Reavivados por Sua Palavra


Juízes 20 – segunda, 03.12.12 by jquimelli
2 de dezembro de 2012, 23:36
Filed under: Estudo devocional da Bíblia

Texto bíblico à Juízes 20

Texto de hoje do blog da Bíblia:

Capítulo após capítulo testemunhamos a tolerância e a inércia dos israelitas em fazer algo a respeito de sua condição moral. Juízes se inicia com a morte de Josué e a apostasia subseqüente de Israel. Desde então, os filhos de Israel não somente foram oprimidos por causa da sua infidelidade: eles também se dividiram e chegaram, às vezes, até mesmo a lutar e matar uns aos outros. Neste capítulo, finalmente vemos o que não havia mais acontecido desde os dias de Josué: a nação inteira de Israel (exceto os benjamitas) se ajuntando “como um homem” (v. 8). Reuniram-se para tratar da “maldade” que havia ocorrido entre eles.

Os homens de Israel estavam unidos em sua indignação e tinham a intenção de eliminar esse mal de Israel, colocando à morte esses “homens perversos” de Gibeá. Os benjamitas, por outro lado, estavam determinados a proteger os malfeitores e se recusaram a entregar os homens maus. Confrontados com esta resposta, os israelitas foram a Betel (casa de Deus) e perguntaram não o que eles deveriam fazer, mas quem deveria lutar primeiro (20:18). Os israelitas já haviam decidido o que fazer. Infelizmente, os israelitas não buscaram a Deus suplicando por perdão e orientação. Eles não buscaram a Deus como seu rei e comandante, mas, sim, como se consulta a um oráculo a respeito de seu destino. É evidente que os israelitas não entenderam o papel de Deus em tudo isso pelo fato de terem eles trazido a Arca da Aliança de Siló para que servisse como um amuleto de boa sorte (cf. 1 Sam 4).

Deus responde aquilo que lhe haviam perguntado: Judá deveria lutar primeiro. Mas não há bênção ou promessa de vitória. Os benjamitas vencem e há uma grande matança. Desta vez, os israelitas realmente buscam o “conselho do Senhor” (20:23), mas o Senhor ainda não promete vitória. Somente após mais uma derrota colossal é que os filhos de Israel se aproximam do Todo-Poderoso da maneira que deveria ter feito desde o início: eles “jejuaram aquele dia até a tarde; e, perante o Senhor, ofereceram holocaustos e ofertas pacíficas.” Só então o Senhor promete entregar os benjamitas em suas mãos (20:26-27). Então, “o Senhor derrotou Benjamim diante de Israel” (20:35 NVI).

Deus intencionalmente permitiu que Israel fosse derrotado duas vezes antes de conceder-lhes a vitória. Havia uma importante lição a ser aprendida sobre como obter a bênção de Deus. Mesmo sendo justa a causa – remover a iniquidade de Israel -, o Senhor exige arrependimento e humildade, especialmente considerando que toda a nação era merecedora da ira de Deus. Há um grande contraste entre o ultraje moral exibido em Gibeá e a completa falta de preocupação de Israel com todos os anos de aberta idolatria que eles praticaram. Sua punição contra a Gibeonitas foi a completa destruição de toda a vida e da propriedade, mas tal julgamento havia sido prescrito apenas para o pecado de idolatria (Dt 13:12-18)! Na sua hipocrisia, eles não perceberam que haviam sido mais diligentes na destruição de seus irmãos pelos pecados deles do que foram em buscar expiação pelos seus próprios pecados e extirpá-los do seu meio. Que isso sirva de lição para nós! Antes de corrigirmos a outros devemos corrigir a nós mesmos.

 

Justo E. Morales

Universidade Adventista do Sul

Trad JAQ – Rev JDS


1 Comentário so far
Deixe um comentário

Maravilhosa a explicação nos ajudou muitooooo!!!
Deus abençoe muito sua vida.

Comentário por Raimon.




Comente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.



%d blogueiros gostam disto: