Reavivados por Sua Palavra


II CRÔNICAS 5 – #RPSP – Comentário Rosana Barros by Ivan Barros
17 de julho de 2016, 0:45
Filed under: Sem categoria

“… porque a glória do SENHOR encheu a Casa de Deus” (v. 14).
A obra foi concluída. Tudo o que Davi havia dedicado ao SENHOR foi levado ao templo. E o objeto principal, mediante adoração e sacrifícios foi conduzido ao Santo dos santos da Casa de Deus: a arca da Aliança do SENHOR. 

A arca carregava algo que era o que Israel tinha de maior valor que, diferente de todo ornamento do templo, não foi fabricado em ouro, nem em bronze, nem engastado de pedras preciosas. Mas era um objeto de pedra. Como assim? Afinal de contas, aquele lugar era algo tão imponente, que não podia se calcular o peso de seus tesouros. E um objeto de pedra tinha mais valor do que toda a riqueza do templo? Sim. Porque não era qualquer objeto de pedra, mas as tábuas dos dez mandamentos escritas pelo dedo de Deus (Vide Êxodo 31:18). Tudo estava pronto, meus amados, porém, faltava o principal: a lei que revela o caráter do Altíssimo, que revela que Ele é Amor (Vide I João 4:8). Vocês conhecem os dez mandamentos do SENHOR? Conhecem mesmo? Os mandamentos do Eterno não estão contidos em um dogma, mas em Sua Palavra que é ETERNA, pois, “seca-se a erva, e cai a sua flor, mas a palavra de nosso Deus permanece eternamente” (v. 8). Que tal relembrarmos o que estudamos em Êxodo 20? Eis os mandamentos do SENHOR Deus: 

  1. Não terás outros deuses diante de Mim;
  2. Não farás para ti imagem de escultura;
  3. Não tomarás o nome do SENHOR, teu Deus, em vão;
  4. Lembra-te do dia de sábado para o santificar;
  5. Honra teu pai e tua mãe;
  6. Não matarás;
  7. Não adulterarás;
  8. Não furtarás;
  9. Não dirás falso testemunho contra o teu próximo;
  10. Não cobiçarás coisa alguma do teu próximo.

Aí está um resumo dos mandamentos de Deus que você pode conferir na íntegra, em Êxodo 20:3-17. Aí está o verdadeiro Decálogo, que a Bíblia chama de eterno e a própria verdade (Vide Salmo 119:142, 144, 151). Querem prova maior? Acompanhem comigo o que está escrito em Apocalipse: “Abriu-se, então, o santuário de Deus, que se acha no Céu, e foi vista a arca da Aliança no Seu santuário, e sobrevieram relâmpagos, vozes, trovões, terremoto e grande saraivada” (Apocalipse 11:19). Onde está, hoje, a arca da Aliança? No Céu! No Céu, amados! Como pôr em dúvida algo que o SENHOR guarda no Céu?
A lei de Deus é eterna, sempre existiu e sempre vai existir. Podemos percebê-la desde o Éden. O SENHOR criou todas as coisas, portanto, Ele é o ÚNICO Deus, digno de toda a nossa adoração (1° e 2° mandamentos). Seu nome era honrado em tudo o que existia (3° mandamento). Ele instituiu na perfeição um dia separado para adoração. Um dia de descanso, um dia de bênção e de santificação: o sétimo dia, que é o sábado do SENHOR (4° mandamento). Adão e Eva viviam para honrar o Pai (5° mandamento). Tudo o que existia emanava vida (6° mandamento). A criação de Deus era para ser compartilhada, não havia egoísmo ou cobiça (7° e 10° mandamentos). Adão e Eva foram feitos um para o outro, e assim deveriam permanecer unidos sempre (8° mandamento e 9° mandamentos). Como algo que Deus estabeleceu de forma perfeita na criação e eterniza no Céu, pode não ter mais valor diante da necessidade da humanidade em se achegar Aquele que é Perfeito? Vejam o que diz Tiago: “Pois qualquer que guarda toda a lei, mas tropeça em um só ponto, se torna culpado de todos. Porquanto, Aquele que disse: Não adulterarás, também ordenou: Não matarás. Ora, se não adulteras, porém matas, vens a ser transgressor da lei” (Tiago 2:10-11). Uau! Querem um texto mais esclarecedor do que este? Qual é a lei, meus irmãos, em que Deus diz: Não matarás e não adulterarás? Vocês já sabem a resposta. Portanto, cabe a cada um de nós examinar as Escrituras, pedindo a orientação do Espírito Santo, e tomar uma decisão ao lado da verdade. O SENHOR não nos chama para pregar o que seja conveniente para encher a igreja em número. O SENHOR nos chama a pregar o que encherá a Sua igreja da Sua glória (v. 14). O templo só foi cheio da glória do SENHOR quando a revelação de Sua glória tomou lugar no lugar Santíssimo. 

A Lei do SENHOR nunca foi e nunca será algo que nos aprisiona, mas que nos liberta, como concluiu Tiago em sua fala sobre o Decálogo: “Falai de tal maneira e de tal maneira procedei como aqueles que hão de ser julgados pela LEI DA LIBERDADE” (Tiago 2:12). Os dez mandamentos serão a lei base para o juízo final e identificarão os salvos dos últimos dias: “os que guardam os mandamentos de Deus…” (Apocalipse 12:17). Os mandamentos do SENHOR fazem parte das cinco colunas da verdade, que também já estudamos. E o que a Bíblia diz que faz a verdade? “e conhecereis a verdade e a verdade vos libertará” (João 8:32). Não é uma igreja cheia de riquezas ou de pessoas que definem que Deus ali habita, e sim onde a Sua Palavra recebe lugar de honra. Continue examinando as Escrituras (João 5:39), e elas continuarão lhe reavivando e lhe conduzindo à Fonte de toda a VERDADE!

Bom dia, estudantes da VERDADE!

*Leiam #2Crônicas5

Rosana Garcia Barros


3 Comentários so far
Deixe um comentário

Louvado seja Deus por nos conceder a maravilhosa transcricao d seu carater q nos revela o seu Grande Amor!!!!!!

Comentário por Djalma

AMEM ESTA VERDADE ME LIBERTOU

Comentário por ANTONIO CARLOS JOSE SOARES

Bem ispirados mesmos esses comentarios!! Que continue derramando bençãos de sabedoria e inteligência nessa linda mulher de Deus!! Amém!!

Comentário por Meiry




Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: