Reavivados por Sua Palavra


GÊNESIS 33 – Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
14 de novembro de 2018, 0:30
Filed under: Sem categoria


“Então, Esaú correu-lhe ao encontro e o abraçou; arrojou-se-lhe ao pescoço e o beijou; e choraram” (v.4).


Após uma intensa noite de luta e vitória, Jacó foi encontrar-se com Esaú. Quando seus olhos o avistaram, cuidou de perfilar suas mulheres e filhos. De um lado um exército, do outro, uma família. Mas o que parecia o quadro de um massacre, revelou-se um dos mais comoventes encontros da Bíblia. Enquanto Jacó aproximava-se de seu irmão prostrando-se “à terra sete vezes” (v.3), Esaú correu ao seu encontro. Imagino Jacó vendo Esaú correndo e seu coração disparado esperando o pior. Foi quando, para sua surpresa, recebeu o mais forte e afetuoso abraço de sua vida.

No rosto de Esaú, Jacó pôde contemplar a misericórdia divina. Seu semblante revelou o milagre do perdão. Não obstante, Jacó sabia que precisava agir com cautela. Após tantos anos longe de sua terra e da companhia de seu irmão, todo cuidado era pouco visto aos costumes pagãos que dominavam aquela região. Ele não se adiantou em fazer a vontade de Esaú, mas, pensando em sua família, decidiu andar “no passo dos meninos” (v.14). Também não aceitou receber no meio dos seus “da gente” que estava com Esaú. “Para quê?” (v.15). Não permitiria que estranhos invadissem o seio sagrado de seu lar. E, ao finalmente fixar residência, “levantou ali um altar e lhe chamou Deus, o Deus de Israel” (v.20).

Satanás conhece o poder da influência de uma família consagrada a Deus. A instituição estabelecida no Éden, antes do pecado, sempre foi o principal alvo de seus ataques. Quantos, julgando serem mais importantes outros trabalhos, têm negligenciado a obra sagrada do lar, andando “no passo” acelerado do mundo. E mesmo as atividades religiosas não podem jamais assumir em nossa vida lugar de maior destaque do que os cuidados para com aqueles que Deus nos agraciou (v.5). O apóstolo Paulo sabiamente nos advertiu: “Ora, se alguém não tem cuidado dos seus e especialmente dos da própria casa, tem negado a fé e é pior do que o descrente” (1Tm.5:8).

O que nos falta não são mais ocupações, mais projetos, mais programas, mais redes sociais. O que nos falta é mais de Deus, e Ele nos ajudará a andar “no passo” de uma criança. Apegue-se ao Senhor! Faça de sua casa um altar de adoração ao Deus de Israel! Se Jacó entendeu que deveria andar no passo de seus filhos, não fica mais fácil compreender porque o Senhor ainda não voltou? Pacientemente, Ele tem esperado por nós. Que até lá possamos seguir, junto com a nossa família, a orientação do profeta: “Conheçamos e prossigamos em conhecer ao Senhor; como a alva, a Sua vinda é certa; e Ele descerá sobre nós como a chuva, como chuva serôdia que rega a terra” (Os.6:3).

Bom dia, famílias que conhecem a Deus!

Desafio do dia: Não permita que a sua família saia de casa sem a bênção do Senhor. Realizem o culto familiar, diariamente. Se possível, além do culto matinal, façam também o culto vespertino.

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus #Gênesis33 #RPSP

Comentários em áudio:
https://www.youtube.com/user/nanayuri100
https://www.youtube.com/channel/UCzzqtmGdF4UqBopc6CRiqLA

Deixe um comentário:


1 Comentário so far
Deixe um comentário

Amei o reavivados de hoje, está muito lindo e bem explicado!

Comentário por Suelen




Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: