Reavivados por Sua Palavra


Deuteronômio 30 – Comentários selecionados by Jeferson Quimelli
10 de janeiro de 2016, 0:30
Filed under: Sem categoria

1 Quando, pois, todas estas coisas vierem sobre ti. As bênçãos e maldições eram condicionais. As maldições poderiam ser evitadas. Mas Moisés disse que elas se cumpririam porque os israelitas se desviariam de sua lealdade a Deus no futuro. De tafo, as bênçãos e maldições do cap. 28 soam como uma profecia sobre o aconteceria no resto do Antigo Testamento (ver especialmente o livro de Juízes). Andrews Study Bible.

se te recordares dela. Literalmente, “trazê-las de volta ao coração”. A mesma expressão ocorre em 1 Reis 8:47. Como passo preliminar para a restauração do favor de Yahweh, os israelitas teriam de meditar nas causas de seu exílio e na sua relação com Deus (ver Lv 26:40; Dt 4:29, 30). CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 1, p. 1166.

e tornares. Também devia haver abandono do pecado e retorno à adoração de Yahweh (ver Ne 1:8, 9). A sinceridade seria refletida na obediência. CBASD, vol. 1, p. 1166.

de todo o teu coração e de toda a tua alma. Moisés referiu-se de novo ao grande mandamento de Dt 6.5, apegando-se à esperança do arrependimento onde houvera apostasia e julgamento. Bíblia de Genebra.

ajuntará, de novo. O retorno do exílio babilônico começou com Zorobabel. Mas esse retorno tipificou outra restauração. Bíblia Shedd.

O mais importante não é uma libertação do cativeiro físico, mas sim libertação do cativeiro do pecado (ver Sl 4:14; Jr 3:22; 17:14; Os 14:4; Mt 13:15). CBASD, vol. 1, p. 1166.

extremidade dos céus. O profeta Neemias menciona a promessa deste versículo (Ne 1:8, 9; ver ainda Dt 4:32; Sl 19:4;Is 13:5). Yahweh não desprezaria Seu povo; nunca os havia rejeitado como indivíduos. O castigo seria a dispersão. O castigo divino sempre tem objetivo particular. Uma vez atingido o objetivo, Deus Se volta para Seu filho e oferece restauração e a ajuda necessária para alcançá-la (ver Jó 23:10; Os 6:1-3; Hb 12:11). CBASD, vol. 1, p. 1166.

e te fará bem. Ver em Jeremias 32:42, 43 como o Senhor propôs cumprir esta promessa. CBASD, vol. 1, p. 1166.

circuncidará o teu coração. Comparar com Lv 26:41; Jr 31:33. Circuncidar o coração significa avivar a percepção espiritual e tornar a consciência sensível. CBASD, vol. 1, p. 1166.

O SENHOR… porá todas estas maldições. O arrependimento genuíno reverte a maldição que segue a rebeldia. Não existe separação tão grande e tão profunda entre Deus e o pecador que não possa ser estreitada imediatamente quando o pecador se volta para o Senhor. A alegria de Deus é completa quando o pecador se arrepende, pois as bênçãos do Céu podem ser derramadas. Só o pecador persistente sofrerá a maldição do pecado. CBASD, vol. 1, p. 1166.

De novo, pois (ARA; AA: “Tu te tornarás”). Refazer o caminho trilhado, como quando se volta de uma viagem. A expressão é usada com frequência de forma figurada para retratar quem se volta para Deus em humilde arrependimento (ver Is 10:21; 19:22; Jr 4:1; 15:19; 18:11; Ez 18:23; etc.). CBASD, vol. 1, p. 1166.

O SENHOR, teu Deus, te dará abundância. Quando alguém ama a Deus e obedece á Sua vontade (ver Jo 14:15) porque tem prazer nos Seus mandamentos (ver 1Jo 5:3), os princípios divinos são entesourados em seu coração (ver Sl 40:8). Isso permite que Deus fortaleça a alma e a vida dessa pessoa e lhe acrescente bênçãos materiais (ver Dt 28:63; Jr 32:41; Mt 6:33). CBASD, vol. 1, p. 1166.

10 As bênçãos da aliança renovada serão inseparáveis da obediência do remanescente restaurado do povo aos mandamentos do Senhor (cf. p. ex., Mt 7.21), mas essa obediência não servirá de base. A obediência a Cristo, que é a vitória sobre o pecado, da qual o remanescente pela fé compartilhará, é a única base meritória de tais bênçãos. Bíblia de Genebra.

neste Livro da LeiTorah, a vontade de Deus revelada. CBASD, vol. 1, p. 1166.

11-20 O objetivo imediato dessa passagem é animar o povo lembrando-lhe que todas as coisas necessárias para uma vida santa estão ao seu alcance. Paulo se refere a ela com a mesma finalidade (Rm 10.6). O amor e a graça de Deus não estão escondidos, como mistérios ocultos poderiam estar. Para obtê-los não há necessidade de empreender uma longa e perigosa viagem como a que fizeram os magos do Oriente para chegar à manjedoura em Belém. O Verbo de Deus, que é outro nome para o Senhor, está muito perto de nós. Basta-nos levantar o coração para Ele, com simples fé, e confessá-lo como nosso Salvador e Senhor, e já temos a garantia da salvação do castigo e do domínio do pecado. Comentário Bíblico Devocional Velho Testamento, Ed. Betânia. F. B. Meyer.

12, 14 Paulo aplica essa passagem à disponibilidade da “palavra da fé” (Rm 10.6-10). Bíblia de Estudo NVI Vida.

12 Quem subirá por nós aos céus…? É possível que os v. 12 e 13 citem um provérbio. O significado é que não se exige da pessoa realizar tarefa sobre-humana, fazer jornada longa e penosa, subir aos céus a fim de entender a vontade de Deus. O Senhor revelou claramente Suas intenções para Israel, por meio de Seu profeta Moisés. Seus justos mandamentos foram escritos; o ser humano estava plenamente informado sobre eles. Comparar com o argumento do apóstolo Paulo (Rm 10:5-13*). CBASD, vol. 1, p. 1167.

14 esta palavra está mui perto de ti. Paulo argumentou que Deus conscientiza as pessoas acerca de Sua vontade (At 20:26, 27; Fl 1:8). CBASD, vol. 1, p. 1167.

15 Vê que proponho. Moisés requereu uma tomada de decisão. Existem dois caminhos: o da vida e da morte, a bênção de Deus ou o julgamento certo. Josué apresentou as mesmas alternativas (Js 24.15) e Jesus, maior do que Moisés ou Josué, conclamou os Seus discípulos a seguirem a vereda estreita que leva à vida (Mt 7.13-14). Bíblia de Genebra.

19 céus e a terra… por testemunhas. A aliança tipica na antiguidade fora do AT continha uma lista de deuses que serviam de “testemunhas” das suas estipulações. Bíblia de Estudo NVI Vida.

Na aliança bíblica, a criação de Deus [os mundos não caídos] foi chamada para testemunhar contra Seu povo. Bíblia de Genebra.

20 disto depende a tua vida. Propriamente, “esta é tua vida”, isto é, amar a Deus. Levar uma vida inspirada e dirigida pelo amor de Deus é herdar a vida eterna. As possibilidades de vida para todo ser humano se reduzem a duas: uma é amar a Deus com todas as forças. O resultado final é vida plena, que herda a imortalidade. Outra alternativa é desacatar a boa vontade de Deus, dedicando a vida às coisas desta terra. Uma vida gasta dessa forma conduz à morte eterna. Essas alternativas são uma exortação a todos.  CBASD, vol. 1, p. 1167.

A vida não é a mera extensão dos dias. Consiste em amar, obedecer e apegar-se ao Senhor, em lugar de seguir os caminhos idólatras. Bíblia Shedd.

Em 32.46, 47 é declarado que todas as palavras desta lei é a vida deles. A lei, o Senhor e a vida estão vinculados entre si. Bíblia de Estudo NVI Vida.

Deus sustém a vida que Ele criou. Andrews Study Bible.

Moisés desafiou Israel a escolher a vida, a obedecer a Deus e, portanto, continuar a experimentar Suas bênçãos. Deus não força Sua vontade a ninguém. Ele nos deixa decidir se iremos segui-Lo ou rejeitá-Lo.Esta decisão, contudo, é uma questão de vida ou morte. Deus quer que saibamos isso, porque gostaria que todos escolhêssemos a vida. Diariamente, em cada situação, devemos afirmar e reforçar este comprometimentoLife Application Study Bible.

Aqui termina o quarto discurso de Moisés. CBASD, vol. 1, p. 1167.

 

* Rm 10:5-13:

5 Moisés descreve desta forma a justiça que vem da Lei: “O homem que fizer estas coisas viverá por meio delas” .

6 Mas a justiça que vem da fé diz: Não diga em seu coração: “Quem subirá aos céus?” (isto é, para fazer Cristo descer)

7 ou “Quem descerá ao abismo?” (isto é, para fazer Cristo subir dentre os mortos).

8 Mas o que ela diz? “A palavra está perto de você; está em sua boca e em seu coração”, isto é, a palavra da fé que estamos proclamando:

9 Se você confessar com a sua boca que Jesus é Senhor e crer em seu coração que Deus o ressuscitou dentre os mortos, será salvo.

10 Pois com o coração se crê para justiça, e com a boca se confessa para salvação.

11 Como diz a Escritura: “Todo o que nele confia jamais será envergonhado”.

12 Não há diferença entre judeus e gentios, pois o mesmo Senhor é Senhor de todos e abençoa ricamente todos os que o invocam,

13 porque “todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo”.

 


2 Comentários so far
Deixe um comentário

GLORIA DEUS

Comentário por ANTONIO CARLOS JOSE SOARES

Excelente estudo 🙂

Comentário por Cleide Cleidinha




Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: