Reavivados por Sua Palavra


JEREMIAS 38, Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
1 de setembro de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria


“Disse Jeremias: Não te entregarão; ouve, te peço, a palavra do SENHOR, segundo a qual eu te falo; e bem te irá, e será poupada a tua vida” (v. 20).


A sucessão de mensagens dadas pelo profeta só reforçam a essência do caráter divino: o amor. Até os últimos instantes as palavras do SENHOR ecoavam naquela cidade que, “infalivelmente” (v. 3), seria arrasada. Jeremias colocava em risco a própria vida e teve que passar por situações até vexatórias para anunciar o juízo de Deus.

Lançado em uma cisterna, “Jeremias se atolou na lama” (v. 6). Em uma situação humilhante e insalubre, acusado injustamente, os líderes do povo queriam a sua morte, e dependia da boa vontade de um rei covarde. Porém, o SENHOR usa instrumentos improváveis para executar os Seus desígnios. Não foi um judeu quem falou com o rei em favor de Jeremias, mas um eunuco etíope, ou seja, um estrangeiro.

Liberto daquele lugar, mais uma vez Jeremias é chamado e levado diante do rei. Então, novamente, Zedequias questiona o profeta acerca da revelação do SENHOR. Vamos reler o final do verso 15, que diz: “Se eu te aconselhar, não me atenderás”. Em outras palavras:

– Porque queres saber o que tenho a dizer se não vais me dar ouvidos?

Você já tentou convencer alguém a respeito de algo, mas sem sucesso? Não é frustrante quando sabemos alguma verdade, tentamos contar e ninguém nos dá crédito? Agora, imagine o caso de Jeremias. Vários anos pregando a mesma coisa, repetindo e repetindo, e encontrando apenas portas fechadas.

A nossa geração é a geração mais informada que já houve neste mundo. Os apelos midiáticos e os recursos tecnológicos têm criado uma sociedade virtualmente dependente. A mente humana tem sido “viciada” a absorver mais conteúdo do que é capaz de processar e, mediante o ritmo de um mundo altamente acelerado, como no tempo de Jeremias, o SENHOR tem insistido persistentemente diante das portas que ainda estão fechadas.

A Bíblia diz que Ele está à porta e bate (Ap. 3:20). Isto é, Ele não te amarra com cordas e te força a obedecê-Lo. Mas Ele lança as cordas para nos tirar do lamaçal do pecado. A nossa escolha é o que define o nosso futuro. Como Jeremias agarrou-se àquelas cordas e saiu da cisterna, escolha hoje agarrar-se às palavras do SENHOR e nelas encontrar a verdadeira liberdade. “Ouve, te peço, a palavra do SENHOR… e bem te irá, e será poupada a tua vida”, é o apelo de Deus para mim e para você, hoje. Que a nossa mente esteja sempre aberta e pronta para aceitar e praticar o ASSIM DIZ O SENHOR!

Bom dia, resgatados pelo SENHOR!

Desafio do dia: Vamos aprender outro remédio natural de Deus? Uma alimentação o mais natural possível nos provê saúde, bem-estar e equilíbrio emocional, além de proporcionar benefícios espirituais. Leia e medite nos seguintes textos e descubra como Deus deseja que você tenha qualidade de vida: Gênesis 1:29; Levítico 11:2-12; I Coríntios 6:19-20, I Coríntios 10:31; III João 2.

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus
#Jeremias38
#RPSP

Anúncios

3 Comentários so far
Deixe um comentário

Jeremias 38 – O sábio não fala tudo o que sabe, mas sabe tudo o que fala. O sábio não é tagarela, nem fofoqueiro. Ele não diz a verdade, doa em quem doer. Ele é ético, sabe quando, como e o que falar. Ele é educado, polido e precavido.

( neste comentário diz que o sábio não diz a verdade, doa em quem doer, não seria o contrário, fiquei na dúvida.

Comentário por Reginaldo De Martin

Bom dia amigo, o não está correto. O sábio não diz a verdade doa em quem doer. Ele mede as palavras, sabe o que dizer e que não dizer. Como maçãs de ouro em salvas de prata assim são as palavras ditas ao seu tempo. A verdade deve ser dita na hora e do jeito certo para a pessoa certa, não de qualquer jeito com arrogância para doer e humilhar. Por isso o não na frase…

Comentário por Ivan Barros

Verdade, Reginaldo. Talvez devêssemos ter colocado a expressão “diz a verdade, doa em quem doer” assim, entre aspas.
Esta expressão “eu digo a verdade, doa em quem doer” é um dito popular comumente expressado por pessoas que não pensam muito nas consequências daquilo que falam, mesmo sendo verdade. O que o autor quis dizer é que: pode ser verdade o que falo, mas será que é prudente, sábio, adequado dizer isto desta maneira e nesta hora? Um abraço, obrigado pelo seu comentário.

Comentário por jquimelli




Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: