Reavivados por Sua Palavra


SALMO 18 – #RPSP – COMENTÁRIO ROSANA BARROS by Ivan Barros
18 de novembro de 2016, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Eu te amo, ó SENHOR, força minha” (v. 1).

Desde crianças começamos a aprender que há diferença entre o bem e o mal. Nossas ações, governadas por um coração que é enganoso (Vide Jeremias 17:9), começam a se manifestar e ainda em tenra idade recebemos as primeiras lições do que podemos e do que não podemos fazer. Lembro-me bem de meus filhos ainda aprendendo a andar e percebendo que a liberdade de poder se locomover não os autorizava a mexer no que bem entendessem, nem tampouco a ir onde bem quisessem. Mas parece que quanto mais o ser humano avança no tempo, ao invés de progredir, acaba regredindo e, não mais sob o manto de proteção dos pais ou responsáveis, começa a se comportar como um “bebê”, mexendo onde não deveria e indo a lugares perigosos.

Todos nós já passamos por isso, ou estamos atravessando esta escura fase. Na verdade, cada dia traz “o seu próprio mal” (Mateus 6:34) e precisamos estar sempre atentos , como Cristo disse, vigilantes (Vide Mateus 25:13).

O Salmo de hoje nos mostra Davi louvando a Deus pela vitória e domínio sobre os inimigos, cântico que vimos em nosso estudo do capítulo vinte e dois do livro de II Samuel. Deus libertou Davi das mãos de todos os seus inimigos, inclusive das mãos de Saul. Em sua grande angústia ao fugir daquele a quem amava, ele clamou ao SENHOR (v. 6). Não era a sua intenção a de matar Saul, mas que a justiça viesse dAquele que era o escudo da sua salvação (v. 35). Ele confiou na ira justa de Deus (v. 27) e, como uma criança, escolheu confiar na instrução do Pai.

Os inimigos de Davi citados neste Salmo, que lhe impunham terror (v. 4), que o cingiam de pensamentos terríveis (v. 5), não eram os estrangeiros, pois estes o serviam, obedeciam e lhe eram submissos (v. 43-45). A profunda angústia do rei pastor de Israel foi com relação aqueles que diziam amá-lo, mas que, mexendo onde não deveriam tocar e indo aonde não deveriam ir, afastaram-se do Pai. Saul foi um exímio exemplo disto. Um homem que um dia foi “mudado em outro homem” (Vide I Samuel 10:6) pelo poder do Espírito Santo, começou a mexer onde não deveria ter mexido (Vide I Samuel 15:19-22) e ir aonde não deveria ter ido (Vide I Samuel 28). De homem cheio do Espírito de Deus, passou a ser casa de demônios (Vide I Samuel 18:10) e continuamente decidiu ser inimigo de Davi (Vide I Samuel 18:28).

Meus amados, nenhum de nós está a salvo de cometer tamanho desatino. Precisamos, a cada dia, clamar ao SENHOR que, por intermédio do Seu Espírito, nos torne benignos, íntegros, puros e humildes (v. 25-27). Lembrem que Davi, após o SENHOR lhe dar vitória sobre os seus inimigos, deixou de vigiar as entradas da alma e tornou-se um adúltero e um homicida. A graça de Deus foi tão grande que o alcançou de volta e fez com que ele caísse em si. Porém, quantos exemplos não temos visto de outros que foram tão longe em seus maus desígnios que não tiveram a mesma oportunidade.

Deus não deseja nos cingir para o combate (v. 39) de uns contra os outros, mas contra as forças do mal. A armadura, Ele nos oferece todos os dias (Vide Efésios 6:10), mas a escolha de vesti-la ou não, é minha e é sua. “O caminho de Deus é perfeito” (v. 30) e precisamos confiar em segui-lo. “A Palavra do SENHOR é provada” (v. 30) e segui-la nos conduz ao “para sempre” (v. 50) com Ele.

Você pode até ter cometido a bobagem de se desviar do caminho do Pai, pode até ter sujado as mãos ou se machucado porque mexeu onde Ele tinha lhe imposto limite, contudo, mais do que você possa dizer que O ama (v. 1), Deus te ama infinitamente mais e tem o poder de derramar luz nas tuas trevas (v. 28). Vá ao encontro dEle. Como uma criança (Vide Mateus 18:3), dependa dEle. E, certamente, Ele lhe revestirá de força e aperfeiçoará o seu caminho (v. 32).

Bom dia, crianças do Pai da Eternidade!

Desafio do dia: Sigamos o conselho de Paulo: “Examinai-vos a vós mesmos se realmente estais na fé; provai-vos a vós mesmos” (II Coríntios 13:5), e, como Davi, clamemos a Deus que nos livre de tudo aquilo que estiver pondo em risco a nossa salvação e de nossa casa.

*Leiam #Salmo18

Rosana Garcia Barros


1 Comentário so far
Deixe um comentário

GLORIA A DEUS ESTE DEVOCIONAL FOI UM REFRIGERIO PARA MINHA ALMA QUE DEUS CONTNUE DE USANDO COM MUITA SABEDORIA BENÇAO DOS CEUS

Comentário por ANTONIO CARLOS JOSE SOARES




Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: