Reavivados por Sua Palavra


PROVÉRBIOS 20 #RPSP Comentário Rosana Barros by Ivan Barros
19 de abril de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria


“Quem pode dizer: Purifiquei o meu coração, limpo estou do meu pecado?” (v. 9).


Ser justo não significa deixar de ser pecador. Ser justo significa que Alguém nos justificou: “Justificados, pois, mediante a fé, temos paz com Deus por meio de nosso Senhor Jesus Cristo” (Romanos 5:1). Cristo assumiu a nossa culpa ao entregar a Sua vida na cruz e nos concedeu o privilégio da salvação por meio de Seu sacrifício e ressurreição. Porém, todos nós estamos sujeitos ao pecado até que Ele venha pela segunda vez (Apocalipse 1:7) e nos liberte de uma vez por todas. O apóstolo Paulo comparou o pecado com uma lei que rege a nossa natureza pecaminosa: “mas vejo, nos meus membros, outra lei que, guerreando contra a lei da minha mente, me faz prisioneiro da LEI DO PECADO que está nos meus membros” (Romanos 7:23). Isto é, a partir do momento em que aceitamos, pela fé, a justiça de Cristo, inicia-se uma batalha entre o bem e o mal em nós mesmos; batalha que só terá fim no Dia do retorno do nosso Salvador.

Quando Jesus foi confrontado pelos líderes judeus acerca do adultério de uma mulher, a Sua sabedoria fez com que todas as pedras caíssem ao chão. Aqueles líderes não tiveram argumentos diante de tais palavras: “Aquele que dentre vós estiver sem pecado seja o primeiro que lhe atire pedra” (João 8:7). Certamente, o primeiro que se atravesse a lançar uma pedra, seria ele mesmo apedrejado pelos demais. Era considerada uma grande blasfêmia afirmar tal coisa. A Bíblia afirma que todos nós nos extraviamos e nos corrompemos (Salmo 14:3). Por isso, necessitamos de um Mediador (I Timóteo 2:5), do único que é verdadeiramente Justo: Jesus Cristo.

Quando aceitamos a Cristo como SENHOR e Salvador de nossas vidas, acontece uma metamorfose espiritual. É como se Deus olhasse do Céu e ao invés de enxergar a nossa natureza pecaminosa, Ele notasse que há um “casulo” que nos reveste, que é a justiça de Cristo. E somente se permanecermos dentro deste seguro revestimento, muito em breve, alcançaremos a plenitude da metamorfose. Assim como uma lagarta para se tornar em borboleta precisa obedecer a todo o processo natural, precisamos viver a justiça de Cristo e a novidade de vida que nos foi outorgada: “segundo é santo Aquele que vos chamou, tornai-vos santos também vós mesmos em todo o vosso procedimento” (I Pedro 1:15).

Então, aquele que trilha o caminho eterno:

  • não será vencido pelo álcool (v. 1);
  • não se envolve em contendas (v. 3);
  • não comerá o pão da preguiça (v. 4);
  • não será desonesto (v. 17);
  • não se envolverá em fofocas (v. 19);
  • não desonrará pai e mãe (v. 20);
  • não será vingativo (v. 22);
  • aceitará a repreensão (v. 30).

Cada provérbio tem nos ensinado, e como um guia de sobrevivência nos fortalecido para o conflito espiritual que travamos dia após dia. Não podemos ignorar esta realidade e precisamos aprender, mediante a Palavra do SENHOR, a fazer “a guerra com prudência” (v. 18). Tome posse da armadura de Deus (Efésios 6:11) e erga “a espada do Espírito, que é a Palavra de Deus” (Efésios 6:17) e, cada um de teus passos serão “dirigidos pelo SENHOR” (v. 24).

Continua…

Bom dia, justificados pela fé em Cristo Jesus!

Desafio do dia: Pesquise sobre o processo natural que faz surgir uma borboleta. Cristo usou a natureza para extrair grandes lições espirituais. Siga o Seu exemplo.

Rosana Garcia Barros
#PrimeiroDeus
#Provérbios20


2 Comentários so far
Deixe um comentário

Muito boa a meditação. gosto muito dos comentários do rpsp. porem no comentário de hoje do cap 20 de proverbios houve um equivoco, “nao se desviará de contendas”. creio que o servo de Deus se desvia de contendas. continuem com este bom trabalho.

Comentário por ariosvaldo de oliveira vieira

Caro irmão, obrigado pela observação. Eu editei o comentário e acabei colocando o “não” indevidamente. Corrigi assim que percebi o erro.

Deus seja contigo e te conserve no Caminho, sendo a cada dia Reavivado Por Sua Palavra!

Comentário por Ivan Barros




Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: