Reavivados por Sua Palavra


II CRÔNICAS 23 – #RPSP – Comentário Rosana Barros by Ivan Barros
4 de agosto de 2016, 0:30
Filed under: Sem categoria

“Joiada fez aliança entre si mesmo, o povo e o rei, para serem eles o povo do SENHOR” (v. 16).

O capítulo de hoje inicia dizendo que “Joiada se animou” (v. 1). A palavra ânimo vem do latim animus, que significa “alma, desejo, mente, espírito”. Isto quer dizer que Joiada empregou todo o seu ser na decisão que tomou. Ele não se animou simplesmente no sentido de se alegrar, mas de tomar uma firme decisão em que nada o faria retroceder. Este é o verdadeiro sentido de seu ânimo.
Ele decidiu firmemente sair do jugo de Atalia e levar todo o povo a guardar fielmente “o preceito do SENHOR” (v. 6).
O reinado de Joás seria um recomeço para o povo, e a aliança feita entre este e o rei representava a sua anuência em aceitar os planos de Deus “a respeito dos filhos de Davi” (v. 3).
A Casa do SENHOR tinha se transformado em casa de qualquer um, de forma que os preceitos de Deus para a sua ministração não eram mais levados em conta. O SENHOR havia separado para o serviço de Sua casa os sacerdotes e os levitas, conforme estudamos no livro de Levítico, mas isto não era mais observado, de forma que o povo não sabia mais fazer distinção entre o sagrado e o profano. Mas a atitude do sacerdote Joiada fez com que esta deturpação fosse dissipada.
E a consagração foi tamanha, que todo o povo anuiu à sua decisão. De armas na mão, todo o povo rodeava o pequeno rei (v. 10), em uma unânime felicidade. E Joiada cuidou em providenciar a coroação de Joás, contudo, não foi-lhe dada somente a coroa, mas também o motivo de tão grande celebração: o Livro do Testemunho. O resgate da Lei do SENHOR significava liberdade da escravidão do pecaminoso reinado de Atalia.
A traição da rainha má se voltou para ela mesma (v. 13) e se alguém decidisse segui-la receberia a sua mesma sentença (v. 14).
Então, Atalia foi morta; todos se voltaram para Deus tornando-se um só povo de um só SENHOR; destruíram a casa de Baal e todas as imagens e altares pagãos; e “com alegria e com canto” (v. 18) obedeciam ao ASSIM DIZ O SENHOR.
Costumamos nos animar para fazer tantas coisas banais. Empregamos todo o nosso ser em projetos corruptíveis e, por vezes, eles não tem nada a ver com os projetos de Deus para nós. A decisão de Joiada teve a ver com VIDA. E não apenas a dele, mas do futuro rei, de todo o povo e das gerações que se seguiriam. Joiada não iniciou algo novo, nem tampouco algo temporário. Ele reiniciou um projeto divino, portanto, ETERNO. Tudo o que ele resgatou emanava e emana vida. Mas não esta vida que hoje existe e amanhã pode não existir (Vide Eclesiastes 3:20). Mas da vida que procede da Palavra de Deus. Pois “os caminhos de Deus são eternos” (Habacuque 3:6). Todo o povo se uniu como um só exército, “de armas na mão” (v. 10) porque compreendeu que aquele momento não se tratava de mais um arroubo religioso, e sim de uma questão de vida ou morte eterna. Seguir ao SENHOR significa vida. Seguir Atalia e seus caminhos maus significa morte (v. 14). Ponto.
Cabe a nós a escolha de que caminho seguir. O salmista entendeu bem quando definiu essas escolhas no Salmo um: “Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Antes, o seu prazer [o seu ânimo] está na Lei do SENHOR, e na Sua Lei medita de dia e de noite” (Salmo 1:1-2). Mais do que feliz é aquele que tem prazer na Palavra do SENHOR e nela busca refúgio para se manter no mundo, porém, não ser do mundo. E o salmista continua, dizendo: “… os perversos não prevalecerão no juízo, nem os pecadores na congregação dos justos” (Salmo 1:5).
Ó, amados, assim como Atalia não prevaleceu na congregação do povo do SENHOR, ninguém prevalecerá nos últimos dias se não fizer parte do remanescente de Deus: “os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus” (Apocalipse 14:12). É tempo de fazermos como fez Joiada. É tempo de animus para buscarmos ao SENHOR de todo o nosso coração. É tempo de examinarmos a Bíblia e tomarmos a firme decisão de obedecê-la. É tempo de destruir todos os “ídolos” que ainda infestam a nossa vida. É tempo de termos prazer na Palavra e nela meditarmos durante todo o dia.
Quando o Rei dos reis se revelar, ninguém poderá declarar: “Traição! Traição!” (v. 13), mas até os ímpios terão de reconhecer um dia: “verdadeiros e justos são os Teus juízos” (Apocalipse 16:7). Que no grande Dia do SENHOR, você e eu estejamos no meio do povo remanescente que exclamará “com alegria e com canto” (v. 18): Viva o Rei! (v. 11).
 
Bom dia, remanescente do SENHOR!
 
*Leiam #2Crônicas23

Rosana Garcia Barros


2 Comentários so far
Deixe um comentário

Aleluia!

Comentário por Ilsemara

Que explicacao maravilhosa!! Parabéns

Comentário por Élida




Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: