Reavivados por Sua Palavra


Jó 37 by Jobson Santos
2 de agosto de 2013, 8:26
Filed under: Deus | Tags: , ,

Comentário devocional:

Eliú, finalmente, chega ao fim de sua longa conversa. Ele compreende a Deus com uma visão praticamente panteísta.

Eliú é abalado pelas tempestades e a presença de Deus nelas. Ele diz: “Ouça o trovão de Sua voz majestosa, a qual sai da sua boca”. Sua luz ou seus raios vão até os confins da terra. Ele faz coisas grandes e maravilhosas que nós não conhecemos, mas a Sua voz será ouvida (vv. 1-5). Eliú diz que toda vez que chove, é porque Deus ordena. Se houver neve, é porque Deus enviou (versos 1-6). Algumas pessoas (chamadas deístas) acreditam que Deus pôs para funcionar o relógio das leis naturais e, em seguida, deixou a terra entregue a essas leis. O panteísmo diz que cada trovão é a voz de Deus.

Para Eliú, o potencial de saber que existe um Criador está na mão de cada ser humano. Negar a Sua existência é tolice. Eliú está certo nesse ponto.

A seguir, Eliu elabora um novo tema. Ele quer que Jó considere as maravilhas de Deus (versículo 14). Ele pergunta: Você conhece as ações de Deus? Você sabe como a luz da tempestade aparece? Sabe das maravilhas daquele que é perfeito em conhecimento? Você sabe como a terra é mantida quente e porque roupas são necessárias no inverno? Foi você que espalhou os céus? Onde você estava, Jó, quando Deus fez tudo isso? (Versos 15-18).

Então Eliú faz algumas observações muito cínicas: “Fora de nosso alcance está o Todo-poderoso, exaltado em poder; mas, em sua justiça e retidão, não oprime ninguém” (v. 23, NVI). Por traz das palavras de Eliú, não se pode deixar de ouvir a voz de Sataná. Os argumentos da rebelião no Céu são repetidos aqui na terra através da seguinte observação cínica acerca de Deus “por isso os homens o temem” (versículo 24). A última observação cínica de Eliú, similar ao pensamento de Lúcifer no céu o qual, depois, tornou-se Satanás aqui na Terra, “Ele não dá atenção a nenhum sábio de coração”, certamente não é bíblica.

Satanás usou a esses amigos de Jó, mas agora a máscara de Satanás cai e o próprio Deus irá entrar na conversa.

 

Querido Deus,

De repente sentimos que por vezes os amigos não são nada mais do que instrumentos de Satanás. As experiências amargas pelas quais passamos fazem com que a máscara de Satanás caia e passemos a vê-lo como ele realmente é. Nós amamos nossos amigos, mas não queremos nenhuma parceria com Satanás. É a você que procuramos. Amém.

 

Koot van Wyk

Universidade Nacional Kyungpook

Sangju, Coreia do Sul

Traduzido e adaptado por JDS

 

Texto original em: http://revivedbyhisword.org/en/bible/Job/37/

Texto bíblico: Jó 37



Jó 26 by Jobson Santos
22 de julho de 2013, 0:35
Filed under: Deus | Tags: ,

Comentário devocional:

 

Jó responde a seus amigos com desânimo. Eles falharam em demonstrar misericórdia e compaixão para com alguém que estava sofrendo (vv. 2-4).

 

O versículo seguinte parece ser um escárnio da abordagem teológica egípcia expressa por seus interlocutores. Jó lhes pergunta: “Por que vocês continuam pensando sobre os deuses e as voz sagrada que leva os homens para longe sob as águas? Quando os homens ouvem isso, eles tremem “(v. 5, ** tradução do original pelo autor). Jó quer saber os detalhes da origem desta teologia egípcia do que acontece aos mortos após a morte. Não há monstros à espreita no Nilo celeste tentando roubar as almas dos falecidos da voz sagrada do [Deus Sól] Ra enquanto, à meia-noite, ele viaja e atravessa os doze portões que dão acesso à sala de julgamento de Osíris, o juiz dos mortos.

 

“O submundo [sheol] está aberto diante de Deus e o local da destruição não lhe é encoberto” (v. 6, **). Não é verdade que Satanás vive confortavelmente e protegido do poder de Deus. A palavra Satanás vem do hebraico Abaddon e do grego Apollyon, que significa destruição e destruidor. Apocalipse 9:11 indica que Satanás é “rei” sobre todo o mal.

 

Jó lembra a seus amigos que “Deus estendeu os céus” e as estrelas na Criação e “suspendeu a terra sobre o nada” (Jó 26:7 e Gênesis 1:1-2). Essa frase mostra que Jó não acreditava que a Terra era sustentada sobre pilares, como alguns criam.

 

Jó continua e diz que Deus encontrou uma maneira de segurar a chuva em uma nuvem e mante-la alí por um tempo antes da água voltar para a terra em forma de chuva (v. 8). Deus cobre a Sua glória em Seu trono (v. 9, **). “Traça o horizonte sobre a superfície das águas para servir de limite entre a luz e as trevas” (v. 10, NVI). “As estruturas dos céus se espantam diante da sua repreensão” (v. 11, **). “Pelo seu poder Ele acalma as águas e perfura o monstro no mar. Pelo Seu poder Ele enfeita o céu (vv. 12-13, **).

 

No céu, os anjos ficaram admirados com os atos criativos de Deus e suas palavras faladas na criação. No final dos tempos, Deus vai manifestar o mesmo poder que Ele demonstrou na criação. “E isso tudo é apenas a borda de suas obras! Um suave sussurro é o que ouvimos dele. Mas quem poderá compreender o trovão do seu poder?” (v. 14, NVI). Moisés e Jó tinham uma visão bíblica dos eventos finais, com a erradicação definitiva de todos os males e o raiar de uma nova terra.

 

Querido Deus,

Cremos na erradicação final de Satanás e seus anjos. Sabemos que os grandes eventos finais da história deste mundo estão perto de ocorrer. Ajude-nos a permanecer firmes ao Teu lado. Amem.

 

Koot van Wyk

Universidade Nacional Kyungpook

Sangju, Coreia do Sul

 

Traduzido e adaptado por JDS

 

Texto original em: http://revivedbyhisword.org/en/bible/job/26/

Texto bíblico: Jó 26




%d blogueiros gostam disto: