Reavivados por Sua Palavra


O justo viverá pela fé (Rm 1:17) by jquimelli
27 de fevereiro de 2015, 0:20
Filed under: , salvação | Tags: , ,

Porque no evangelho é revelada, a justiça de Deus, uma justiça que do princípio ao fim é pela fé, como está escrito: O justo viverá da fé. Rm 1:17 (NVI).

 

Esta frase, citada por Paulo de Hab. 2:4, é tão fundamental para a compreensão de como Deus provê nossa salvação, que vamos ver como é traduzido em outras versões:

ARA: “O justo viverá por fé”;

ARC: “Mas o justo viverá da fé “;

NTLH: “Viverá aquele que, por meio da fé, é aceito por Deus”. (ou: Quem é aceito por Deus, viverá por meio da fé – rodapé);

Bíblia Viva: “O homem que encontra a vida, vai encontrá-la confiando em Deus”.

Clear Word: “O justo vive pela fé em Deus e Ele o declara justo”.



A citação é de Habacuque 2:4. Durante a invasão dos caldeus (babilônicos), Habacuque foi confortado com a certeza de que o justo estaria a salvo (ver com. de Hc 2.4). Um significado semelhante pode ser notado no uso que Paulo fez da citação em Romanos 1:17. A pessoa justa não viverá na dependência de suas próprias obras nem de seus méritos, mas pela confiança e fé em Deus. … Unicamente a pessoa que é justa pela fé viverá. CBASD – Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 6, p. 520. 



Habacuque provavelmente entendia “viverá” se referindo somente à esta vida. Mas Paulo estende esta declaração à vida eterna. Ao crermos (ou: confiarmos) em Deus, nós somos salvos. Encontramos vida, agora e para sempre. Life Application Study Bible.



A justiça pela fé é um tipo especial de justiça – algo que é sem igual nas religiões comparadas. A justiça pela fé está firmada na fidelidade de Deus. Quando a fidelidade de Deus encontra a resposta de fé da parte do homem, o milagre torna-se possível. Então é manifestada a justiça de Deus.

Sendo que Cristo vive no coração daquele que crê, essa pessoa tem a dádiva da justiça de Cristo e possui o poder para realizar obras agradáveis a Deus. Foi esta compreensão que iluminou, mudou e inflamou a vida de Lutero…

Porque então é tão difícil aceitar a dádiva inapreciável da justiça de Deus?

1) A tentativa de nos tornarmos justos por nossos próprios esforços é uma manifestação natural de independência humana.

2) Aceitar a justiça de Cristo significa a morte para o próprio eu.

3) É mais fácil confiar em nossas boas obras do que confiar em Cristo. 

(Comentários baseados nas Lições da ES do 4º trim de 1990, do Dr. Herbert Kiesler).



O professor Pedro Apolinário, em seu livro Explicação de Textos Difíceis da Bíblia, demonstra que a melhor tradução para o trecho fundamental de Romanos 1:17 é: “O homem que é justificado pela fé – viverá“. E explica: “A teologia de Paulo nos afiança de que o homem justificado pela fé é o único que possui vida, porque esta vem unicamente de Cristo, recebida através da fé. O grande tema da epístola de Romanos pode ser sintetizado nesta frase: O pecado conduz à morte; a justificação conduz à vida (Rom. 5:17, 21; 8:10).”



Lutero e Romanos 1:17:

“Por uma decretal recente, fora prometida pelo papa certa indulgência a todos os que subissem de joelhos a ‘escada de Pilatos’, que se diz ter sido descida por nosso Salvador ao sair do tribunal romano, e miraculosamente transportada de Jerusalém para Roma. Lutero estava certo dia subindo devotamente esses degraus, quando de súbito uma voz semelhante a trovão pareceu dizer-lhe: ‘O justo viverá da fé’. Romanos 1:17. Ergueu-se de um salto e saiu apressadamente do lugar, envergonhado e horrorizado. Esse texto nunca perdeu a força sobre sua alma. Desde aquele tempo, viu mais claramente do que nunca dantes a falácia de se confiar nas obras humanas para a salvação, e a necessidade de fé constante nos méritos de Cristo. Tinham-se-lhe abertos os olhos, e nunca mais se deveriam fechar aos enganos do papado. Quando ele deu as costas a Roma, também dela volveu o coração, e desde aquele tempo o afastamento se tornou cada vez maior, até romper todo contato com a igreja papal.” O Grande Conflito, p. 122 (p. 77 da edição condensada). 

 


9 Comentários so far
Deixe um comentário

amem !! se o enhor e um cristao pesso para ver esse video em meu blog ”como o mundo vê os cristã…”

Comentário por maniasdemeninaas

GLORIA A DEUS SOMOS JUSTIFICADOSPELA FE EM JESUS

Comentário por antonio carlos jose soares

Amém , eu creio e cofio no amor do meu Bom Deus e do meu Jesus cristo e no Expírito Santo .

Comentário por Janai Padilha Pessoa

Amém ,com certeza os Justos viveram pela Fé , eu Tenho Fé no meu Jesus e no meu Deus .

Comentário por Janai Padilha Pessoa

Palavra maravilhosa pra mim nessa manha , acordei com esse versiculo na cabeça , O justo vivera da fé e se retroceder minha alma nao tem prazer nele .
romanos 1 .17

Comentário por Raquel Amaral

Gosto de pesquisar neste blog, porém hoje o Senhor falou de um servo de Deus que é o Papa. O Senhor pecou pela língua, não pesquiso e nem indico este site para católicos.

Comentário por Vania das Dores Duarte Resende

Prezada Vania, agradecemos sua observação.
Por favor, observe que em nenhum momento no comentário se ataca o papa. Muito menos se toca nos respeitáveis nomes de João Paulo, Bento e Francisco, expoentes atuais do chamamento à paz e fraternidade.
O que se observa, porém – e isto pode ser confirmado consultando um bom livro de história medieval – que na igreja da época medieval existiam certas práticas contrárias ao puro ensino bíblico, como a arrecadação de dinheiro pela aquisição de indulgências (perdões), capazes de obter a salvação da pessoa ou de seus queridos já falecidos, que estivessem no purgatório.
Confrontado com a verdade bíblica de que a salvação só é concedida pela graça de Deus através do sacrifício de Jesus e recebida pela fé (Rm 1:17), Lutero percebeu o erro das indulgências (que hoje já não se vendem mais) e protestou contra isto. Seu objetivo era de que igreja da época abandonasse este erro. Ele nunca teve intenção de criar uma nova igreja. Em resposta, porém, ele foi expulso da igreja e, depois, condenado à morte.
Infelizmente, a própria Bíblia mostra que outros servos de Deus erraram. Noé se embriagou, Moisés assassinou um egípcio, Gideão promoveu idolatria entre o povo de Israel, Sansão se envolveu com prostituta, o profeta Balaão lançou tropeço para o povo de Deus, Pedro negou a Jesus, Judas vendeu Jesus, Davi se corrompeu moralmente com Bate-Seba, Abraão teve um caso com Hagar, Isaque mentiu, etc. Servos de Deus erram, não são perfeitos. A história da igreja católica também confirma que muitos Papas erraram, é só conhecer a história para ver que existem fatos que nos entristecem, lamentavelmente. Mas, como diz a Bíblia, “não há justo, nem um sequer… todos pecaram e carecem da glória de Deus” (Romanos 3:10, 23).

Ficamos muito honrados por você utilizar este site para enriquecimento dos conhecimentos bíblicos e esperamos que continue conosco. Se necessário, questionando, como o fez, para que possamos discutir e esclarecer se algo estiver errado ou equivocado e retificarmos no texto, se for o caso. 
Um grande abraço, Jeferson.

Comentário por jquimelli

Muito obrigado! Fiquei feliz com a explicação estou de volta pesquisando sobre a Teologia de Paulo. Gosto de suas explicações .Fique com Deus.

Comentário por Vania das Dores Duarte Resende

Que bom, Vania! Que Deus nos abençoe a buscarmos sempre a verdade, respeitando a escolha dos outros. Abraço

Comentário por jquimelli




Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: