Reavivados por Sua Palavra


SALMO 64 – #RPSP – COMENTÁRIO ROSANA BARROS by Ivan Barros
3 de janeiro de 2017, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Esconde-me da conspiração dos malfeitores e do tumulto dos que praticam a iniquidade” (v. 2).

Esconde-esconde era a minha brincadeira favorita quando criança. Como era bom quando eu encontrava um bom esconderijo. Na brincadeira, o objetivo era que eu fosse a última a ser encontrada. Na vida real, mais especificamente no caso de Davi, o objetivo era o de JAMAIS ser encontrado. Em Deus ele encontrou o único refúgio seguro e nEle se abrigaria contra os inimigos.

Observem que o salmista inicia pedindo proteção ao SENHOR “do terror do inimigo” (v. 1). Ele começa no singular, e depois prossegue no plural: “malfeitores… “dos que praticam a iniquidade” (v. 2). Havia um inimigo voraz que perseguia a Davi como um leão prestes a devorá-lo (I Pedro 5:8), e ele usava seus agentes humanos para isso. Neste Salmo não encontramos espadas e lanças, mas um instrumento mortífero chamado língua (v. 3). Vejamos o que está escrito em Tiago 3:8: “a língua, porém, nenhum dos homens é capaz de domar; é mal incontido, carregado de veneno mortífero”. É óbvio que Davi estava sendo alvo de fofocas. Conspiravam contra ele, pensando: 

— Ninguém irá nos descobrir (v. 5).

Acho que também poderíamos chamar as más conversações de bumerangue. Pois todos que se atrevem a abrir a boca com dolo a respeito de um íntegro (v. 3), “a própria língua se voltará contra eles” (v. 8). E já vimos que os que agiam de má fé para com o ungido de Deus não eram os estrangeiros, mas os do meio de seu povo, os seus conterrâneos e irmãos; aqueles que iam com ele à igreja (Vide Salmo 55:14). 

Meus amados, a Palavra de Deus nos diz que nós não conseguimos ter controle sobre a nossa língua. Ou seja, se buscamos uma pátria superior, nossa boca deve ser fonte a jorrar bênção e não maldição (Vide Tiago 3:11). Nós temos que fugir da “roda dos escarnecedores” (Salmo 1:1), lembram? Foi assim que iniciamos o estudo do livro de Salmos. Precisamos aprender a contemplar mais a vida do nosso Salvador. Contemplar, contemplar e contemplar até não termos mais de quem falar a não ser nEle. “Porque os que falam desse modo manifestam estar procurando uma pátria” (Hebreus 11:14). Só somos transformados pela contemplação (II Coríntios 3:18), meus irmãos. Mas se continuarmos trocando a contemplação da glória de Deus por páginas das redes sociais e “inocentes” rodas de fofocas, como alcançaremos o que foi perdido lá no Éden, a imagem de Deus? 

Enquanto o professo povo do SENHOR continua perdendo tempo em uma “esgrima” de línguas, muitos estão a perecer lá fora sem amor e sem esperança. Só que Davi interrompe a descrição das maldades dos ímpios para falar da justiça divina iniciando com uma palavrinha mágica: MAS (v. 7).

As más linguas podem maltratar o coração do justo, MAS não podem destruí-lo. A língua perversa pode até armar ciladas, MAS, um dia, tudo se revelará (Vide Mateus 12:37). Palavras amargas podem qual flecha ser disparadas repentinamente contra o íntegro, MAS o escudo da fé o protegerá de todas elas (Vide Efésios 6:16).

“De uma só boca procede bênção e maldição. Meus irmãos, não é conveniente que estas coisas sejam assim” (Tiago 3:10). Vocês conseguem imaginar Jesus “comentando” com os discípulos sobre o caráter duvidoso de Judas? Ou reunindo os discípulos, dizendo: —Juntem aqui, tenho uma fofoca para contar sobre os fariseus?

Tenho a plena certeza que não. Porque de Cristo só emanava a bênção, palavras que emanavam vida. Então, olhar para Ele é a nossa única segurança e a única forma de nos vermos livres de nossa própria língua. 

Assisti a um vídeo ontem que mexeu profundamente comigo e fiquei a pensar o quanto perdemos tempo com bobagens enquanto os pequeninos do SENHOR sofrem. Não costumo ver esses vídeos porque são muito tristes, mas, ao mesmo tempo, eles nos dão um choque de realidade e nos fazem olhar para dentro de nós mesmos e perguntar:

— Estou vivendo como quem fará parte do grupo que ouvirá: “Vinde benditos de Meu Pai” (Mateus 25:34)? 

O vídeo mostra uma garota de oito anos de idade, de uma tribo africana, cuidando de seus irmãos gêmeos órfãos que sofrem de paralisia infantil. Esta pequena criança anda uma longa distância para buscar água, para que ela mesma dê banho nos seus irmãos. Os três sofrem de inanição e praticamente também não têm o que vestir.

Sabem o que vejo quando olho para aquela garota? Eu vejo Jesus. Eu vejo uma cidadã do Reino dos Céus. Eu vejo alguém que possivelmente nunca ouviu falar no Salvador, MAS que vive como Ele viveu.

Isso não deveria nos fazer sentir uma profunda e terrível vergonha? Pois se não foi isso o que você sentiu, meu amado ou minha amada, você precisa DESESPERADAMENTE contemplar a Cristo! Que Deus tenha misericórdia de nós e que não façamos parte do grupo que será levado a tropeçar na própria língua (v. 8), MAS daquele que “se alegra no SENHOR e nEle confia” (v. 10), que ama e que VIVE como Jesus viveu.

Bom dia, retos de coração (v. 10)!

Desafio do dia: Entregue o governo de seu coração ao Verbo (Vide João 1:1) e, certamente, Ele cuidará que de sua língua só proceda bênção. 

*Leiam #Salmo64

Rosana Garcia Barros 


6 Comentários so far
Deixe um comentário

Querida Rosana, sempre me emociona ler seus comentários aqui no Reavivados. certamente eles ajudam muitas outras pessoas na sua caminhada cristã. Que Deus continue te abençoando e te usando para abençoar pessoas. Um forte abraço!!!

Comentário por Francinete Lima Farias

Amém, querida irmã! Louvado seja o nome do nosso Deus MARAVILHOSO! Continue sendo reavivada!
Graça e paz!
Rosana

Comentário por nanalipe

inspirador comentário. O Senhor a tom usado poderosamente a fim de Alimentar seu Rebanho. não perco um. Ah! por favor, passe o link do vídeo OK,

Comentário por Paulo Roberto de Oliveira.

Olá, querido irmão!
Este é o link: https://youtu.be/KOY906GQoSw
Graça e paz!
Rosana

Comentário por nanalipe

Muito obrigado irmã Rosana pelo comentário que desperta nossa humanidade e amor ao próximo, que diversas vezes são sufocados pelos nossos pequenos problemas dentro de um mundo pequeno.

Comentário por Marcos Estêvão Cardoso

É verdade, amado. Que as pequenas coisas desta vida não sufoquem o que realmente importa: AMAR como Cristo nos amou.
Graça e paz!
Rosana

Comentário por nanalipe




Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: