Reavivados por Sua Palavra


SALMO 140 #RPSP COMENTÁRIO ROSANA BARROS
20 de março de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Livra-me, SENHOR, do homem perverso, guarda-me do homem violento” (v. 1)

A Bíblia diz que a nossa língua é “mal incontido, carregado de veneno mortífero” (Tiago 3:8) e que somos incapazes de domá-la. Jesus foi bem claro ao afirmar que as nossas palavras definem a quem servimos aqui e para onde iremos no porvir: “porque, pelas tuas palavras, serás justificado, e pelas tuas palavras, serás condenado” (Mateus 12:37). Não foi sem razão que Ele aplicou a mesma ilustração de Davi aos fariseus, comparando-os à cobras: “Raça de víboras, como podeis falar coisas boas, sendo maus? Porque a boca fala do que está cheio o coração” (Mateus 12:34).

Meus amados, este Salmo não é somente uma promessa de que o SENHOR defende os justos e os retos (v. 13), mas também um apelo do SENHOR para todo aquele “cujo coração maquina iniquidades e vive forjando contendas” (v. 2). Ainda há tempo de arrepender-se, ou “a tua malícia te castigará” (Jeremias 2:19). Ainda há tempo de aceitar o convite do SENHOR: “Deixe o perverso o seu caminho, o iníquo, os seus pensamentos; converta-se ao SENHOR, que se compadecerá dele, e volte-se para o nosso Deus, porque é rico em perdoar” (Isaías 55:7).

E, para os Seus servos, que estiverem sendo alvos de dissensões e de fofocas, o SENHOR prometeu: “quem conspira contra ti cairá diante de ti” (Isaías 54:15). Para o povo que teme a Deus, a parte que lhe cabe é revestir-se de toda a armadura de Deus, tomando posse do capacete da salvação (v. 7; Efésios 6:17) e “se possível, quanto depender de vós, tende paz com todos os homens… fazendo isto, amontoarás brasas vivas sobre a sua cabeça” (Romanos 12:18 e 20).

Irmãos queridos, a Bíblia chama de perversidade, de violência e de veneno o mau uso da língua. Jamais haverá a bênção do SENHOR sobre aqueles que, com o coração endurecido, são governados pela perfídia. Se onde hoje há rodas de fofocas, houvesse grupos de oração, estaríamos cumprindo com inabalável poder o último sinal da volta de Cristo (Mateus 24:14): “Trarão todos os vossos irmãos, dentre todas as nações, por oferta ao SENHOR” (Isaías 66:20).

O Dia do SENHOR se aproxima e com ele o destino final de toda a humanidade. Para onde estás caminhando? Eis as duas únicas opções:

  1. “Todos os soberbos e todos os que cometem perversidade serão como o restolho; o Dia que vem os abrasará” (Malaquias 4:1);
  2. “Mas para vós outros que temeis o Meu nome nascerá o sol da justiça, trazendo salvação nas Suas asas” (Malaquias 4:2).

Bom dia, justos e retos do SENHOR!

Desafio do dia: Está sendo perseguido? Ore! Está sendo difamado? Ore! Você é o algoz? Prostre-se diante da presença do Todo-Poderoso e arrependa-se enquanto há tempo!

Rosana Garcia Barros.   #PrimeiroDeus #Salmo140



SALMO 139  #RPSP  COMENTÁRIO ROSANA BARROS
19 de março de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Vê se há em mim algum caminho mau e guia-me pelo caminho eterno” (v. 24).


É impressionante a descrição feita por Davi com relação à formação de um ser humano no ventre materno. Desprovido de toda a tecnologia que hoje possuímos, Davi relata o processo da gestação com riquezas de detalhes e com profunda admiração: “… visto que por modo assombrosamente maravilhoso me formaste” (v. 14).

Neste Salmo, a onisciência, a onipresença e a onipotência de Deus são apresentadas não apenas como atributos divinos, mas como bênçãos para cada um de Seus filhos. O fato de Deus conhecer o nosso íntimo não nos torna objetos de investigação, mas alvos de Sua proteção (v. 5). Ao aceitarmos a benesse de Sua onisciência, recebemos a ação de Sua onipotência. Ele me conhece e Ele te conhece simplesmente porque Ele me fez e Ele te fez. Você não é obra do acaso e nem surgiu despropositadamente. Você é uma obra admirável que homem algum tem o direito de intitular de resultado casual.

Deus esquadrinha cada um de nossos passos e pensamentos com apenas uma finalidade: SALVAÇÃO. Dos versos 19 ao 22, parece que Davi perde o foco de tudo o que havia falado antes. Ele passa de uma linguagem de amor para uma linguagem de ira, manifestando a sua indignação e a sua inquietação quanto aos perversos. A expressão “Aborreço-os com ódio consumado” desnuda o coração do salmista, que, de imediato, o entrega ao controle do Único capaz de sondá-lo, prová-lo e guiá-lo pelo caminho eterno.

Somos todos reféns de um coração enganoso e desesperadamente corrupto (Jeremias 17:9) e somente Aquele que nos criou tem o poder de torná-lo como um feto em formação: moldando-lhe até que atinja a forma perfeita. Esta obra tem sido realizada no coração de todo aquele que tem buscado ao SENHOR enquanto O pode achar (Isaías 55:6). Está perto o dia em que o livro de nossa vida (v. 16) será aberto, “porque Deus há de trazer a juízo todas as obras, até as que estão escondidas, quer sejam boas, quer sejam más” (Eclesiastes 12:14). E não haverá desculpas quando estivermos diante do Juiz Justo. Por isso que o Seu convite é para que ao ouvirmos a Sua voz HOJE, não endureçamos o nosso coração (Hebreus 3:15).

Não dá para cogitarmos os pensamentos de Deus, pois, como bem disse o salmista, seria como querer contar os grãos de areia (v. 18). Mas Deus mesmo nos revelou os pensamentos que Ele tem a nosso respeito: “Eu é que sei que pensamentos tenho a vosso respeito, diz o SENHOR; pensamentos de paz e não de mal, para vos dar o fim que desejais” (Jeremias 29:11). E isto, por si só, é motivo suficiente para declararmos: “Que preciosos para mim, ó Deus, são os Teus pensamentos!” (v. 17).

Bom dia, obras das mãos do SENHOR!

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus / #Salmo139



SALMO 138 #RPSP COMENTÁRIO ROSANA BARROS
18 de março de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Se ando em meio à tribulação, Tu me refazes a vida; estendes a mão contra a ira dos meus inimigos; a Tua destra me salva” (v. 7).


Se tem um personagem do antigo testamento que foi perseguido, esse alguém foi Davi. De todos os lados surgiam inimigos e seus maiores e mais temidos adversários foram gente do povo e até da sua própria família. Contudo, foram exatamente nestes momentos que Davi sentiu ainda mais perto o braço do SENHOR. Em que percebeu de uma forma ainda mais clara, o cuidado e o alento de Deus.

Não é fácil passar por tribulações. Nós temos a tendência de sempre olhar para o lado pior da situação. Mas o SENHOR nos convida a nEle confiar ainda que tudo pareça escuro.

O apóstolo Paulo sofreu devido a uma provável enfermidade, a qual chamou “espinho na carne”. Apesar das cogitações, não sabemos ao certo qual foi o seu problema, mas uma coisa é certa, a Sua experiência nos deixou a resposta que o SENHOR dá a todo aquele que é provado: “A Minha graça te basta, porque o poder se aperfeiçoa na fraqueza” (II Coríntios 12:9).

Somente quando reconhecemos que só o SENHOR é capaz de reerguer a nossa vida e de nos fazer justiça, encontramos o caminho da salvação (v. 7). A nossa avidez em resolver as coisas por nossos próprios esforços ou em que Deus nos livre de imediato de alguma tribulação, desvia o nosso olhar do Único que conhece o fim desde o princípio. Ele sabe o que é melhor para nós. Paulo pediu por três vezes que Deus o livrasse de seu sofrimento, mas Deus jamais daria o que fosse um prejuízo espiritual para o Seu servo. O apóstolo entendeu a resposta divina e declarou: “Porque, quando sou fraco, então é que sou forte” (II Coríntios 12:10).

Acredite que “o SENHOR levará a bom termo” (v. 8) o que diz respeito à tua salvação. O Deus que olha para os humildes e não deixa escapar os soberbos, é SENHOR excelso (v. 6), que acode Seus filhos no dia em que clamam (v. 3). Se a resposta não chegou como você esperava, tenha a certeza de que ela veio exatamente como deveria acontecer. A fidelidade de Deus não depende de suas expectativas, a fidelidade de Deus as supera. Portanto, como Davi, escolha render graças ao SENHOR de todo o teu coração e Ele te fortalecerá até o Dia em que contemplarás a Sua glória (v. 5).

Feliz sábado!

Rosana Garcia Barros 

#primeiroDeus #RPSP



SALMO 137 #RPSP COMENTÁRIO ROSANA BARROS 
17 de março de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Como, porém, haveríamos de entoar o canto do SENHOR em terra estranha?” (v. 4)


Em meio às agruras do cativeiro, o povo sentia saudades da pátria querida e não via motivos para entoar os louvores que lá cantava. Então, “às margens do rio da Babilônia” (v. 1), os judeus choravam lembrando de seu lar e se perguntavam: “Como… entoar o canto do SENHOR em terra estranha?” 

Estamos todos em terra estranha. E, conforme a profecia, somos oprimidos por Babilônia, da qual somos chamados a fugir: “Retirai-vos dela, povo Meu, para não serdes cúmplices em seus pecados e para não participardes dos seus flagelos” (Apocalipse 18:4). Babilônia representa tudo aquilo que é contrário à Palavra de Deus, tudo o que nos desvia de chegarmos à Nova Jerusalém.

Você sente saudades do Céu? Quando compreendemos o grande amor do SENHOR por nós e somos libertos pelo poder de Sua Palavra, entendemos que somos peregrinos neste mundo. Ainda não chegamos ao Lar. Eu não sei se você sente a mesma coisa, mas todos os dias eu sinto saudades de um lugar onde eu nunca fui antes. Saudades de um Deus que eu nunca vi. E entendo as palavras de Jó, quando disse: “de saudade me desfalece o coração dentro de mim” (Jó 19:27).

Mas, apesar de ainda não estarmos em casa, o SENHOR nos convida a louvar o Seu nome mesmo em meio aos momentos escuros de nossa vida. É justamente nesses momentos que o louvor aquece os nossos corações na certeza de que, aconteça o que acontecer, servimos ao Deus do impossível que em breve nos libertará do cativeiro da morte, para sempre. Babilônia será destruída (v. 8) e com ela todo o mal que nos oprimia. Nunca mais haverá morte, dor, lágrimas ou luto (Apocalipse 21:4). Com os corações completamente preenchidos pela alegria eterna, contemplaremos a face de Cristo a nos dizer: “Bem-vindos ao Lar!”

Persevere em examinar as Escrituras! Persevere na oração! Não perca o vínculo sagrado com Aquele que já venceu por você! A nossa redenção se aproxima! Nunca estivemos tão perto de chegar em casa! É só um pouquinho mais e entoaremos todos juntos, o hino do Cordeiro!

Bom dia, futuros cidadãos da Pátria Celeste!

Desafio do dia: Em oração, medite na letra deste louvor: https://youtu.be/XsBKiiLEJO4

Estamos quase no Lar, amados!


Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus     #Salmo137



SALMO 136 #RPSP COMENTÁRIO ROSANA BARROS
16 de março de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Oh! Tributai louvores ao Deus dos céus, porque a Sua misericórdia dura para sempre” (v. 26).

Conforme o dicionário, misericórdia significa “Sentimento de pesar ou de caridade despertado pela infelicidade de outrem; piedade, compaixão”. Dentro deste contexto, podemos extrair uma lição tremenda sobre este atributo divino. Diante da nossa condição como pecadores, como criaturas que insistem em rebelar-se contra o Criador, que não possuem em si mesmos merecimento algum do amor de Deus, a misericórdia do SENHOR é uma dádiva incomensurável.

O SENHOR se compadece de nós justamente porque somos infelizes, somos miseráveis. Ao descrever a última igreja em Apocalipse, Cristo descreve a sua condição, chamando-a, primeiramente de “infeliz” (Apocalipse 3:17). Interessante que a descrição de Laodiceia até transmite a conotação de uma igreja que está feliz com o que é e com o que possui: “Estou rico e abastado e não preciso de coisa alguma” (idem). Mas a primeira coisa que Jesus diz a respeito dela é: Você é infeliz!

Quando continuamos lendo o texto sobre a iludida igreja, percebemos que Jesus não estava condenando-a por causa de sua infelicidade, mas admoestando-a. Tanto, que nos versos seguintes Ele aconselha a igreja, deixa bem claro que está repreendendo-a e diz as palavras mais ricas em misericórdia: “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a Minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele, Comigo” (Apocalipse 3:20).

As misericórdias de Deus se renovam a cada manhã (Lamentações 3:23). A cada despertar, recebemos do SENHOR o único remédio para a nossa infelicidade: as Suas misericórdias. Como membros da última igreja profética, somos chamados para a vitória. As “grandes maravilhas” (v. 4) de Deus só serão realizadas nestes últimos dias na vida daqueles que reconhecem as misericórdias divinas e aceitam a Sua repreensão. Ele deseja nos tirar da condição de mornos “vomitáveis” (Apocalipse 3:16) para a condição de príncipes vitoriosos: “Ao vencedor, dar-lhe-ei sentar-se Comigo no Meu trono, assim como também Eu venci e Me sentei com Meu Pai no Seu trono” (Apocalipse 3:21). Aceite as misericórdias do SENHOR a cada dia em sua vida, e de infeliz, muito em breve, serás elevado a vitorioso!

Bom dia, vitoriosos em Cristo!

Desafio do dia: Se ainda não o fez, institua em seu lar o culto matinal. Não deixe de receber em família a renovação das misericórdias do SENHOR a cada manhã.

Rosana Garcia Barros
#PrimeiroDeus #Salmo136



SALMO 135 #RPSP COMENTÁRIO ROSANA BARROS
15 de março de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Pois o SENHOR julga ao Seu povo, e Se compadece dos Seus servos” (v. 14).

Já parou para pensar qual tem sido o sentido do seu louvor a Deus? O convite do salmista traz uma série de razões para louvarmos o nome do SENHOR: Porque Ele é bom e porque é agradável (v. 3); Pois Ele nos escolheu para a salvação (v. 4); Ele controla a natureza (v. 7); Ele nos liberta do julgo dos inimigos (v. 8-11); Ele nos sustenta (v. 12); Ele é eterno (v. 13); Ele é justo (v. 14); E não há outro Deus além do SENHOR (v. 15-18). Por tudo isso e muito mais somos convidados a bendizer o nome do SENHOR (v. 20).

Mas eu creio que há uma razão peculiar que move o coração de cada adorador: a experiência pessoal. Cada pessoa que é alcançada pelo amor de Deus tem um testemunho ímpar, particular, que não se pode igualar com a história de mais ninguém. Deus tem uma maneira especial para achegar-se a cada coração e jamais a forma como Ele me alcançou vai ser igual à sua. Pode até parecer, mas não é igual. O principal motivo que deve nos levar a louvar a Deus, não deve ser pelo fato de que o SENHOR é bom, de forma genérica, mas como a Sua bondade tem sido real em nossa vida.

Os fariseus enchiam o templo com seus louvores e orações públicas, mas Cristo os repreendeu severamente, dizendo: “Este povo honra-Me com os lábios, mas o seu coração está longe de Mim. E EM VÃO ME ADORAM” (Mateus 15:8). O que lhes saía dos lábios não estava em acordo com o que lhes saía do coração. Com a boca cantavam louvores a Deus. Com o coração, blasfemavam contra Ele. Cantavam da bondade de Deus, mas não viviam esta bondade. Cantavam do amor divinal, mas não viviam este amor. O louvor é muito além de um conjunto de notas musicais com belas letras. O louvor é adoração. É o reconhecimento de que o que eu estou cantando é real em minha vida. Eu louvo porque eu creio. E se eu creio, eu procuro viver o que louvo. Simples assim.

Temos lindos exemplos de pessoas que louvaram o nome do SENHOR pela real atuação dEle em Suas vidas. Você pode ler o cântico de Moisés (Êxodo 15), o cântico de Ana (I Samuel 2), o cântico de Zacarias (Lucas 1:67-80), o cântico de Maria (Lucas 1:46-55), dentre outros, que não somente cantaram, mas que foram verdadeiras manifestações de louvor ao SENHOR de suas vidas. Cada dia nós temos motivos reais para louvar ao nome dAquele que, além de nos conceder a vida, deseja conduzi-la por um caminho reto e para um lar eterno. Portanto, “vós que temeis ao SENHOR, bendizei ao SENHOR” (v. 20).

Bom dia, coral de adoradores do Deus Único!

Desafio do dia: Tenha sempre um cântico no coração. Compartilhe conosco o seu hino favorito. O meu, é o hino “Nos passos de Jesus” (HA, n° 481). https://www.youtube.com/watch?v=tHeu9DS2_uA

Rosana Garcia Barros                 
#PrimeiroDeus #Salmo135



SALMO 134 #RPSP COMENTÁRIO ROSANA BARROS 
14 de março de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Bendizei ao SENHOR, vós todos, servos do SENHOR, que assistis na Casa do SENHOR, nas horas da noite” (v. 1).


Em minha época de colégio lembro-me de uma colega que me questionou acerca do sábado e disse que achava muito chata a ideia de estar todos os sábados na igreja. Para ela era como estar pagando uma penitência. É claro que para aquele que compreende o verdadeiro significado do sábado, estar na Casa de Deus neste dia é uma bênção e não uma obrigação. Pelo menos, deveria ser assim. Mas o que dizer dos demais dias de culto?

Este Salmo é uma convocação ao culto vespertino. Da mesma forma que no sábado, estes cultos são momentos de adoração ao “Criador do céu e da terra” (v. 3). “Todos” os “servos do SENHOR” são CONVOCADOS a comparecer diante da Sua presença.

E o que significa CONVOCAÇÃO? Sabemos bem o que é uma convocação para fazer parte de uma seleção nacional de futebol, por exemplo. Os jogadores são selecionados e devidamente convocados para fazer parte da elite do futebol de sua nação. E isto lhes é uma honra, eles irão servir à pátria com seu talento esportivo. A palavra convocação, conforme o dicionário, significa “chamado”. É o SENHOR do Universo chamando os Seus servos para bendizê-Lo, para um culto de gratidão por todas as bênçãos já concedidas e pela bênção que Ele deseja realizar (v. 3).

Porque os cultos de quarta e de domingo não são tão frequentados como os cultos de sábado? Porque ainda não entendemos que quem nos chama não é o pastor da igreja e nem os seus líderes. Quem nos CONVOCA é o Deus Criador do céu e da terra.

É claro que existem pessoas que não têm condições de estar presentes em todos os cultos noturnos, mas aí entra a importância do culto familiar vespertino. Não deixe de reunir a sua família para bendizer ao SENHOR “nas horas da noite”. Faça de seu lar uma Casa de oração. Que os pais ensinem aos filhos o significado de adoração e de gratidão dentro do lar e esta lição se estenderá para os cultos na igreja.

Que o chamado para os cultos na Casa do SENHOR seja para nós um privilégio de servir Aquele que tudo entregou por nós. Se cada adorador estiver ali com este propósito no coração, presenciaremos a cada culto uma poderosa manifestação da bênção do nosso Criador.

Bom dia, servos do SENHOR!

Desafio do dia: Se você não tem condições de frequentar a todos os cultos da noite em sua igreja, institua o culto vespertino em sua casa. Grandes bênçãos o SENHOR derramará sobre o seu lar! 

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus  #RPSP 




%d blogueiros gostam disto: