Reavivados por Sua Palavra


Jeremias 13 by Jeferson Quimelli
14 de maio de 2014, 0:00
Filed under: guia divina, integridade, pecado | Tags: ,

Comentário devocional:

Quando eu tinha cerca de 9 anos de idade, decidi um dia confrontar o pecado. Eu estava cansado de ser apanhado fazendo alguma coisa errada. Eu não gostava de ser disciplinado e me sentia mal por ter que pedir perdão. Então resolvi não pecar por 24 horas.

O dia começou muito bem. Pela primeira vez eu não demonstrei irritação quando meu pai me acordou para o desjejum. Eu comi sem reclamar o meu mingau de aveia. Mas a irmã mais nova não me ajudou no processo quando começou a me provocar à mesa. Mas eu rapidamente a coloquei no seu lugar,  dizendo: “Não importa o que você faça, sua intenção não vai funcionar. Eu não vou pecar hoje.”

Dois minutos depois, minha irmã, com lágrimas escorrendo pelo rosto, correu até mamãe: “Mamãe, mamãe! Andy me bateu!” Aconteceu que, logo que eu revelei o meu plano de não pecar para minha irmã, um brilho apareceu nos seus olhos e ela passou a me provocar mais intensamente. Eu permaneci forte e controlado até o momento em que ela caminhou ao redor da mesa e gentilmente me cutucou com seu dedo irritante. O contato físico disparou uma reação que me fez bater nela com meu pequeno punho.

Uma surra inevitavelmente se seguiu. Mas a dor física doeu menos do que a decepção comigo mesmo quando eu e minha mãe nos ajoelhamos para pedir a Deus que me perdoasse. Eu não tinha conseguido ficar sem pecar nem mesmo até o desjejum terminar. Por quê?

Jeremias nos dá a resposta: “Será que o etíope pode mudar a sua pele? Ou o leopardo as suas pintas? Assim também vocês são incapazes de fazer o bem, vocês, que estão acostumados a praticar o mal” (Jer 13:23, NVI).

Nascidos com uma inclinação natural para o pecado, para nós é tão impossível fazer o bem quanto o é para um etíope mudar a cor de sua pele ou o leopardo perder as suas manchas. Mas o mesmo Deus que criou o etíope e o leopardo também me fez e Ele pode mudar o meu coração pecaminoso. “Existe alguma coisa impossível para o Senhor?”, O Senhor perguntou a Abraão em Gênesis 18:14 (NVI). Claro que não! “Nada é impossível para Deus” (Lucas 1:37 NVI).

Oração: “Querido Deus, eu reconheço que possuo uma inclinação natural que me leva a pecar. É por isso que eu preciso tanto, hoje, de Ti. Mude o meu coração para que ele seja como o Teu e alinha a minha vontade à Tua. Eu quero pensar e fazer somente o bem. Amém”.

Andrew McChesney
Jornalista na Rússia.



Texto original: http://revivedbyhisword.org/en/bible/jer/13/

Traduzido por JAQ/JDS

Texto bíblico: Jeremias 13



Jeremias 3 by Jeferson Quimelli
4 de maio de 2014, 0:00
Filed under: oração, salvação | Tags:

Comentário devocional:

Como alguém consegue parar de pecar? Essa é uma pergunta que as pessoas tem feito há séculos. Passou a ser também a minha dúvida, levando-me quase ao desespero, logo depois que eu comecei a buscar sinceramente a vontade de Deus para a minha vida. Nesta busca comecei a escrever um diário de oração.

A história de George Mueller, um evangelista do século 19 que escrevia regularmente um diário de oração, atraiu minha atenção. Ele escrevia em um caderno a data em que fazia um pedido em oração e então anotava a data em que a sua oração era respondida. Este sistema simples permitiu-lhe documentar centenas de respostas à oração.

No começo eu me senti desconfortável em escrever à mão as minhas súplicas. Minha primeira oração foi muito  simples: “Querido Deus, obrigado por este dia. Obrigado pela vida. Por favor, perdoe meus pecados. Por favor, salve meus pais, minha irmã e meus outros parentes. Ajuda-me a honrar-Te hoje. Amém”.

No dia seguinte, e nos próximos, eu me assentei para escrever a minha oração e escrevi exatamente as mesmas palavras. No quarto dia, eu comecei a pensar que aquela situação estava ficando ridícula. Eu estava pedindo pelas mesmas coisas todos os dias! Eu estava ficando entediado e me perguntava se Deus não estava sentindo o mesmo por conta de minhas repetições. 

Então eu transformei o diário de oração em um diário onde eu compartilhava meus pensamentos mais profundos e também os meus pecados com Deus. Foi então que a angústia tomou conta de mim.

Uma década de vida egoísta tinha me deixado com uma mente espiritual mal disciplinada que oferecia fácil acesso à tentação. Ao longo das semanas, notei um padrão no meu diário de oração: Se eu tivesse cometido um pecado particular, ainda que pequeno, eu me arrependia de tê-lo cometido e pedia a ajuda de Deus para não cometê-lo novamente; mas eu acabava escrevendo que eu tinha cometido o mesmo pecado novamente! Minhas preces foram se tornando novamente repetitivas, e o mais triste para mim é que eu estava repetindo os mesmos pecados.

Finalmente, interrompi o meu diário de oração. Eu não podia suportar a dor de escrever sobre minha infidelidade vez após vez. Mas eu estava errado – nenhum de nós deve nunca desistir de lutar contra o pecado. Deus nos assegura que não precisamos ficar repetindo os mesmos pecados egoístas. Ele diz: “Voltem, filhos rebeldes! Eu os curarei da sua rebeldia” (v. 22 NVI). Esse não é somente um convite, é uma promessa!

“Querido Deus, por vezes, parece que eu não consigo sair da terrível situação de cometer o mesmo pecado vez após vez. Mas hoje eu me volto para Ti e me agarro à Tua promessa de me curar da minha apostasia. Voltarei a estudar a Bíblia e orar diariamente. Não vou desistir. Cura-me. Amém.”

Andrew McChesney
Jornalista na Rússia

 

Texto original: http://revivedbyhisword.org/en/bible/jer/3/

Traduzido por JAQ/JDS

Texto bíblico: Jeremias 3 




%d blogueiros gostam disto: