualquer vitória seguindo tal estratégia.

• Seguir orientações de Deus parece absurdo; pessoas próximas podem alegar que você ficou enlouquecido(a) por segui-las. Entretanto, não te preocupes com falatórios, preocupe-se em depender de Deus. Assim, as portas se abrirão, ou muros ruirão ou, qualquer obstáculo será removido para você avançar!

Raabe era única moradora de Jericó que decidiu salvar-se; certamente encontrou sérias oposições ao abandonar a fé dos ancestrais para aderir à fé dos inimigos de Jericó. Sozinha entre tantos pagãos idólatras, sua casa foi a única a ficar intacta ao caírem os muros – familiares e amigos que estavam em sua casa também foram salvos.

Raabe está na genealogia de Cristo (Mateus 1:5), junto aos heróis da fé (Hebreus 11:31), equiparada a Abraão (Tiago 2:25).

MEDITE:

• Nada impedirá àquele que em tudo depender de Deus.
• Quando anjos tocarem fortemente suas trombetas anunciando o retorno do Messias, surgirão salvos de lugares e cidades que nunca imaginamos. Deus preza, protege e salva àqueles que entregam-Lhe a vida!
• Ainda que você esteja sozinho(a) na fé no verdadeiro Deus, serás lembrado(a) no dia do retorno de Cristo e, recolhido(a) pelos anjos!
• A salvação requer fé, confiança, dependência de Deus e paciência!

“Senhor, faz-me perseverante como Raabe. Dá-me fé e coragem para não retroceder!” – Heber Toth Armí.



JOSUÉ 6 – VÍDEO COMENTÁRIO PR RONALDO DE OLIVEIRA
23 de abril de 2019, 0:05
Filed under: Sem categoria



JOSUÉ 5 – VÍDEO COMENTÁRIO PR ADOLFO SUÁREZ
22 de abril de 2019, 0:56
Filed under: Sem categoria



JOSUÉ 5 – COMENTÁRIO PR HEBER TOTH ARMÍ
22 de abril de 2019, 0:45
Filed under: Sem categoria

Sem santificar-se no início da manhã, vive-se o resto do dia sem ver as maravilhas divinas; sem santidade no início da semana, perde-se as bênçãos no restante dela; sem consagração no início do ano, corre-se o risco de perder todos os maravilhosos planos de Deus para nós no restante do ano (Josué 3).

Relembrar é preciso. Recapitular é fundamental para ativar nosso desejo de consagrar-nos ao Deus que dedica Seu precioso tempo para lidar conosco, visando restaurar-nos de nossas mazelas e libertar-nos de nossos pecados que arruínam nossa vida. Portanto, podemos avançar em harmonia com nossa família em direção à Canaã Celestial com fé e coragem (Josué 4).

Agora, na sequência, Josué capítulo 5, em seus 15 versículos, nota-se os seguintes tópicos:

• A circuncisão ilustrou a consagração total a Deus, até mesmo dos órgãos sexuais; após circuncidar a geração de israelita que não fora circuncidada, Deus disse a Josué que, agora, removera do povo o opróbrio do Egito. Por isso, o lugar onde isso ocorreu tornou-se conhecido por Gilgal (vs. 2-9).

• A páscoa que ilustrava a libertação da escravidão no Egito fora celebrada; e, nesse dia, os israelitas comeram do fruto da Terra Prometida por Deus a eles. Com isso, a indústria do Céu parou de exportar o maná para a Terra (vs. 10-12).

• O exército de Deus na Terra tem um Príncipe do Céu. Embora invisível, este Príncipe sempre está presente. Ele é invencível, apresenta-Se como Príncipe do Exército do Senhor. Há apenas dois exércitos, o de Deus e os adversários, regidos pelo diabo (vs. 13-15).

Mesmo após impactar aos adversários de Seu povo, Deus insiste que se invista em comunhão e submissão ao Príncipe do Exército do Senhor (vs. 13-15), relacionamento com os servos do Senhor nas celebrações eclesiásticas e nas confraternizações da irmandade (vs. 10-12) e, no preparo espiritual para a missão (vs. 2-9), antes de avançar na execução da missão divina (Josué 6).

As nações da Mesopotâmia ouviram o que Deus fez por Seu povo (v. 1); assim como Raabe, todos tiveram oportunidade de arrepender-se e converter-se ao verdadeiro Deus. Contudo, permitiram que o medo endurecesse o coração deles. Assim, estavam maduros no pecado para o juízo (Gênesis 15:13-16).

Existem apenas dois exércitos, dos salvos ou perdidos. Decida-se! – Heber Toth Armí.




%d blogueiros gostam disto: