Reavivados por Sua Palavra


EZEQUIEL 14, comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
4 de outubro de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria


“Ainda que estivessem no meio dela estes três homens, Noé, Daniel e Jó, eles, pela sua justiça, salvariam apenas a sua própria vida, diz o SENHOR Deus” (v. 14).


Ao ser avisado acerca da destruição de Sodoma e Gomorra, Abraão questionou o SENHOR acerca da possibilidade de haver justos naquelas cidades. Por amor a seu sobrinho Ló, ele iniciou o seu questionamento com um grupo de cinquenta justos até chegar ao pequeno grupo de dez, recebendo de Deus a promessa de que as cidades seriam poupadas do juízo caso ali habitassem ao menos dez justos. Qual não foi a sua surpresa, a destruição foi consumada e apenas Ló e suas duas filhas escaparam da morte (Gn 18 e 19). Com base neste relato e na misericórdia divina, o povo de Israel acreditava que Deus pouparia Jerusalém do juízo por amor aos justos que ali habitavam.

Porém, esta teoria foi lançada por terra diante da resposta do SENHOR ao profeta. Cegos espirituais, os líderes religiosos guiavam o povo segundo os ídolos que levantaram “dentro do seu coração” (v.3). Aparentemente, tinham uma vida religiosa exemplar, mas em seus corações erguiam altares abomináveis, e cultuavam seus ídolos em secreto. Porém, diante do Deus que tudo vê, foram apanhados “no seu próprio coração” (v.5). Confiavam que a comunhão e a fidelidade do remanescente os livraria de receber o castigo que lhes cabia.

Noé, Daniel e Jó são citados por Deus como Suas fiéis testemunhas. A vida destes três homens deixou um legado de confiança, abnegação e serviço. O trabalho de suas mãos e as palavras de seus lábios foram frutos diretos de um coração governado pelo SENHOR. A justiça que lhes regia não era proveniente de si mesmos, mas da poderosa destra de seu Legislador. Em seus corações não havia espaço para nada que pudesse ganhar mais atenção do que a adoração ao verdadeiro Deus. E ainda que estes servos do Altíssimo vivessem em Jerusalém naquela época, nem assim o SENHOR deixaria de derramar os Seus juízos. “Pela sua justiça salvariam apenas a sua própria vida” (v.20).

Amados, a integridade e a retidão que eram notórias na vida daqueles três homens não são hereditárias, mas podem ser inculcadas. O meio em que vivemos e o que contemplamos têm grande influência em nossas futuras escolhas, mas não definem o meu e o teu destino eterno. Ao afirmar a seguinte verdade a Samuel: “O homem vê o exterior, porém o SENHOR, o coração” (1Sm 16:7), Deus deixou bem claro que Ele conhece os Seus e os que não são Seus. Ele sabe com quem pode contar e com quem não pode. Ele vê as intenções do coração humano ainda que estejam muito bem escondidas. Não adianta, em hipótese alguma, esconder maus sentimentos, malícias e pecados acariciados. Como diz o ditado popular, isso é dar um tiro no próprio pé. E porque não dizer: no próprio coração?

A repreensão dada pelo SENHOR ao Seu povo é seguida de um convite: “Convertei-vos, e apartai-vos dos vossos ídolos, e dai as costas a todas as vossas abominações” (v.6), que é seguido do objetivo: “Então, diz o SENHOR Deus: Eles serão o Meu povo, e Eu serei o seu Deus” (v.11). O juízo divino nunca foi e nunca será derramado sem propósito de salvação (v.23). Não podemos jamais confiar na espiritualidade de ninguém como garantia de que estamos seguros. Mas devemos permitir que Jesus assuma o controle de nossa embarcação e dEle receber a própria porção do maná do Céu. Porque no grande Dia do SENHOR, cada um responderá pela própria vida e não haverá desculpas para o ócio espiritual.

Os quatro ventos estão para ser soltos e as taças da ira de Deus, derramadas na Terra. (Ap 7:1; 16:1). “Mas eis que alguns restarão nela” (v.22) e seu caminho e seus feitos serão um último chamado de Deus antes que venha a grande assolação. Suas vidas darão testemunho da fidelidade à Palavra do SENHOR assim como Noé, Daniel e Jó. Como não poupou o mundo antigo, Deus não deixará de derramar sobre a Terra os Seus juízos. Contudo, como preservou aqueles Seus servos, cumprir-se-á na vida dos Seus restantes dos últimos dias a profecia dada ao salmista: “Caiam mil ao teu lado, e dez mil à tua direita; tu não serás atingido” (Sl 91:7). Portanto, atendamos AGORA ao amável e urgente convite do SENHOR: “Convertei-vos“!

Bom dia, corações convertidos ao SENHOR!

Desafio do dia: Acompanhe-me, a partir de hoje, em uma jornada espiritual muito especial de sete dias, com o título: “O Último Chamado de Deus”. Jesus disse que os nossos olhos são a lâmpada do corpo (Mt 6:22). Durante estes sete dias faça uma limpeza visual, não assistindo e nem lendo nada que seja secular (A não ser por questões laborais).

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus
#Ezequiel14
#RPSP

Deixe seu comentário:


5 Comentários so far
Deixe um comentário

Bom dia irmã Rosana! A graça e a paz do Senhor sejam contigo!
Peço que ore por mim para Deus ser o Governador da minha vida e do meu coração! Para que o altar dos meus ídolos seja completamente destruído!
Que no Nome do Senhor Jesus Cristo você e tua casa casam abençoados! Amém

Comentário por Welton Araújo

Estas mensagens e estes desafios tem sido uma benção! Obrigado 😊 Deus os abençoe muito. Abraços

Comentário por Marta

Boa noite irmã Rosana só agora li seu comentário do Reavivados.
Amo suas mensagens muito inspiradoras.
Gostei da ideia de ficar sem ver nada, muito boa.
A paz do senhor!

Comentário por Maria Paixão Neves

Irmã Rosana, Deus lhe abençoe.
– Essa jornada é um projeto nacional? Onde posso conseguir?

Comentário por Rafael Alves

Olá, querido irmão!

Este desafio de sete dias como uma jornada é com base em meu segundo livro que tem como título “O Último Chamado de Deus”. Em cada dia eu estarei extraindo a suma de cada capítulo, já que o livro contém 7 capítulos.
Simplesmente senti este desejo de desafiar nossos leitores a experimentarem no cotidiano práticas simples, mas de grandes ganhos espirituais.

Pela graça de Deus, serão dias de profunda entrega e de salvação!

Graça e paz!

Rosana

Comentário por Ivan Barros




Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: