Reavivados por Sua Palavra


II Samuel 10 – Comentário Rosana Barros by jquimelli
13 de abril de 2016, 0:20
Filed under: Sem categoria

#rpSp #2Samuel10 – “Então, disse Davi: Usarei de bondade para com Hanum, filho de Naás, como seu pai usou de bondade para comigo…” (v. 2)

Ontem vimos que Davi usou de bondade para com Mefibosete por amor de Jônatas. Hoje, vemos que ele deseja usar de bondade para com o filho do rei dos amonitas, em gratidão à bondade de seu pai que havia morrido. De alguma forma aquele rei foi bondoso para com Davi e este desejou retribuir.
Mas Hanum fez algo perigoso. Deu ouvidos a um conselho estúpido. E após despedir os mensageiros de Davi faltando um pedaço da barba e das roupas, esse vexame chegou aos ouvidos de Davi, que compadeceu-se deles e os liberou de suas atividades, até que pudessem se recompor.
Só que essa humilhação causada pelo filho do rei de Amon resultou em uma guerra com um número absurdo de mortos.

Precisamos ter MUITO, mas MUITO cuidado a quem damos ouvidos. “Bem-aventurado o homem que não anda no conselho dos ímpios” (Salmo 1:1). Temos lições preciosas no capítulo de hoje. Lições de gratidão (v. 2), de compaixão (v. 5) e de confiança em Deus (v. 12). Mas gostaria de destacar hoje um ponto negativo da história. Porque se não fosse ele, teria sido evitada aquela guerra sangrenta. Estou falando das más conversações. “O insensato despreza a instrução de seu pai” (Provérbios 15:5). Hanum deixou de seguir o exemplo deixado por seu pai, para ouvir aqueles príncipes iracundos. E que tolice a dele!
Porque “melhor é o longânimo do que o herói da guerra” (Provérbios 16:32).
Tem uma frase que diz mais ou menos assim: “Eu pago para não brigar e pago o dobro para não sair da briga”.
Quantas vidas teriam sido poupadas se não fosse a estultícia de Hanum.
Quantas vidas seriam poupadas se o ser humano parasse de agir como ele.
No livro do Apocalipse, encontramos uma frase que se repete vez após outra: “Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas” (Apocalipse 2:29).
Deus quer que ouçamos a Sua voz, e para isso temos que saber discernir a Sua voz da voz do mundo. E as Escrituras nos adverte: “Cuidado que ninguém vos venha a enredar com sua filosofia e vãs sutilezas, conforme a tradição dos homens, conforme os rudimentos do mundo e não segundo Cristo” (Colossenses 2:8 ).
Os seus amigos são pessoas que lhe aproximam mais de Deus? Que bênção! Ah, não são? E se colocar na balança, você tem influenciado eles, ou eles têm lhe causado má influência?
Esse assunto é tão grave, que Paulo inclui até aquele que chamamos de irmão. “Mas, agora, vos escrevo que não vos associeis com alguém que, dizendo-se irmão, for impuro, ou avarento, ou idólatra, ou maldizente, ou beberrão, ou roubador; com esse tal, nem ainda comais” (1 Coríntios 5:11). Nossa! Que texto forte!
Mas não foi exatamente o que aconteceu no episódio que lemos hoje? Os maldizentes foram os do próprio povo amonita. Pior ainda, eles eram príncipes, ou seja, os maiorais daquele povo.
A posição não define o caráter de ninguém. Assim como aqueles príncipes eram maldizentes, pessoas de nosso vínculo de amizades, até mesmo dentro da igreja, podem ser pedras de tropeço. Quer dizer que isto nos autoriza a julgar quem seja digno ou não de minha amizade? De forma alguma. Isto quer dizer que o limite é até que ponto estou influenciando ou sendo influenciado.
Em meu primeiro emprego, quando era apenas uma adolescente, tive uma chefe que de uma forma muito sutil sempre falava de meu pai de maneira a desmerecer tudo o que ele fazia. Mas suas palavras eram em um tom de preocupação que não me despertava malícia. Foi em um sermão no dia dos pais que percebi o quanto havia ficado agressiva e arredia com meu paizinho. Então fui até ele e em lágrimas pedi perdão. Por mais que precisasse daquele emprego, com pouco tempo pedi demissão, porque a influência de minha chefe me fazia mal. Daí eu saí de lá soltando os cachorros e sem falar com ela? De jeito nenhum. Continuei sendo cortês e pedindo a Deus pela vida dela.
Meus amados, Deus ama a TODOS, mas nem TODOS amam a Deus. O cuidado que a Bíblia pede que tenhamos não tem que ver com isolamento, mas com discernimento. Por isso que Cristo ao orar por nós pediu ao Pai: “Não peço que os tires do mundo, e sim que os guardes do mal” (João 17:15).
Que nossos ouvidos estejam sempre atentos à voz de Deus e estejam sempre surdos para o mal que governa este mundo.

Bom dia, ouvintes do Espírito Santo!

*Leiam #2Samuel 10

Rosana Garcia Barros

Anúncios

6 Comentários so far
Deixe um comentário

Que benção a meditação de hoje… Q o nosso maravilhoso e bom Deus a cada dia abençoe ricamente cada um de vocês!!

Comentário por Raynara Alves

Amém Raynara! Obrigado por expressar seu sentimento.

Vamos seguir juntos examinando a escritura e indo até Jesus, nosso pão diário!

Um abraço,

Ivan Barros

Comentário por Ivan Barros

É UMA BENÇÃO ESSE REAVIVADOS POR SUA PALAVRA.
AHH COMO QUERIA PASSAR MAIS HORAS OUVINDO OS AMIGOS QUE NOS TRAZEM ESTAS MEDITAÇÕES E ESCLARECIMENTOS.
NOSSA IGREJA ESTA ABERTA PARA QUE VOCÊS! VENHAM NOS ENRIQUECER COM AS SUAS PRESENÇAS, PRESENÇAS ESSAS CHEIAS DO ESPÍRITO SANTO.
ABRAÇOS
ELIANA PEREIRA MIRA

Comentário por elianamira

Eliana, boa tarde.

Você mora em qual cidade?

Ivan Barros
Equipe RPSP

Comentário por Ivan Barros

Olá!!! Bom dia!! Sou de Itajubá, Minas Gerais.

Comentário por elianamira

Moro em Itajubá Minas Gerais. Prazer em falar com vocês.
Deus os abençoe cada dia mais. Estou encantada com o RPSP.

Comentário por elianamira




Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: