Reavivados por Sua Palavra


JEREMIAS 4, Comentado por Rosana Barros by Ivan Barros
29 de julho de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria


“Deveras, o Meu povo está louco, já não Me conhece; são filhos néscios e não inteligentes; são sábios para o mal e não sabem fazer o bem” (v. 22).


Ao proferir a parábola das dez virgens, Jesus foi bem claro ao afirmar que seria uma alegoria para o tempo do fim. Apesar de todas serem virgens, haverá uma diferença que as separará em dois grupos: as prudentes e as néscias. Munido de azeite dobrado, o primeiro grupo adentrará às bodas do Noivo. Porém, o grupo das néscias, desprovido de azeite suficiente, com suas lâmpadas apagadas, ouvirá a triste sentença: “Em verdade vos digo que não vos conheço” (Mateus 25:12). No início do livro de Mateus, no sermão da montanha, Jesus proferiu mais ou menos a mesma sentença: “Então lhes direi explicitamente: nunca vos conheci” (Mateus 7:23). O conhecimento de Deus vai muito além de teorias e de práticas religiosas. É o conhecimento que conduz à vida eterna: “E a vida eterna é esta: que Te conheçam a Ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a Quem enviaste” (João 17:3).

Os habitantes de Jerusalém haviam perdido o SENHOR de vista. Continuavam com seus rituais vazios, mas seus corações estavam longe do verdadeiro conhecimento de Deus. A circuncisão como um sinal da aliança feita com Abraão e sua descendência não cumpriria o seu propósito se antes o povo não circuncidasse o coração (v. 4). Ao contrário da dureza e da malícia do coração de seu povo, Jeremias mostra profunda piedade e sensibilidade ao contemplar a destruição que sobreviria à Judá por meio de Babilônia: “Ah! Meu coração! Meu coração! Eu me contorço em dores. Oh! As paredes do meu coração! Meu coração se agita!” (v. 19). O SENHOR descortinou ao profeta os acontecimentos futuros não só com relação a Judá, mas a “toda a Terra” (v. 27) por ocasião da segunda vinda de Cristo.

Como no princípio, a Terra voltará a ficar “sem forma e vazia” (v. 23; Gênesis 1:2). A cena de completo horror causou no profeta sintomas de um ataque cardíaco, e sacudido por tamanho impacto, sua timidez inicial foi transformada em uma ansiedade urgente de falar: “Não posso calar-me” (v. 19). O que o povo de Deus estava vivendo era uma verdadeira LOUCURA! E o profeta sentiu a imediata necessidade de falar enquanto ainda havia tempo, pois Deus confirmou a Sua Palavra e não Se retrataria de Sua justa punição.

No livro Conhecer Jesus é Tudo, o pastor Alejandro Bullón enfatiza o imprescindível relacionamento que devemos ter com Jesus todos os dias:

“Não podemos, porém, amar uma pessoa sem conhecê-la; por isso o inimigo fará todo o possível para nos distanciar mais e mais de Deus, ou então para nos aproximar de uma ideia errada do Pai. O inimigo não quer que conheçamos Jesus ou, na pior das hipóteses, quer que O conheçamos com a imagem de um Deus tirano, ditador, preocupado mais com Suas normas do que com Seus filhos. Essa imagem de Deus não inspira amor, inspira medo; não inspira desejo de servi-Lo, gera obrigação de servi-Lo. A consequência é uma religião triste, um cristianismo formal” (Conhecer Jesus é tudo, p. 91).

Você entende em que contexto Judá estava inserido? Eu passei muito tempo inserida neste contexto também. Vivia uma religião vazia e sem sentido. Até que Jesus me encontrou e me mostrou que em conhecê-Lo está a vida eterna. Hoje Ele é meu melhor Amigo. É Aquele em Quem me apoio quando não tenho coragem de conversar nem com a minha família. Jesus é Aquele que me faz viver cada dia na expectativa de que em breve O verei face a face. É o Deus da minha salvação e a Rocha em que me escondo. Em andar com Ele – e nEle – a cada passo de minha jornada está a minha verdadeira alegria. Um dia sei que, como Jeremias, verei os resultados que o pecado causou a este mundo, mas o meu coração pulsa na direção de um novo amanhã com o meu Jesus e, no Céu, poderei compartilhar com a família de Deus da mesma emoção: “Olhei” e vi o Meu Jesus! “Olhei” e eis que o meu anjo veio me levar ao encontro dEle! “Olhei” e vi os salvos mais numerosos do que a areia do mar! “Olhei” e diante de mim estava a Casa de meu Pai, o meu Lar doce Lar!

Bom dia, amigos de Jesus!

Desafio do dia: Se você ainda não vive esta experiência salvífica, a partir de hoje comece a encontrar-se com Deus nas primeiras horas da manhã. Estude a Sua Palavra e converse com Ele e você sentirá a real necessidade de permanecer nEle em cada momento do dia.

Rosana Garcia Barros

#PrimeiroDeus
#Jeremias4
#RPSP


1 Comentário so far
Deixe um comentário

Nossa, vocês estão sendo como uma base para que eu entenda e estude mais a bíblia! As palavras que a autora usou, arrepiei do começo ao fim. Comecei a ler Jeremias faz pouco tempo e estou adorando essa leitura! A parte em que você usou de ter Jesus como melhor amigo, e que nEle está criando expectativas de em breve vê-lo face a face, foi onde eu disse a mim mesmo para seguir seu exemplo e trazer isso para minha vida. Obrigada por compartilhar sua experiência, eu sei que assim, você está sendo como um evangelho vivo em nossas vidas!

Um abraço!

Comentário por Gabriela Teixeira de Melo




Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: