Reavivados por Sua Palavra


SALMO 18 – COMENTÁRIO PR. HEBER TOTH ARMÍ by jquimelli
18 de novembro de 2016, 0:45
Filed under: Sem categoria

SALMO 18 – Leia este Salmo e com oração reflita:

· Quem Deus é para você?

· Como você se dirige a Ele?

· Você adora verdadeiramente a Deus?

Entre tantos Salmos de lamentos há belíssimos salmos de louvores. Tehillim é o nome hebraico do livro de Salmos que significa “Cânticos de Louvor”. Muitos dos salmos são de autoria de Davi, como é o caso deste em apreço.

Davi era um exímio compositor musical e também tocava e cantava (I Samuel 16:16-18). Sua aptidão musical o levou a organizar os grupos de músicas levíticos, ou cantores do Templo (I Crônicas 15:1-16:43; 25:1-31; II Crônicas 29:25-30).

Davi louvava continuamente a Deus nos dias tristes e felizes. Após compor salmos em forma de oração por proteção, ele experimentou a vitória miraculosa por parte de Deus. Provavelmente no fim da vida, Davi escreveu este Salmo pessoal e o transformou em salmo público para louvor e adoração ao Salvador.

· Quando oramos, Deus age; e, quando Deus age, nós nos regozijamos (vs. 1-19);

· Quando enfrentamos dificuldades, opressões, perseguições, ameaças e injustiças, podemos encontrar consolo no relacionamento transformador e moral resultante da intimidade com o santo Deus onipotente (vs. 20-28);

· Quando confiamos e dependemos totalmente de Deus certamente discerniremos que Ele merece toda a glória por Quem Ele é e pelo que Ele faz (vs. 29-50).

Este Salmo é cópia adaptada de II Samuel 22. “As poucas modificações feitas aqui parecem ter como alvo o uso público do salmo. Este Salmo é quase louvor puro. As longas e difíceis lutas terminaram. A fuga da vingança de Saul é coisa do passado. O salmista glorifica o Deus de sua salvação […]. O Salmo respira a atmosfera de um louvor improvisado. Não existe uma estrutura rígida. Um pensamento leva ao próximo, alternando entre palavras dirigidas diretamente a Deus e exclamações alegres acerca do Seu poder e misericórdia” (W. T. Purkiser).

Algumas preciosas lições após meditar neste Salmo:

· Precisamos revelar fé em Deus através da adoração por ser nossa proteção, guia e força.

· Muitas vezes, palavras são insuficientes para expressar sentimentos, por isso linguagens poéticas tornam-se recurso para louvar ao amoroso Salvador.

· Nossa disposição em ser fiel a Deus e obedecer-Lhe as orientações devem ser relevantes para quem ora, louva e adora.

Quem ora, adora com fervor! – Heber Toth Armí.


Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: